Um pequeno erro de um engenheiro fez com que um lago da Louisiana desaparecesse por completo

O Lago Peigneur era um pequeno lago de água salgada, próximo da Baía de Vermilion, no sul da Louisiana. Contudo, numa fatídica manhã de novembro de 1980 este desapareceu, mas depois tornou-se no lago mais profundo de toda a Louisiana.

A 20 de novembro de 1980, uma equipa contratada pela Texaco teve indicações para  fazer uma perfuração exploratória no lago. No entanto, quando começou os trabalhos, deparou-se com um problema: a broca de perfuração parecia estar presa. Este foi apenas o início do problema, pois a equipa estava prestes a ver o lago desaparecer diante dos seus olhos.

Debaixo do lago havia uma mina de sal com mais de 100 anos, porém a equipa que estava a realizar a perfuração pensou que a estava a executar bem longe da mina, mas, para surpresa de todos, quando tentaram remover a broca que estava presa, a plataforma começou a inclinar-se pouco antes de desaparecer.

A equipa conseguiu fugir para a costa, onde observou a plataforma de 46 metros (que o pequeno lago albergava) a desaparecer. Vários barcos também desapareceram no meio de um remoinho gigante, que ia aumentando conforme o buraco ia crescendo.

Os trabalhadores da mina também saíram a tempo e puderam observar parte de uma ilha próxima a deslizar para dentro do buraco, que teve força suficiente para fazer a água lançar-se a 122 metros de altura, através da abertura da mina.

O lago costumava alimentar a Baía Vermillion através do Canal Delcambre, mas o fluxo foi revertido quando este foi esvaziado. Desta forma a água da baía foi carregada para trás e criou, temporariamente, uma cascata de 50 metros. A queda de água fez com que o recém-escavado furo se enchesse novamente, tornando-o assim no maior lago da Louisiana.

Devido a esta situação, a Texaco teve de pagar à Diamond Crystal Salt Company 32 milhões de dólares (cerca de 27 milhões de euros) num acordo extrajudicial por causa dos danos à mina, diz o IFL Science.

Este acidente ocorreu porque houve um erro ao usar o sistema de medição. O engenheiro do projeto acreditava que o mapa que estava a usar era um sistema de coordenadas de Projeção de Mercator, enquanto afinal usava um sistema de coordenadas de Mercator Transversal Universal.

Ambos os mapas são baseados em projeções de Mercator, mas no sistema de coordenadas Mercator Transversal Universal o mundo é dividido em 60 planos e são usadas projeções mais localizadas, resultando em mapas mais precisos numa escala local.

Usar o mapa errado pode causar danos irreversíveis. E foi assim que o erro de um engenheiro fez um lago desaparecer.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Zap, onde se lê ” que albergava o pequeno lago” deveria estar “que o pequeno lago albergava”. De contrário dá a ideia de que o pequeno lago estava dentro da plataforma e não esta dentro do lago.

RESPONDER

"Cruzeiro espacial" da SpaceX com quatro civis já está em órbita

Voo espacial terá a duração de três dias e cada um do seus tripulantes (quatro civis) terá uma tarefa na missão. Ainda assim, viagem tem um objetivo nobre e social. Passo a passo, Elon Musk parece …

Líder do PAN faz queixa no Ministério Público depois de ser ameaçada de morte

A deputada mostrou no Twitter o tipo de insultos e ameaças que tem recebido e avisa que não se vai calar ou permitir que o desrespeito continue. Inês Sousa Real foi insultada e ameaçada nas redes …

Árbitro foi muito "benévolo" com o FC Porto

O golo de Taremi e a expulsão de Mbemba originaram protestos portugueses. Os espanhóis têm uma visão diferente. O Atlético de Madrid-FC Porto contou com duas boas equipas em campo e uma "que esteve menos bem", …

Buraco na camada de ozono ultrapassa o tamanho da Antártida

A dimensão do buraco na camada de ozono no hemisfério sul ultrapassou o tamanho da Antártida, continente com cerca de 14 milhões de quilómetros quadrados, anunciou hoje o serviço europeu Copernicus, de monitorização da atmosfera. “O …

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …

Mais 1062 casos e seis mortes por covid-19. Internamentos continuam em queda

Há actualmente 497 doentes internados, menos 30 pessoas do que no último balanço. Mais seis pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e mais 1062 casos …

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …

Líder do Estado Islâmico no Grande Saara morto por forças francesas

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta madrugada que o líder do grupo terrorista "Estado Islâmico no Grande Saara" (EIGS), Adnan Abu Walid Sahraoui, foi "neutralizado" por forças militares francesas. "Trata-se de um novo grande sucesso …