Estátua de D. Sebastião destruída por jovem que tentava tirar fotografias

8

Jaime Silva / Wikimedia

Pormenor estátua D. Sebastião, na Estação do Rossio

Pormenor estátua D. Sebastião, na Estação do Rossio

A estátua do rei D. Sebastião que se encontrava à porta da estação de comboios do Rossio, em Lisboa, ficou totalmente destruída depois de um jovem subir ao local para tirar fotografias.

Uma fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa avançou à Lusa que um jovem de 24 anos tentou subir ao local onde se encontrava a estátua para tirar fotografias e esta acabou por ser projetada para o chão, ficando totalmente destruída.

De acordo com a mesma fonte, dois agentes presenciaram o acidente, que ocorreu cerca das 23h50 de terça-feira, tendo identificado de imediato o jovem, que não sofreu qualquer ferimento.

O caso foi alvo de notificação sendo agora dado conhecimento ao Ministério Público, uma vez que se trata de uma estátua que se encontra num edifício classificado como património nacional.

De acordo com a mesma fonte, a CP – Comboios de Portugal foi igualmente informada do sucedido.

A estátua do rei D. Sebastião encontrava-se à entrada da estação do Rossio enquadrada por dois arcos em forma de ferradura, símbolo do mitológico cavalo branco em que, reza a lenda, o rei que desapareceu na batalha de Alcácer-Quibir, em 1578, irá regressar a Portugal montado, numa manhã de nevoeiro.

ZAP / Lusa

8 Comments

  1. Ai mãe não a tamanho para tanta estupidez, faz-me lembrar hoje em dia as pessoas nos casamentos todas de telemóvel em punho mesmo dentro das igrejas faltando ao respeito a todos incluindo os próprios noivos, mania das selfies ainda vou ver este povo pior.

  2. Os jovens são o fruto da geração que os concebeu. Evidentemente que este acto é completamente reprovável mas, se estão indignados com as ditas “selfies”, os papás destes miúdos são os responsáveis porque em pequeninos nunca souberam referir a palavra não pois dizem eles que querem ver as crianças a sorrirem. Eu, e todos os humanos gostam de ver alegria nas crianças e naqueles que mais tarde vão ser, ou seja jovens a sorrir e os nossos futuros adultos a sorrirem. UPara que isso ocorra,, por vezes é necessário negar algo às crianças pois um Não é muitas vezes sinal de Amor….no imediato pode ocorrer uma birra, mas no futuro próximo cada um de nós vulgarmente se dá conta: que fantásticos Pais tivemos por saberem recusar alguns dos nossos pedidos de criança. Adultos de hoje, se querem uma sociedade melhor saibam dizer sim (isto é fácil pois o vil dinheiro dá a ideia que quase compra tudo), mas um não quando há algum dinheiro é, tantas vezes mais valioso que um sim…………a riqueza disso constatasse a médio e longo prazo!!.
    Precisamos de pais que sejam verdadeiros educadores para que ninguém venha a destruir a nossa história, a História de Portugal!

  3. Jovem – 24anos!, será este um adjetivo para desculpar a consciência que pode ter dos seus atos?

  4. Foi inqualificável o que o “jovem” fez, sem dúvida nenhuma, mas até agora ninguém me explicou como é que uma estátua daquelas dimensões CAÍ, simplesmente porque um “jovem” sobe apoiado nela. Quer isto dizer, caso haja um pequeno abalo de terra, que todo o “património nacional” vem abaixo, e depois vão se queixar de quem? Da natureza que não devia de gerar abalos? É pertinente saber que o nosso “património nacional” está inqualificável “suspenso no ar”.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.