Encontrados descendentes vikings enterrados há 800 anos na Sicília

Sławomir Moździoch / Polish Academy of Sciences

Um dos esqueletos encontrados perto de Sicília

Um grupo de arqueólogos descobriu recentemente túmulos medievais com cerca de 800 anos na Sicília e apontam que há uma forte possibilidade dos esqueletos encontrados pertencerem a descendentes de vikings.   

A pesquisa, liderada por investigadores polacos, encontrou acidentalmente dez sepulturas perto da igreja medieval de San Michele del Golfo, perto de Palermo, na Sicília, nas quais encontraram restos de esqueletos de descendentes vikings.

Segundo os investigadores, os indivíduos encontrados eram oriundos da Normandia. Os normandos – povo medieval descendente na sua grande maioria de vikings – surgiram depois de os nórdicos se estabeleceram no norte da França, onde conquistaram terras e criaram o seu próprio ducado.

“Alguns dos mortos enterrados no cemitério eram, sem dúvida, membros da elite ou do clero, como indica a forma dos túmulos”, disse Sławomir Moździoch, arqueólogo no Instituto de Arqueologia e Etnologia da Academia Polaca de Ciências em Varsóvia e líder da escavação.

Após examinar os restos mortais das 10 pessoas encontradas, os investigadores concluíram que três das sepulturas pertenciam a mulheres e a duas crianças. As análises aos restos mortais ainda não estão concluídas e não foram determinadas as causas das mortes.

Não foram encontrados quaisquer bens enterrados junto dos esqueletos, mas uma análise de um antropólogo ajudou os arqueólogos a determinar que os mortos eram provavelmente oriundos da Europa Ocidental. Ou seja, muito provavelmente eram normandos do norte de França.

“De acordo com o antropólogo local, a altura e estrutura maciça dos esqueletos aqui encontrados apontam para esse origem”, explicou Moździoch.

Não é considerado assim tão surpreendente encontrar normandos na Sicília. Este povo medieval de navegadores enviou no século IX e XX várias expedições ao sul da Itália e à Sicília, bem como à Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda.

Sławomir Moździoch / Polish Academy of Sciences

Equipa de arqueólogos durante as escavações

“Na segunda metade do século XI, a ilha foi reconquistada aos árabes por um nobre normando, Roger de Hauteville“, apontou o líder da escavação.

O “cemitério” encontrado foi associado a um hospital da igreja, que foi mencionado num documento datado do século XII. A construção da catedral terá começado ainda antes da cidade de Palermo ser reconquistada dos muçulmanos. E, por isso mesmo, foi fortificada e construída numa colina, que funcionava como um lugar estratégico durante as batalhas.

“A forma da Europa Ocidental está patente na igreja – não só na sua arquitetura, mas também em moedas encontradas cunhadas das regiões de Champanhe, na França, e Lucca, na Itália -, indicam que os seus construtores e os próprios frequentadores podem ter vindo da Normandia e do norte da Península de Apeninos”, concluiu Moździoch.

ZAP ZAP // Live Science

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “Este povo medieval de navegadores enviou no século IX e XX várias expedições ao sul da Itália e à Sicília, bem como à Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda.”

    No século passado ainda havia Vikings? O que a gente aprende todos os dias…

RESPONDER

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …

27 reúnem-se numa videocimeira para discutir restrições e a aceleração do processo de vacinação

Esta quinta-feira, os 27 reúnem-se virtualmente, numa cimeira coordenada, a partir de Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu Charles Michel.  Segundo apurou a TSF, na videocimeira desta quinta-feira, os governos deverão reconhecer que a situação epidemiológica …

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …

Plano de desconfinamento a circular nas redes sociais é falso. Governo faz denúncia ao Ministério Público

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma …

Carlos Carreiras diz que "Passos Coelho não é passado, é presente"

O presidente da Câmara de Cascais voltou a criticar a liderança do líder do PSD e, em sentido contrário, deixou rasgados elogios ao seu antecessor. Numa entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Carlos Carreiras …

PSP diz que jovem que se gabou de violação no Instagram pode ter "fantasiado"

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu afirma que "tudo leva a crer" que o jovem que assumiu, em direto no Instagram, ter violado uma rapariga estivesse a fantasiar. A PSP de Viseu identificou o …

Termina hoje o prazo para validar faturas para apresentar no IRS

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir de base no cálculo das deduções no IRS. Há já vários anos que as deduções …

“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa. A princesa Latifa, filha do …

Pelo menos oito mortos após golpe de Estado em Myanmar. ONG pedem embargo ao fornecimento de armas

Pelo menos oito pessoas morreram em Myanmar, como resultado da violência desencadeada após o golpe de Estado realizado pelos militares a 1 de fevereiro, segundo a Associação de Assistência aos Prisioneiros Políticos (AAPP). Até agora, o …

24 mil milhões até 2025 e 100% renovável até 2030. Eis o novo plano estratégico da EDP

A EDP apresenta esta quinta-feira o seu novo plano estratégico, comprometendo-se a investir 24 mil milhões de euros até 2025 na transição energética e anunciando o objetivo de até 2030 se tornar 100% verde. Na nota …