Encontrado fóssil de monstro voador que comia dinossauros ao pequeno-almoço

Investigadores britânicos descobriram na região da Transilvânia, na Roménia, um novo fóssil de um pterossauro da família Azhdarchidae, pertencente ao género Hatzegopteryx.

O estudo da biomecânica do pescoço do animal cujo fóssil foi encontrado permitiu aos paleontólogos classificá-lo como um “predador dominante de pescoço curto“. O animal encontrado tinha uma envergadura de 10 metros e um peso total entre os 200 e 250 kg.

Os pterossauros Azhdarchidae, a maior criatura voadora de todos os tempos, habitaram a Terra no período do Cretáceo, o terceiro e último da Era Mesozóica, que começou há cerca de 145 milhões de anos e terminou há 66 milhões de anos.

Os primeiros Azhdarchidae Hatzegopteryx foram inicialmente descobertos em 2002. Da altura de uma girafa, o seu crânio media cerca de 3 metros. Esta criatura foi sempre um mistério para os paleontólogos, que não foram até agora capazes de a classificar definitivamente, uma vez que reúne características de dinossauros, de aves e de répteis.

Mas os paleontólogos britânicos Darren Naish, investigador da Universidade de Southampton, e Mark Witton, da Universidade de Portsmouth, garantem agora que os dados obtidos durante a sua investigação são bastante diferentes do que se conhece actualmente acerca das proporções do corpo deste tipo de animal.

Os resultados do estudo foram publicados na revista científica PeerJ.

Os cientistas acreditavam anteriormente que estas criaturas tinham pescoços longos. Mas, em resultado da análise do esqueleto cervical dos pterossauros a partir do fóssil agora encontrado, Witton e Naish argumentam que o Azhdarchidae tinha na realidade um pescoço curto e forte.

Isto significa que os pterossauros eram “predadores dominantes” – e, segundo os autores do estudo, a julgar pelas suas bocas largas, as suas presas atingiam presumivelmente o tamanho dos cavalos ou dinossauros.

Em conclusão, os pterossauros Azhdarchidae comiam dinossauros ao pequeno-almoço.

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Sejamos um pouco mais rigorosos nos títulos: nem se trata de um “monstro” nem “comia dinossauros ao pequeno almoço”. Título alternativo: “Descoberto pterossauro gigante predador de dinossauros”. Gostaria que o ZAP.aeiou continuasse o rigor a divulgar ciência e não entrasse em títulos sensacionalistas.

    • Caro dr. Octávio Mateus,
      É um privilégio merecer a sua atenção e crítica.
      Tentamos fazer o nosso melhor para conferir às nossas peças o maior rigor científico possível, sem concessões com as quais estaríamos a prestar um mau serviço à ciência. Mas no que diz respeito aos títulos destas mesmas peças, hesitamos e debatemos diariamente se devemos ter uma peça rigorosa com um título rigoroso, ou ter uma peça rigorosa com um titulo “não enganador mas apelativo/divertido/popular” que atraia um público mais alargado e numeroso ao conhecimento que a peça rigorosa tem para lhe oferecer.
      E temos muitas dúvidas sobre qual é a melhor forma de prestar um bom serviço à ciência.

  2. Então, o animal pesa 220 quilos. Os músculos das costas e das pernas pesariam cerca de um quarto de tonelada.

    Podem esclarecer esta questão, por favor?

    • Caro Renato,
      Obrigado pelo seu reparo. Usámos mais do que uma fonte para fazer a nossa peça, e, tendo obtido dados contraditórios, foi uma patetice da nossa parte não ter reparado na inconsistência.
      De acordo com o artigo de 2012 que descreve a descoberta original do Azhdarchidae Hatzegopteryx, o seu peso rondaria os 200 a 250 kg, pelo que está errada a informação da Europa Press, fonte onde colhemos a informação de que o peso dos músculos e pernas seria de um quarto de tonelada.
      Está corrigido.

  3. Excelente trabalho de jornalismo, uma vez mais, senão repare-se bem nos números presentes nestas frases “… O animal encontrado tinha uma envergadura de 10 metros e pesava 220 quilos. Os músculos das costas e das pernas pesariam cerca de um quarto de tonelada. “. Ora bem, o animal pesava 220 Kgs, mas só os músculos das costas e das pernas pesavam cerca de 250Kgs. Ou seja, os músculos das pernas e das costas eram mais pesados que todo o pássaro !!!!! No mínimo isto é paradoxal ! Excelente !

      • Obrigado eu 🙂 mas tenham um pouco de atenção lendo as noticias antes de as divulgar. Gosto do ZAP mas a pressa é inimiga da perfeição !

        • O raio do pássaro poderia andar em dieta e uns dias pesava mais e noutros pesava menos. Pesaram-lhe os músculos das pernas e das costas na época natalícia, altura em que ele andava um pouco mais abandalhado. Quanto o pesaram todo foi no verão e ele tinha feito algumas dietas para ir para a praia fazer boa figura.

  4. Portugueses dum caralho, é por isso que nunca vamos ser ninguém, sempre a criticar e meter a baixo. A zap é um produto gratuito, querem melhor paguem ou façam vocês mesmos

  5. Ah! Já sei.
    Este monstro deve ter sido parente ou servido de “inspiração” daquilo que se dizia, por alguns cromos do Estado Novo, que os comunistas “comiam criancinhas ao pequeno almoço”…

A Família Real inglesa vai ter um novo membro (e será já no início de 2021)

A Rainha Isabel II vai ter mais um bisneto. A princesa Eugénia anunciou hoje, através das redes sociais, que está à espera do seu primeiro filho. Também a Casa real já se pronunciou sobre a …

Google Maps vai localizar e mapear áreas de contágio de covid-19

O Google Maps, 'website' e aplicação de cartografia da gigante norte-americana Google, vai poder revelar nos mapas, consultados por utilizadores, as áreas de infeção da covid-19. “Ao abrir o Google Maps, clique na guia à direita …

Cabra com mais de 400 anos encontrada mumificada numa montanha de gelo

Uma cabra morta há mais de 400 anos foi descoberta por um esquiador, em Val Aurina, em Itália. Hermann Oberlechner, alpinista e campeão de esqui, estava a caminhar quando encontrou algo invulgar e inesperado no …

Norte-americano morre após overdose de guloseimas

Um homem de 54 anos morreu na sequência de uma paragem cardíaca causada por hipocaliemia severa. A ingestão de alcaçuz preto em altas quantidades é apontada como a causa da morte. Um norte-americano de 54 anos, …

Cidade brasileira de Manaus pode já ter atingido a imunidade de grupo

Um estudo liderado pela Universidade de São Paulo, no Brasil, sugere que a cidade brasileira de Manaus, a capital do estado do Amazonas, pode já ter atingido a imunidade de grupo para o novo coronavírus …

Segunda vaga da covid-19 aumenta fosso entre ricos e os pobres em Madrid

A capital de Espanha foi a mais atingida da Europa ao nível de contágios e mortes por covid-19, situação que levou a presidente da Comunidade de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, a decretar o bloqueio parcial …

Sobrinho de Pablo Escobar terá encontrado 18 milhões escondidos na parede do apartamento do traficante

Um sobrinho do traficante colombiano Pablo Escobar disse que encontrou 18 milhões de dólares em dinheiro escondidos dentro de uma parede de um dos apartamento do seu tio. De acordo com o jornal britânico The Independent, …

Bebé nasce durante voo (e companhia aérea oferece-lhe "passagem vitalícia")

Foi durante uma viagem de avião que uma menina resolveu vir ao mundo A mãe da bebé viajava num voo da Egyptair quando entrou em trabalho de parto e teve direito a um presente inesperado. …

Pelo menos 22 mortos em queda de avião militar na Ucrânia

Pelo menos 22 pessoas morreram, esta sexta-feira, na queda de um avião militar no este da Ucrânia, entre as quais estudantes de uma escola militar, havendo ainda registo de dois feridos graves. "Vinte mortos e dois …

Empresas espanholas terão de pagar despesas dos funcionários em teletrabalho

A lei não se aplicará se o teletrabalho tiver sido forçado pela pandemia de covid-19, mas a empresa terá de assumir, porém, as despesas dos funcionários que estejam a trabalhar à distância. De acordo com o …