As estrelas nascem em agrupamentos soltos

ESO

Com base em dados previamente publicados da missão Gaia, investigadores da Universidade de Heidelberg derivaram as condições sob as quais as estrelas se formam.

O satélite Gaia está a medir as posições tridimensionais e os movimentos das estrelas na Via Láctea com uma precisão sem precedentes. Usando esses dados, Jacob Ward e Diederik Kruijssen determinaram as posições, distâncias e velocidades de um grande número de jovens estrelas massivas em 18 agrupamentos estelares próximos.

Os investigadores conseguiram demonstrar que não há evidência alguma de que essas associações se estejam a expandir. Portanto, não podem ter sido formadas como um enxame denso e, de seguida, crescido para o seu tamanho atual.

O modelo de longa data da formação estelar sustenta que a maioria, se não todas as estrelas, se formam em aglomerados estelares relativamente densos. Os especialistas referem-se a este como o modelo “monolítico” da formação das estrelas.

Com base nesse modelo, cada agrupamento de jovens estrelas observáveis atualmente deve ter origem num ou mais enxames densos. Depois da formação das estrelas, estes enxames expeliram o gás molecular restante e foram capazes de se expandir devido à perda da massa gravitacionalmente ligada.

Os aglomerados menos densos de hoje ter-se-iam formado dessa forma e, portanto, milhões de anos depois, evidenciariam sinais claros de forte expansão.

Para Ward e Kruijssen, os resultados da sua investigação indicam claramente que o modelo “monolítico” de formação estelar simplesmente não é viável.

Ambos os cientistas preferem outra explicação, a saber, que apenas uma pequena fração das estrelas nasce dentro de aglomerados densos. Ao invés, as estrelas formam-se em gigantescas nuvens de gás molecular numa ampla faixa de densidades.

Este modelo “hierárquico” de formação estelar explica os enxames estelares de hoje e as associações com uma variedade de densidades que não mostram sinais de expansão adicional.

A missão Gaia vai recolhidos dados sobre mais de mil milhões de estrelas – pelo menos 500 vezes mais do que os dois milhões de estrelas incluídas neste estudo inicial. Jacob Ward e Diederik Kruijssen esperam que estes novos dados permitam expandir o seu estudo a, potencialmente, centenas de grupos estelares soltos, conhecidos como Associações OB, e aprofundar ainda mais a questão de como nascem as estrelas.

// CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Marquês. MP entrega recurso, mas Sócrates diz que o prazo "excepcionalérrimo" já acabou

O prazo para o MP avançar com o recurso acabou no dia 23, mas os procuradores entregaram os documentos esta terça-feira, nos três dias úteis adicionais que geralmente são concedidos. No entanto, a defesa de …

Chegou ao fim a "missão espinhosa coroada de sucesso" da task force

A task force responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19 confirmou, esta terça-feira, o fim da missão no contexto da pandemia e a transição para um núcleo de coordenação. Tal como tinha sido avançado pelo …

Pizzi nunca jogou tão pouco como esta época

Nunca Pizzi jogou tão pouco como esta temporada ao serviço do SL Benfica. O médio era uma das peças mais importantes do plantel, mas tem vindo a perder relevância. "Ele não tem entrado tanto de início, …

Marcelo recusa crises políticas e defende discussão de reforma do Estado até às legislativas de 2023

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu esta segunda-feira que o país deve manter-se livre de crises políticas até 2023, mas considera difícil deixar de se fazer uma discussão sobre a reforma do …

Arqueólogos encontram o primeiro geoglifo do mundo em forma de touro

Um geoglifo em forma de touro foi encontrado num sítio arqueológico localizado no sul da Sibéria, informou o Instituto de História e Cultura Material da Academia de Ciências da Rússia. Apesar do touro ser um símbolo …

"O BE teve um mau resultado." Catarina Martins assume derrota, mas deixa aviso a Moedas

No day after, e já com a notícia consolidada da vitória de Carlos Moedas em Lisboa, Catarina Martins não hesitou em assumir a derrota do Bloco de Esquerda. Lisboa era a Câmara mais relevante para o …

Voto útil pode explicar vitória de Moedas (que precisa da esquerda para governar Lisboa)

Carlos Moedas está forçado a fazer acordos para governar a Câmara de Lisboa que tem uma maioria de esquerda de 10 vereadores contra 7 dos partidos à direita. O novo autarca da capital já disse …

É uma práctica comum dos atletas - mas será verdade que os banhos de gelo ajudam os músculos?

Os banhos de gelo trazem benefícios para atletas que treinem a resistência, mas podem ser prejudiciais para quem se dedica a treinar a força. É uma práctica recorrente entre os atletas e até entre pessoas comuns …

Sem maioria absoluta, Moreira começa a fazer contas à vida - mas acordo com a oposição pode estar longe

Rui Moreira voltou a garantir a liderança da autarquia portuense para os próximos quatro anos, mas sem maioria absoluta. Assim, terá de começar a pensar em possíveis acordos. PS e Bloco de Esquerda recusam compromissos. …

Twitter suspende conta de André Ventura

O presidente do partido Chega, André Ventura, tem desde segunda-feira a conta oficial no Twitter suspensa, facto que está a ser denunciado por páginas de movimentos ligados à extrema-direita naquela rede social. “Conta suspensa. O Twitter …