/

Encontrados quase 100 novos vulcões debaixo da superfície da Antártida

Uma equipa de cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, descobriu 91 vulcões que se encontram dois quilómetros abaixo da superfície da imensa capa de gelo que cobre a zona oeste da Antártida.

Estes vulcões agora encontrados juntam-se aos 47 já descobertos no mesmo local durante o século passado.

Além de terem uma altura entre 100 e 3.850 metros, os vulcões recentemente descobertos estão cobertos de gelo, com capas de mais de quatro quilómetros de espessura.

Embora as erupções vulcânicas pudessem não chegar à superfície, poderiam derreter o gelo existente. “Se um destes vulcões entrasse em erupção, poderia destabilizar ainda mais as capas de gelo do oeste da Antártida”, afirmou o investigador especialista em glaciares e um dos autores do estudo, Robert Bingham, ao The Guardian.

Os investigadores defendem que ainda existem mais vulcões no fundo do mar que se encontra sob a barreira de gelo Ross. “Acredito ser muito provável que esta região se venha a transformar na mais densa de vulcões no mundo”, destaca Bingham.

“A grande questão é: quão ativos foram estes vulcões? É uma coisa que precisamos de determinar o mais rápido possível”, explica o investigador.

A atividade destes vulcões poderia ter consequências para o resto do planeta. Se um deles entrasse em erupção, poderia destabilizar ainda mais algumas das capas de gelo da região, que já estão a ser afetadas pelo aquecimento global.

  ZAP // RT

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.