Estrela morta emite cocktail de radiação nunca antes visto

(dr) ESA

Conceção artística da emissão de ondas de rádio do magnetar SGR1935+2154

Um grupo internacional de cientistas explorou o potencial do telescópio espacial de raios gama da Agência Espacial Europeia (ESA) – e outros telescópios e instrumentos – para detetar um cocktail de radiação inédita de uma estrela morta.

Uma colaboração global de telescópios, que inclui o Observatório Espacial Integral da ESA, detetou uma mistura nunca antes vista de radiação que explode de uma estrela morta na Via Láctea. A descoberta, que pode resolver um mistério antigo, envolve dois tipos de fenómenos cósmicos: magnetares e rajadas rápidas de rádio.

Os magnetares são remanescentes estelares e possuem alguns dos campos magnéticos mais intensos do Universo. Quando se tornam “ativos”, podem produzir pequenas rajadas de radiação de alta energia que, normalmente, não duram nem um segundo. Mesmo assim, são milhares de milhões de vezes mais luminosas do que o Sol.

Conforme escreve o Europa Press, as rajadas rápidas de rádio (FRBs) são um dos principais mistérios não resolvidos da Astronomia.

Descobertos pela primeira vez em 2007, estes fenómenos pulsam intensamente em ondas de rádio durante meros milissegundos antes de desaparecer e raramente são observados outra vez. A sua natureza permanece desconhecida e nunca houve uma explosão deste tipo na Via Láctea. Até agora.

No final do mês de abril, o SGR 1935+2154, um magnetar descoberto há seis anos na constelação Raposa, tornou-se ativo outra vez. Logo depois, uma equipa de astrónomos viu um fenómeno surpreendente: o magnetar não apenas irradiou os seus raios-X habituais, como também ondas de rádio.

“Detetamos a explosão de raios-X de alta energia do magnetar no dia 28 de abril”, avançou Sandro Mereghetti, do Instituto Nacional de Astrofísica (INAF-IASF) em Milão, na Itália, e principal autor do novo estudo publicado na The Astrophysical Journal Letters.

“O ‘Sistema de Alerta de Explosão’ alertou os observatórios para a descoberta em apenas alguns segundos. O fenómeno aconteceu horas antes de qualquer outro alerta ter sido emitido, o que permitiu à comunidade científica agir rapidamente e explorar essa fonte.” “Nunca vimos uma explosão de ondas de rádio, semelhante a uma rajada rápida de rádio, de um magnetar”, sublinhou Mereghetti.

O gerador de imagens IBIS, do Integral, permitiu aos astrónomos identificar com precisão a origem da explosão, “marcando a sua associação com o magnetar“, explicou o co-autor do artigo científico Volodymyr Savchenko, do Centro de Dados de Ciência Integral da Universidade de Genebra, na Suíça.

“A maioria dos outros satélites envolvidos no estudo não conseguiu medir a sua posição no céu. Isso foi crucial para identificar que a emissão veio mesmo do SGR1935+2154.”

De acordo com a equipa, esta é a primeira conexão observacional entre magnetares e rajadas rápidas de rádio e apoia fortemente a teoria de que as rajadas emanam dos magnetares. Além disso, demonstra ainda que as explosões destes objetos altamente magnetizados também podem ser detetadas nos comprimentos de onda de rádio.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrado o primeiro planeta que sobreviveu à morte da sua estrela

Uma equipa internacional de astrónomos relatou o que pode ser o primeiro planeta intacto encontrado a orbitar uma anã branca, as densas sobras de uma estrela semelhante ao Sol, apenas 40% maior do que Terra. O …

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …