Encontrado o estaleiro mais antigo do mundo. Estava afundado na costa de Inglaterra

Arqueólogos descobriram uma estrutura de madeira com 8.000 anos de idade — que será o local de construção de barcos mais antigo do mundo.

A arquitetura estava particularmente bem preservada considerando o facto de estar 11 metros debaixo de água. A estrutura está localizada numa secção do fundo do mar perto da Ilha de Wight. Na época da sua construção, no entanto, a área estaria cheia de vegetação exuberante.

O Fundo Arqueológico Marítimo, que supervisionou a escavação, diz que é a estrutura de madeira mais intacta da Idade da Pedra encontrada até hoje no Reino Unido.

“O sítio contém uma riqueza de evidências de habilidades tecnológicas que não foram pensadas como tendo sido desenvolvidas durante mais alguns milhares de anos, como carpintaria avançada”, disse Garry Momber, diretor do Fundo Arqueológico Marítimo, em comunicado. “Este sítio mostra o valor da arqueologia marinha para entender o desenvolvimento da civilização.”

Embora os restos tenham sido encontrados pela primeira vez em 2005, escavações recentes e modelagem digital em 3D do local revelaram uma plataforma conectada construída a partir de camadas de madeiras fendidas sobre fundações de madeira redondas. As habilidades materiais e de madeira usadas sugerem que houve uma influência neolítica europeia no design.

“Esta nova descoberta é particularmente importante, já que a plataforma de madeira faz parte de um sítio que duplica a quantidade de madeira trabalhada encontrada no Reino Unido de um período que durou 5.500 anos”, disse Momber.

Naquela época, o que hoje é chamado de Reino Unido ainda estava ligado à Europa continental por uma área de pântanos e bosques – uma região chamada Doggerland.

Mas, na época em que as pessoas do Mesolítico estavam a construir essas estruturas de madeira, o nível do mar já tinha começado a subir, fazendo com que o litoral recuasse, à medida que as temperaturas mais quentes derreteram as calotas que cobriam a área durante a última era glacial.

Não terá sido muito mais tarde (por volta de 6.100 a.C) que o aumento do nível do mar inundou Doggerland, cortando as ilhas britânicas do continente europeu da maneira que vemos hoje.

A estrutura de madeira encontrada não é a única notícia arqueológica no que diz respeito a Doggerland. No início deste ano, os arqueólogos encontraram um antigo assentamento da Idade da Pedra, já chamada de “Atlântida Britânica“, que poderia ter abrigado milhares de pessoas há 8.000 anos.

“A partir destas informações, podemos localizar lugares prováveis ​​no fundo do mar, ou abaixo deles, que podem ter evidências de atividade dos nossos ancestrais que viviam nesta paisagem agora perdida”, disse na época o geoarqueólogo Martin Bates, da Universidade de Wales Trinity Saint David.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …