Empresa sueca implanta microchips nas mãos dos funcionários

Os implantes tecnológicos ainda estão longe de serem populares, mas a Epicenter, uma empresa de Estocolmo, na Suécia, quer mostrar que o uso desses componentes eletrónicos pode melhorar o dia-a-dia dos funcionários.

Tanto é que, dos quase 2 mil funcionários presentes na companhia, 150 já circulam com microchips implantados nas suas mãos. A técnica, mais conhecida como biohacking, consiste em implantar peças eletrónicas no corpo humano para interagir com o mundo real.

No caso da Epicenter, os microchips, que têm o tamanho de um grão de arroz, são “instalados” através de uma injeção entre o polegar e indicador. O processo dura apenas alguns segundos e não causa dores.

O implante funciona através da tecnologia NFC, encontrada em smartphones e cartões de crédito. Ao ser ativado por um leitor a poucos centímetros de distância, são transmitidos dados entre as duas plataformas via ondas eletromagnéticas.

De acordo com a startup sueca, o chip é “passivo“, ou seja, guarda informações que podem ser lidas por outros dispositivos, mas não é capaz de ler essas informações.

Patrick Mesterton, diretor executivo da Epicenter, garante que os funcionários não foram obrigados a implantar o chip, mas aceitaram participar na experiência de livre vontade.

A nova tecnologia permite que os empregados possam abrir portas automaticamente e comprem produtos em máquinas automáticas.

“O maior benefício é a conveniência porque o microchip substitui várias de coisas que as pessoas já têm, como os cartões de crédito ou chaves”, destacou.

Mas, mesmo com a comodidade da tecnologia, Mesterton reconhece que modificar o corpo ao colocar este tipo de implantes pode ser um algo arriscado.

“É claro que inserir coisas assim no próprio corpo significa dar um grande passo, até mesmo para mim, que fui o primeiro a participar na experiência”, adiantou.

De acordo com Ben Libberton, microbiologista do Instituto Karolinska, em Estocolmo, os hackers mal-intencionados podem aproveitar-se deste tipo de tecnologia porque “os dados que poderiam conseguir através de um chip implantado no corpo são muito diferentes dos dados que podem extrair de um smartphone”.

“Teoricamente, é possível obter dados sobre a sua saúde, localização, quantas vezes foi trabalhar e durante quanto tempo trabalhou”, afirma Libberton.

ZAP // Canaltech

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Chamem-lhe comodidade. Eu chamo lhe “big brother” “they are watching you”. Autenticos cordeirinhos directos para a toca do lobo.

  2. Nunca esperei que fosse a Suécia das Liberdades, o primeiro pais a transformar pessoas em vacas leiteiras, onde estes chips são usados.

    • Os suecos são os chamados idiotas úteis. Que povo mais estúpido. Aceitam catervas de migrantes bárbaros que os vão colonizar e oprimir, e agoram aceitam ser marcados como gado.

  3. Ó pá, estava-se mesmo a ver que a canalha ia avançar com esta m**. Mortos por isso estavam eles. Primeiro eram os chips para detectar as criancinhas perdidas. Parece que isso não pegou e agora entraram pela madeira dentro com esta cena dos chips no local de trabalho. Até espanta que não tenha sido há mais tempo. Preparem-se para a escravatura total.

RESPONDER

Emmy. Atrizes usam palco para apelos pró-transexuais, igualdade salarial e imigração

As atrizes Patricia Arquette, Michelle Williams e Alex Borstein usaram o seu discurso de vitória nos prémios Emmy da Academia de Televisão, que decorreu esta madrugada em Los Angeles, nos Estados Unidos (EUA) para fazerem …

Assunção Cristas ataca falhanços do Governo na saúde

A presidente do CDS-PP atacou, esta segunda-feira, os falhanços do Governo e visitou uma Unidade de Saúde Familiar (USF) em Lisboa para pedir contas à promessa de acabar com os centros de saúde em prédios …

Companhia aérea fez mais de 80 voos sem nenhum passageiro a bordo (e não se sabe porquê)

Um relatório revelou que a companhia aérea Pakistan International Airlines (PIA) fez mais de 80 voos sem ter nenhum passageiro a bordo. Estas operações aconteceram durante dois anos, desde 2016 até 2017, e as perda financeiras …

Rússia adere definitivamente ao acordo de Paris

A Rússia assinou, esta segunda-feira, uma resolução governamental que consagra a adesão definitiva ao Acordo de Paris sobre redução de emissões de gases com efeito de estufa, assinado por 195 países. "O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, …

"Roubaram-me os sonhos e a infância", acusa Greta Thunberg na Cimeira do Clima

A jovem ativista sueca criticou, esta segunda-feira, os líderes mundiais pela inação face às alterações climáticas e acusou-os de lhe roubarem os sonhos e a infância. "Como é que se atreveram? Vocês roubaram-me os sonhos e …

Jerónimo frisa que passes de transportes mais baratos foram obra da CDU

O secretário-geral comunista vincou o papel do PCP e "Os Verdes" na redução dos preços dos passes dos transportes públicos, numa sessão pública com trabalhadores das empresas do setor, na estação de comboios de Santa …

Morte de menina de oito anos com bala perdida revolta Brasil

A morte de Ágatha Félix, uma menina de oito anos atingida, alegadamente, por uma bala perdida da polícia do Rio de Janeiro, está a provocar indignação no Brasil. Ágatha Felix tinha oito anos e foi baleada …

Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do PGR para combater corrupção

O presidente do partido Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do Procurador-Geral da República, afirmando que boa parte dos 42 mil milhões de euros que a corrupção custou aos portugueses se deveu à inoperância desta …

"Estranhos sintomas" que afligiam diplomatas em Cuba podem ter sido causados por pesticidas

A misteriosa origem dos estranhos sintomas (entre eles, zumbidos, tonturas, náuseas, perdas de audição e de memória e outras dificuldades cognitivas) que afligiram diplomatas canadianos e norte-americanos em Cuba entre 2016 e 2018 dever-se-á a …

Testes rápidos ao VIH já podem ser feitos em casa

A partir da próxima semana vai ser possível comprar nas farmácias autotestes ao vírus da SIDA para fazer em casa. Os resultados demoram apenas 15 minutos. As farmácias portuguesas vão começar a vender, a partir da …