/

Estudo revela o segredo da posição típica e peculiar dos flamingos

1

pink-flamingo-1057901_960_720

Os flamingos gastam menos energia quando estão apoiados só com uma perna do que quando estão sobre duas pernas, dizem cientistas. A postura é típica nestes animais, mas nunca se soube ao certo porquê.

Em estudos anteriores, os cientistas defendiam que a posição poderia ajudar a reduzir a fadiga muscular, conforme os animais alternavam de uma perna para a outra. Também já foi sugerido que o comportamento seria uma forma de regular a temperatura corporal.

Agora, Young-Hui Chang, do Instituto de Tecnologia da Georgia, e Lena Ting, da Universidade Emory, desvendaram o segredo da típica posição dos flamingos. A dupla de cientistas realizou várias experiências em animais vivo e mortos, e descobriu que até os cadáveres conseguiam ficar apoiados numa só perna sem cair.

No estudo publicado na Biology Letters, da Royal Society, os especialistas descrevem o que chamaram de “mecanismo gravitacional passivo“.

“Se olharmos para o animal de frente, quando está sobre uma perna, percebemos que a pata fica diretamente abaixo do corpo, o que significa que a perna fica direcionada para dentro. Essa posição ativa o mecanismo”, disse Chang à BBC News.

No entanto, os flamingos mortos não conseguem permanecer de pé sobre duas pernas, o que indica que essa posição (sobre uma só perna) exige um esforço muscular.

“Se o animal colocar as pernas totalmente na vertical, o mecanismo é desativado”, explicou o cientista.

Os especialistas também estudaram animais vivos e demonstraram que, quando os flamingos ficam sobre uma perna e descansam, quase não se movimentam – o que destaca a estabilidade dessa posição passiva.

Mas Young-Hui Chang e Lena Ting observaram que estes pássaros balançam quando realizam outras atividades enquanto estão nessa posição: quando se estão a limpar ou a comunicar com os outros flamingos.

Chang destaca que a anatomia que possibilita a postura passiva ainda não é totalmente compreendida, mas explicou que o fenómeno não envolve o bloqueio das articulações das pernas.

“Se bloqueassem as articulações, os membros permaneceriam fixos em ambas as direções. Mas observamos que permanecem fixos numa direção, mas flexíveis na outra. É algo mais parecido com o mecanismo que bloqueia uma porta”, disse Chang.

Matthew Anderson, um psicólogo especializado em comportamento animal da Universidade da Filadélfia, nos EUA, que não estava envolvido na investigação, avaliou os resultados do novo estudo como “um progresso importante”.

Uma experiência própria realizada por Anderson sugere que os flamingos usam a posição para conservar calor. Entre outros fatores, o psicólogo também descobriu que o número de pássaros que ficam sobre uma perna cai conforme a temperatura ambiente sobe.

  ZAP // BBC

1 Comment

  1. não percebi nada!
    mas estão a falar de quê?
    a construção do texto é para esquecer … não informa nada claramente , parece desarticulado …

    alguem pode decifrar este texto ?!?!?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.