ERS “puxa orelhas” a hospitais após casos graves que levaram à morte de doentes

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) deixa reparos a vários hospitais que causaram danos a doentes, nomeadamente devido aos tempos de espera e a tratamentos fora de prazo, num retrato assustador do que se passa no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Até ao final de Junho, a ERS concluiu um conjunto de deliberações e pareceres resultantes da análise das queixas apresentadas pelos utentes à entidade, deixando recomendações às unidades envolvidas para que estes casos não se repitam.

O Público cita alguns dos casos abordados no relatório da ERS, realçando em particular o de uma idosa que morreu, em 2015, no Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra (CHUC), com um aneurisma abdominal grave, porque a prótese necessária para a operação só chegaria no dia seguinte, vinda do Porto.

O jornal cita que o CHUC alegou que não tinha próteses de reserva devido ao seu elevado custo e à “grande variedade de tamanhos possível, consoante o doente”.

A unidade também frisou que a doente não quis ser operada, três anos, para resolver o problema, numa cirurgia considerada de risco, notando a “liberdade de escolha” que o SNS proporciona aos utentes. “E a liberdade tem um preço”, conclui o CHUC.

Estas alegações merecem um duro “puxão de orelhas” da ERS que salienta que “o centro hospitalar deve abster-se de formular juízos valorativos das opções exercidas” pelos doentes, acrescentando que isso em nada reduz “a obrigação da unidade de lhe prestar os cuidados de saúde necessários a tempo e horas“.

Homem com enfarte esperou quase 4 horas pela médica

Outro caso abordado pela ERS ocorreu em 2016, com um homem que teve um enfarte e que esperou 3 horas e 45 minutos para ser visto por uma médica no Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, depois de ter recebido uma fita amarela, na triagem, correspondente a um grau médio de emergência. O homem morreu três semanas depois.

“O meu pai gritava deitado numa maca (a única maca) na sala em frente à médica. De cada vez que lhe fui pedir, implorar, que o visse estava a escrever mensagens no telemóvel e nem para mim olhava. Apenas respondia: ‘Já o chamo’””, conta a filha deste utente, citada pelo jornal.

A ERS conclui que “os procedimentos relativos à triagem e subsequente atendimento médico não terão sido correctamente seguidos”.

Tratamentos oncológicos fora de tempo

O relatório da ERS evidencia ainda a realização de uma intervenção cirúrgica que foi efectuada de forma diferente à prescrita e sem o consentimento da doente.

Em mais um caso ocorrido no CHUC, esta paciente foi colocada na lista de inscritos para cirurgia de uma mastectomia subcutânea bilateral.

Esgotado o tempo de espera para a operação, foi emitido um vale e a doente acabou por ser operada na Confraria de Nossa Senhora da Nazaré, onde “foi feita uma intervenção cirúrgica diferente da inicialmente proposta e sem o consentimento” da utente.

A instrução da ERS à Confraria Nossa Senhora da Nazaré e a recomendação ao CHUC foram no sentido de garantirem que “o atendimento dos utentes se processe dentro do estrito cumprimento das regras de funcionamento” do programa de combate às listas de espera (SIGIC).

A ERS emitiu também uma instrução ao Centro Hospitalar Barreiro Montijo no âmbito do caso de três doentes que não fizeram quimioterapia porque a unidade deixou passar o tempo útil previsto para que o tratamento fizesse efeito, após cirurgia.

Assim, a ERS recomenda que se garanta “o acesso a tratamentos oncológicos em tempo útil”, adequados às necessidades dos doentes e que “devem ser prestados humanamente, com prontidão e respeito pelo utente”.

Os centros hospitalares Lisboa Norte e Cova da Beira também foram alvo de procedimento da ERS devido “a constrangimentos na aplicação do regime jurídico das taxas moderadoras“.

Em causa estavam um doente oncológico e uma grávida que, apesar de isentos, tiveram de pagar taxas moderadoras, reclamando agora a devolução dos montantes pagos indevidamente.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …

Inteligência artificial decifra manuscrito que pode mudar história da Austrália

A Terra Australis Incognita, hoje conhecida como Austrália, foi descrita por um jesuíta espanhol quase cem anos antes da descoberta em 1770 pelo marinheiro britânico James Cook, segundo um manuscrito decifrado através de inteligência artificial. A …

Novo relatório aponta possível causa para número anormal de doenças causadas pelo vaping

Um novo relatório vem confirmar que o acetato de vitamina E encontrado em muitos produtos utilizados pelos vapers pode ser o responsável pelos problemas de saúde. O ano de 2019 ficou marcado por várias doenças e …

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …