Estrelas anãs vermelhas “matam” os planetas que giram à sua volta

Prolongadas observações mostraram que as estrelas anãs vermelhas produzem muitas explosões pequenas capazes de extinguir a atmosfera e toda a vida dos planetas que giram à sua volta, revela o Laboratório de Propulsão a Jacto da NASA.

O ano passado, os cientistas encontraram vários planetas, que podem ser candidatos ao título de “irmãos” ou “primos” da Terra. O primeiro planeta foi encontrado perto da estrela mais próxima de nós, Proxima Centauri, e os outros três no sistema estelar TRAPPIST-1, na constelação de Aquarius, onde há sete planetas semelhantes à Terra.

Todos os planetas têm as seguintes características em comum: são pequenos, estão localizados “na zona habitável” do seu sistema, ou seja, onde pode haver água em estado líquido, e orbitam à volta de anãs vermelhas.

O último ponto é ao mesmo tempo vantagem e desvantagem, pois as anãs vermelhas vivem muito, o que dá tempo para a criação de vida, mas algumas delas são caracterizadas pela instabilidade, com as suas inúmeras explosões.

O cientista Scott Fleming, do Instituto do Telescópio Espacial de Baltimore, nos EUA, e seus colegas decidiram verificar com que frequência ocorrem explosões na superfície das anãs vermelhas através da análise de dados recolhidos pelo telescópio ultravioleta GALEX durante a sua estadia em órbita entre 2003 e 2012.

Os cientistas conseguiram descobrir vestígios de algumas centenas de explosões na superfície de dezenas de anãs vermelhas, cuja intensidade e duração variavam significativamente.

De acordo com os astrónomos, foram detectadas tanto erupções superpotentes — fenómeno que acontece no Sol de 200 em 300 anos — como explosões relativamente fracas, parecidas com as que acontecem na superfície do Sol todos os dias.

Ao contrário da Terra, que não pode ser afectada por tais explosões, os planetas nas órbitas perto do sistema estrelar TRAPPIST-1 e LHS-1140 sofrem uma grande ameaça, pois estão localizados muito perto das suas estrelas anãs.

Os cientistas explicam que até as explosões mais pequenas podem vir a destruir a camada de ozono e atmosfera, penetrando na superfície dos planetas e, consequentemente, diminuindo drasticamente a possibilidade de surgir de vida.

A resposta final a esta pergunta, como destacam os especialistas, pode ser dada já em breve, em 2018, altura em que será lançado em órbita o telescópio espacial James Webb, capaz de receber fotos destes planetas e estudar a composição da sua atmosfera.

Estes dados ajudarão a perceber se os planetas perto do TRAPPIST-1 e LHS-1140 acolhem ou não vida.

PARTILHAR

RESPONDER

Mais de três dezenas de bancos da UE utilizam paraísos fiscais

Mais de três dezenas de bancos da União Europeia (UE) e do Reino Unido utilizaram paraísos fiscais de baixo imposto ou imposto zero e 29 "pareciam estar a declarar" lucros em países onde não empregavam, …

Ex-presidente de Santa Comba Dão alega Alzheimer para faltar a julgamento

O ex-presidente da Câmara de Santa Comba Dão alegou sofrer de Alzheimer para faltar ao julgamento, esta segunda-feira, em que está acusado dos crimes de prevaricação de titular de cargo público e fraude na obtenção …

Alemães e ingleses recolheram pistas em Portugal para tentar chegar ao corpo de Maddie

Elementos das polícias alemã e inglesas estiveram no nosso país, no final de Setembro, para uma reunião com investigadores portugueses com o intuito de recolher dados sobre Christian Brueckner que é suspeito de ter raptado …

“Retificações especiais e centralizadas”. China quer acabar com "caos" na Internet

A Administração do Ciberespaço da China exigiu esta terça-feira aos fornecedores de serviços móveis do país que executem uma série de “retificações especiais e centralizadas”, face a “preocupações sociais” perante o “caos” na Internet. As oito …

Football Leaks. Advogado admite que podia ter emails relacionados com o Luanda Leaks

O advogado e ex-sócio da PLMJ João Magalhães Ramalho admite que pudesse ter documentos relacionados com o Luanda Leaks e com Isabel dos Santos na sua conta de email, que alegadamente foi pirateada por Rui …

Portugal regista mais 3.299 casos e 28 mortes por covid-19

Portugal contabiliza hoje mais 28 mortes e 3.299 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Nas últimas 24 horas, Portugal conta com mais 3.299 …

Argentina levanta restrições na capital. Rússia regista recorde de mortes diárias e aumenta contenção

A Argentina prorrogou esta semana as medidas para combater a pandemia de covid-19 nas zonas mais afetadas do país, ao mesmo tempo que prossegue a reabertura na capital, onde os casos têm vindo a diminuir. Desde …

Maioria dos portugueses defende Orçamento viabilizado à esquerda (e rejeita demissão do Governo)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e a TSF revela que a maioria dos portugueses - cerca de 60% - defende que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) seja viabilizado com …

Ministro Manuel Heitor já não está infetado com covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior já não está infetado com covid-19, depois de ter recebido, esta segunda-feira, um teste com resultado negativo. De acordo com o semanário Expresso, Manuel Heitor recebeu, ao final …

"Só aumentariam as insuficiências". Médicos respondem a carta aberta da Ordem que pede uso dos privados

Um grupo de médicos respondeu à carta aberta assinada pelo atual bastonário da Ordem dos Médicos e quatro ex-bastonários, que defendem uma maior utilização dos serviços de saúde privados para responder à situação gerada pela …