EUA garantem que não estão envolvidos no ataque a central nuclear no Irão

White House / Wikimedia

Jen Psaki, porta-voz da Casa Branca

Os Estados Unidos garantiram, esta segunda-feira, que não estiveram envolvidos no que o Irão chamou de ação de sabotagem da sua fábrica de enriquecimento de urânio, em Natanz.

Teerão acusou Israel de “ataque terrorista” ao sabotar o centro nuclear de Natanz e prometeu vingança e intensificação das atividades de enriquecimento de urânio, enquanto esforços diplomáticos estão em curso para permitir o regresso dos Estados Unidos ao acordo nuclear internacional, assinado em 2015 e abandonado unilateralmente pelo Governo do ex-Presidente Donald Trump em 2018.

A eventualidade de os Estados Unidos terem cooperado com Israel neste ataque deitaria por terra qualquer possibilidade de negociação entre Washington e Teerão.

“Os Estados Unidos não estiveram envolvidos de forma alguma”, disse a porta-voz da Casa Branca Jen Psaki, recusando-se a comentar “causas ou consequências” do alegado ataque no Irão.

“Estamos determinados em focar-nos nos canais diplomáticos. Não recebemos nenhuma informação que indique uma alteração no rumo das negociações”, explicou ainda Psaki, referindo-se à reunião que, na quarta-feira, juntará diplomatas iranianos e norte-americanos à mesa das negociações.

A União Europeia e a Rússia, que participam nestes esforços diplomáticos, disseram esperar que o processo negocial não seja afetado pelo “incidente” de Natanz.

Mais de 24 horas após o incidente, as circunstâncias do ataque, a forma como ocorreu e a extensão dos danos causados continuam a ser desconhecidos.

Este domingo, a televisão estatal iraniana, citando o porta-voz do programa nuclear civil do Irão, noticiou que as instalações nucleares de Natanz tinham sofrido um “incidente” na rede de distribuição elétrica.

O “acidente” aconteceu um dia depois do lançamento de novas cascatas de centrifugadoras no complexo Shahid-Ahmadi-Rochan, em Natanz, no dia em que o Presidente iraniano, Hassan Rohani, inaugurou remotamente a nova fábrica de montagem de centrifugadoras.

As novas centrífugadoras oferecem ao Irão a capacidade de enriquecer urânio mais rapidamente e em maiores quantidades, em volumes e com um grau de refinamento proibido pelo acordo de 2015 alcançado em Viena entre o país e a comunidade internacional.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Elefantes encontrados mortos numa reserva florestal. Envenenamento pode ser a causa

As autoridades estão a tentar perceber de que forma é que os 18 elefantes selvagens asiáticos morreram no nordeste da Índia. Os elefantes, que incluíam cinco filhotes, foram encontrados mortos na reserva florestal protegida de Kondali, …

"Máxima segurança". Porto de Lisboa com protocolo de segurança para receber cruzeiros

A administração do Porto de Lisboa assinalou este domingo o regresso do movimento de passageiros de cruzeiros a partir desta segunda-feira, com o levantamento das restrições ao desembarque de passageiros em viagens não essenciais, sublinhando …

”Terrível engano”. Programa do Governo para incentivar regresso dos emigrantes exclui as ilhas

O Programa Regressar, criado em 2019 pelo Governo da República para incentivar o regresso dos emigrantes ao país, descrimina os Açores e a Madeira. O Governo prolongou os apoios (que podem chegar aos 7679 euros por …

Relatório alerta que parte da produção de painéis solares depende da exploração de uigures

A região de Xinjiang, na China, evoluiu nas últimas duas décadas e tornou-se num importante centro de produção para muitas das empresas que fornecem ao mundo as peças necessárias para a construção de painéis solares. No …

Morreu a atriz brasileira Eva Wilma. Tinha 87 anos

A atriz de brasileira Eva Wilma morreu este sábado aos 87 anos no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internada desde abril devido a um cancro de ovário. A artista tinha sido internada a …

Marcelo quer descentralizar poder para regionalizar bazuca europeia

Marcelo Rebelo de Sousa quer desconcentrar poderes do Estado central para as comissões de coordenação e desenvolvimento regio­nal (CCDR), já a pensar na execução dos milhões que vão chegar de Bruxelas. A perspetiva do Chefe de …

Humanos mudam os ecossistemas com fogo há quase 100 mil anos

Um novo estudo mostra que os humanos têm mudado o ambiente em que vivem recorrendo ao fogo há pelo menos 92 mil anos. Ao chegar a novas terras, os humanos usaram o fogo para as mudar …

Catarina Martins considera “absurda” proposta de reforma das Forças Armadas

A coordenadora do BE, Catarina Martins, considerou a proposta de reforma das Forças Armadas feita pelo Governo “absurda” e de “absoluta submissão à NATO”. “A proposta do Governo é absurda, é uma proposta que centraliza decisões, …

Egito abre fronteira com Gaza. EUA deixam aviso a Israel (e UE reúne de emergência)

O Egito abriu este sábado a fronteira terrestre com Gaza e enviou 10 ambulâncias para o enclave palestiniano para transportar para os hospitais egípcios palestinianos que ficaram feridos nos bombardeamentos israelitas, indicaram responsáveis médicos. Segundo o …

Cientistas identificam novo tipo de resposta ao stress desencadeada pela condução

Toda a gente conhece a sensação física de quando estamos num carro a acelerar. Mas poucos sabem o que isso pode estar a fazer ao nosso corpo. De acordo com o site Science Alert, cientistas investigaram …