Estrelas anãs vermelhas “matam” os planetas que giram à sua volta

Prolongadas observações mostraram que as estrelas anãs vermelhas produzem muitas explosões pequenas capazes de extinguir a atmosfera e toda a vida dos planetas que giram à sua volta, revela o Laboratório de Propulsão a Jacto da NASA.

O ano passado, os cientistas encontraram vários planetas, que podem ser candidatos ao título de “irmãos” ou “primos” da Terra. O primeiro planeta foi encontrado perto da estrela mais próxima de nós, Proxima Centauri, e os outros três no sistema estelar TRAPPIST-1, na constelação de Aquarius, onde há sete planetas semelhantes à Terra.

Todos os planetas têm as seguintes características em comum: são pequenos, estão localizados “na zona habitável” do seu sistema, ou seja, onde pode haver água em estado líquido, e orbitam à volta de anãs vermelhas.

O último ponto é ao mesmo tempo vantagem e desvantagem, pois as anãs vermelhas vivem muito, o que dá tempo para a criação de vida, mas algumas delas são caracterizadas pela instabilidade, com as suas inúmeras explosões.

O cientista Scott Fleming, do Instituto do Telescópio Espacial de Baltimore, nos EUA, e seus colegas decidiram verificar com que frequência ocorrem explosões na superfície das anãs vermelhas através da análise de dados recolhidos pelo telescópio ultravioleta GALEX durante a sua estadia em órbita entre 2003 e 2012.

Os cientistas conseguiram descobrir vestígios de algumas centenas de explosões na superfície de dezenas de anãs vermelhas, cuja intensidade e duração variavam significativamente.

De acordo com os astrónomos, foram detectadas tanto erupções superpotentes — fenómeno que acontece no Sol de 200 em 300 anos — como explosões relativamente fracas, parecidas com as que acontecem na superfície do Sol todos os dias.

Ao contrário da Terra, que não pode ser afectada por tais explosões, os planetas nas órbitas perto do sistema estrelar TRAPPIST-1 e LHS-1140 sofrem uma grande ameaça, pois estão localizados muito perto das suas estrelas anãs.

Os cientistas explicam que até as explosões mais pequenas podem vir a destruir a camada de ozono e atmosfera, penetrando na superfície dos planetas e, consequentemente, diminuindo drasticamente a possibilidade de surgir de vida.

A resposta final a esta pergunta, como destacam os especialistas, pode ser dada já em breve, em 2018, altura em que será lançado em órbita o telescópio espacial James Webb, capaz de receber fotos destes planetas e estudar a composição da sua atmosfera.

Estes dados ajudarão a perceber se os planetas perto do TRAPPIST-1 e LHS-1140 acolhem ou não vida.

PARTILHAR

RESPONDER

Harry Potter ganha novo (e estranho) capítulo

Harry Potter e o retrato daquilo que parecia ser um grande monte de cinzas é o título do mais recente pedaço da história protagonizada pelo famoso feiticeiro. Mas não foi J.K. Rowling que o escreveu. Os autores …

Rússia pode cortar a Internet mundial, avisa General britânico

É uma nova ameaça à "nossa forma de vida" e à segurança e economia mundiais. O alerta é do chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas do Reino Unido, Stuart Peach, que teme que a Rússia …

Tribunal mantém pena de 30 anos para mulher que alega ter sofrido aborto espontâneo

Um tribunal de El Salvador confirmou a sentença de 30 anos de prisão a uma mulher acusada de homicídio agravado devido à morte do seu recém-nascido. Teodora Vásquez garante que se tratou de um aborto …

WikiLeaks é agora um meio de comunicação social

Um tribunal britânico considerou, em sentença, que o portal de divulgação de informação WikiLeaks é, agora, uma "organização de meios de comunicação". Um tribunal britânico, que avalia casos sobre liberdade de informação, classificou o WikiLeaks como …

Arquiteto Manuel Aires Mateus vence Prémio Pessoa 2017

Esta sexta-feira, o arquiteto Manuel Aires Mateus foi distinguido com o Prémio Pessoa, uma das mais importantes distinções em Portugal. O arquiteto Manuel Aires Mateus é o vencedor do Prémio Pessoa, anunciado esta sexta-feira pelo presidente …

Investigação australiana recomenda fim do celibato na Igreja Católica

Esta sexta-feira, uma investigação australiana sobre abuso sexual de crianças recomendou à Igreja Católica que levante a exigência de celibato ao clero. A Comissão Real da Austrália, que corresponde à procuradoria-geral da república, divulgou esta sexta-feira …

Carrilho absolvido do crime de violência doméstica por falta de provas

O ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho foi absolvido do crime de violência doméstica contra a ex-mulher Bárbara Guimarães. A juíza do processo considera que não há provas suficientes para uma condenação. Manuel Maria Carrilho era …

Ex-dirigente da Cerci da Guarda usa instituição para faturar

O ex-vice-presidente da Cercig, a cooperativa de solidariedade social da Guarda com estatuto de utilidade pública, foi acusado de crime de participação económica em negócio, punível com 5 anos de prisão. De acordo com o Ministério …

Pensões, subsídios e abono de família aumentam já em Janeiro

As prestações sociais pagas pela Segurança Social vão subir já a partir de Janeiro de 2018, fruto do aumento previsto de 1,8% para o chamado Indexante dos Apoios Sociais (IAS). O IAS é o referencial usado …

Lince-ibérico esteve à venda (com urgência) no OLX

Um anúncio no OLX vendia "urgentemente" um lince-ibérico pelo valor negociável de 1500 euros. O Ministério Público já está a investigar o caso. O Ministério Público está a investigar uma possível venda online de um lince-ibérico, …