Encontrado o Templo perdido de Artémis após busca de mais de 100 anos

Hellenic Republic Ministry of Culture and Sports

Templo de Artémis, a deusa grega da caça e da lua, desenterrado na Grécia.

Arqueólogos suíços descobriram o famoso Templo de Artémis, a deusa grega da lua e da caça, cuja busca decorria há mais de um Século.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O Templo, um local de oração descrito em textos antigos, foi encontrado em escavações perto da actual cidade piscatória de Amarinto, na ilha grega de Eubeia, por arqueólogos da Escola Suíça de Arqueologia na Grécia.

“Desde o Século XIX, arqueólogos tentavam localizar este santuário”, refere a ministra da Cultura da Grécia, Lydia Koniordou, que fez o anúncio da descoberta, conforme declarações citadas no site Ekathimerini.com.

Lydia Koniordou revela que o Templo foi encontrado finalmente, depois de terem sido desenterrados edifícios dos Séculos VI a II antes de Cristo e de terem sido encontradas inscrições e moedas com o nome da deusa, indícios de que tinha sido ali adorada.

Na antiga religião grega, Artémis é a deusa da lua, da caça, dos animais selvagens, do parto e da virgindade, sendo também a protectora das meninas. O Templo em sua adoração era um dos mais importantes santuários da antiga Eubeia.

A dificuldade em chegar aos vestígios do Templo pode ter sido motivada por um erro do geógrafo e filósofo grego Estrabão quanto à sua localização, escrito no seu 10.º livro. Essa lacuna foi apontada pelo historiador suíço Denis Knoepfler, que concluiu que o Templo deveria estar situado a cerca de 10 quilómetros do local referido por Estrabão na sua obra.

Assim, as escavações no local do Templo começaram em 2007, lideradas pelo professor de Arqueologia Clássica na Universidade de Lausana, na Suíça, Karl Reber, e pela líder do Eforato de Antiguidades de Eubeia, Amalia Karapashalidou. Ao cabo de 10 anos, o Santuário foi, finalmente, encontrado.

  SV, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.