Estudo sugere ser possível apagar memórias específicas

PhotoXpress

-

Investigadores holandeses podem ter encontrado uma forma de apagar memórias indesejadas , uma façanha que até agora parecia ser restrita a filmes de ficção científica.

Uma nova experiência da Radboud University, em  Nijmegen, na Holanda, sugere que pode ser possível destruir memórias específicas do cérebro com a ajuda de tratamentos eletroconvulsivos (de choques elétricos), um tratamento psiquiátrico que conta com a aplicação de correntes elétricas no cérebro, provocando uma convulsão temporária.

A eletroconvulsoterapia, realizada normalmente em pacientes sob anestesia, é usada como tratamento psiquiátrico há mais de 75 anos, mas costuma ser vista como “desumana” e “antiquada”.

Na Holanda, a prática é usada frequentemente como último recurso para tratar distúrbios como a depressão aguda. Para tornar a experiência o mais confortável possível para o paciente, os médicos usam relaxantes musculares e anestésicos.

No entanto, para este estudo específico, os médicos usaram a técnica para destruir memórias que foram “construídas” em pessoas que já faziam tratamentos com choques elétricos.

Sem lembranças

Os pacientes recebiam dois grupos de fotografias, cada um a contar uma história diferente. Logo antes da sessão com choques elétricos, eles tinham que observar uma das duas histórias novamente, para reativar essa memória específica.

Os resultados da experiência foram impressionantes. Logo após o tratamento, os pacientes tinham esquecido a história do grupo de fotos que tinham acabado de ver, pela segunda vez. A memória da outra história – que só tinha sido vista uma vez – não foi afetada pela corrente elétrica.

“Não me lembro. Sei que eles me mostraram alguma coisa, mas não lembro o que era”, disse à BBC a holandesa Jannetje Brussaard-Nieuwenhuizen, que faz tratamento com choques elétricos desde 1969 para tratar da depressão e participou do estudo.

O depoimento da paciente encorajou os investigadores, que esperam que o estudo possa eventualmente ajudá-los a tratar distúrbios como o transtorno de stress pós-traumático.

Mesmo se a eficácia da técnica for cientificamente comprovada, ainda restam dúvidas sobre as justificativas e implicações de uma prática capaz de destruir memórias.

Os investigadores também ressaltam que o estudo foi feito com memórias criadas artificialmente, mas as ligações profundas que existem sob as memórias reais podem ser mais difíceis de apagar.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. electroconvulsoterapia não parece um tratamento muito preciso ! pois os neurónios são constituídos por agua ,gordura sais como o cloreto de potássio e devido a ser um órgão com plasticidade e esses níveis variarem ,a corrente electrica não percorrera sempre o mesmo caminho ! versão moderna da lobotomia !

RESPONDER

Os olhos são (mesmo) o espelho da alma. Estudo revela que experiências traumáticas afetam as pupilas

Uma nova investigação acaba de revelar que as pupilas podem revelar se uma pessoa sofreu uma experiência traumática no passado. Recentemente, uma equipa de investigadores da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriu que as pupilas …

No Japão, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação

Na Terra do Sol Nascente, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação (sem ter de arcar com as culpas). De acordo com a BBC, estes agentes privados chamam-se "wakaresaseya" e têm …

Arqueologia estelar revela restos de antigo enxame globular. É o "último do seu género"

Uma equipa de astrónomos, incluindo Ting Li e Alexander Ji do Instituto Carnegie, descobriu uma corrente estelar composta pelos restos de um antigo enxame globular que foi dilacerado pela gravidade da Via Láctea, há 2 …

Petição para Reino Unido incluir Portugal no corredor aéreo com quase 30 mil assinaturas

O jornal em língua inglesa com maior circulação em Portugal lançou uma petição pela Internet a pedir ao Governo britânico para reconsiderar e incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido, já assinada por …

eBussy é o novo elétrico modular que se transforma em 10 carros diferentes

10 em 1. O eBussy, um veículo elétrico projetado pela alemã ElectricBrands, permite variar a carroçaria numa dezena de configurações diferentes. A fabricante alemã ElectricBrands revelou o seu mais recente carro-conceito: o eBussy, um elétrico modular capaz …

República Dominicana nega que Juan Carlos tenha entrado no país

A imprensa espanhola noticiou, esta terça-feira, que o rei emérito de Espanha estaria na República Dominicana, depois de ter anunciado que ia viver para fora. Mas as autoridades deste país negam essa informação. De acordo com …

Fome causada pelo coronavírus mata 10 mil crianças todos os meses

A cada mês que passa, 10 mil crianças morrem devido à fome causada pela pandemia do novo coronavírus. Há ainda 500 mil crianças malnutridas todos os meses. A pandemia do novo coronavírus está a intensificar problemas …

Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem clandestina que o FBI

A operação Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem utilizados por John Edgar Hoover, o temível líder do FBI durante quase 50 anos. Durante quase 50 anos, John Edgar Hoover liderou o FBI, ficando conhecido …

Por três dólares, já é possível comer refeições de avião em casa

A empresa Tamam Kitchen, líder na produção de alimentos para várias companhias aéreas de Israel, decidiu vender ao público e a baixo custo as refeições que habitualmente vende a empresas de aviação e que depois …

Ministério Público está a investigar acidente com Alfa Pendular em Soure

O Ministério Público está a investigar o descarrilamento do comboio Alfa Pendular, em Soure, que, na última sexta-feira, provocou dois mortos, oito feridos graves e 36 feridos ligeiros. Questionada na sexta-feira pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral …