Empresa britânica diz ter localizado 6 jazidas de petróleo em Portugal

arbyreed / Flickr

-

Uma empresa britânica afirma ter localizado seis jazidas de petróleo em Portugal, que podem equivaler a mais de 43 mil milhões de euros brutos, e quer vender estudo completo ao Governo por 8,2 milhões de euros.

A revista Sábado noticia que a IONIQ Resources afirma ter localizado seis jazidas de petróleo em Portugal continental, uma delas off-shore (no mar). De acordo com uma proposta enviada ao Ministério do Ambiente e da Energia, a empresa calcula que estas reservas possam ter uma dimensão de pelo menos mil milhões de barris de petróleo, mais 30% de gás natural.

O valor das reservas estimado pela IONIQ equivale a mais de 43 mil milhões de euros brutos, considerando o preço atual do crude (o mais baixo desde 2009), que corresponderia a 25% do Produto Interno Bruto (PIB) português. O petróleo estaria, de acordo com o documento a que a Sábado teve acesso, a uma profundidade entre os dois mil e os três mil metros, o que facilitaria a sua exploração.

Os britânicos e os seus parceiros portugueses reuniram-se há cerca de um ano com Pedro Passos Coelho e depois com o ministro do Ambiente e da Energia. Uma carta da IONIQ com data de 14 de outubro de 2014, endereçada a Jorge Moreira da Silva já depois de reuniões com o ministro, continha uma proposta para a identificação e extração destes recursos. No entanto, o documento apresentado ao Governo, a que a Sábado teve acesso, não refere as eventuais localizações das jazidas nem explica como funciona a sua tecnologia inovadora.

O gabinete do ministro confirma estas reuniões, mas sublinha que “o ministro e o Secretário de Estado da Energia limitaram-se a ouvir, em audiência, os argumentos da empresa e a explicar o enquadramento regulatório previsto na legislação nacional. Compete a esta empresa, como a todas as outras, iniciar, junto da DGEG [Direção-Geral de Energia e Geologia], os eventuais procedimentos de licenciamento. Tal não ocorreu até ao momento.”

Sem enquadramento legal nem pedidos formais

Na sua proposta, a IONIQ propõe vender ao Governo o estudo geral, que indica a localização das seis reservas, por 1,2 milhões de euros. Depois, cobraria 1,2 milhões por cada mapeamento detalhado, o que elevaria os custos para 7,2 milhões de euros adicionais, que seriam reembolsados após a concessão da exploração a empresas petrolíferas. A companhia pede ainda 10% do valor de todo o petróleo ou gás transacionado no mercado.

A IONIQ não diz onde pensa estarem os hidrocarbonetos sem ter um acordo, e pede uma parceria com o Governo. Os britânicos alegam que é mais vantajoso para o país estarem associados ao Estado do que às petrolíferas, a quem não querem revelar a tecnologia.

No entanto, o Ministério do Ambiente alega que não existe sequer enquadramento legal para a proposta da IONIQ, tendo em conta que o Estado faz é licenciar concessões para a prospeção e pesquisa de petróleo, ficando fora dos negócios, e o que a empresa propõe exigiria mudar a legislação.

A proposta da empresa surgiu a pedido do próprio ministro, mas não será suficiente para abrir um processo, que tem de dar entrada através da DGEG.

Contactado pela Sábado, Damon Walker, o administrador da IONIQ com o pelouro de Portugal, sublinha o fato de ter sido o ministro a pedir uma proposta e lamenta não ter recebido sequer uma reposta. “Isto vale biliões e nem tiveram a cortesia de nos responder”, lamenta.

O ministério afirma que não quer descartar uma tecnologia que desconhece, mas como não há um pedido formal para prospeção o Governo nem chegou a avaliar “a credibilidade dos respetivos estudos.” Mas também refere que “a IONIQ não apresentou qualquer estudo.”

De pé atrás

A empresa pertence à IONIQ Capital, que atua no setor das matérias-primas e cujo presidente é Charles Masefield, um dos principais responsáveis pelo negócio de armamento no Reino Unido durante os governos de John Major e Tony Blair. A IONIQ Resources não faz exploração de petróleo exclusivamente; define-se, antes, como uma empresa “tecnológica” e classifica a sua tecnologia como “disruptiva” para o setor petrolífero no documento que enviou ao Governo.

A tecnologia utiliza dados de satélites comerciais que recolhem frequências emitidas pelos materiais e que são decifrados por cientistas, explica a revista. Segundo o responsável pela empresa, é possível identificar com precisão a localização das jazidas e os pontos onde se devem fazer as perfurações.

“Não somos os inventores desta tecnologia, mas temos a licença para o seu uso exclusivo há três anos”, afirmou Damon Walker, o administrador da IONIQ com o pelouro de Portugal, à revista Sábado. A empresa usa dados de satélites comerciais que recolhem frequências emitidas pelos materiais e que depois são decifradas por uma equipa de cientistas. O responsável garante que a empresa identifica com precisão exata não apenas a localização das jazidas, mas também o ponto de pressão para fazer as perfurações.

Especialistas na área dos petróleos contactados pela revista Sábado referem que “há muitas tecnologias destas que surgem e que não são válidas.” Tratando-se de um dos setores onde se faz maior investimento em investigação, afirmam ser difícil compreender como é que se recolhem estes dados por satélite, em especial por uma empresa de que nunca ouviram falar.

Relembre-se que a Galp e a Eni estão a investir mais de 100 milhões de euros na prospeção de petróleo em águas ultra-profundas ao largo do Alentejo.

A IONIQ Resources é representada em Portugal pela IONCP, que tem entre os seus cinco sócios Paulo Caetano, que foi colega de Pedro Passos Coelho como administrador da Fomentinvest, na altura liderada por Ângelo Correia, um conglomerado de empresas de energia e ambiente onde o primeiro-ministro trabalhou até ser líder do PSD.  Terá sido este a colocar a empresa britânica em contacto com o Governo.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Li a notícia e logo no início pensei: Vamos resolver o problema financeiro do País. Há petróleo e desta vez parece não ser no Beato… pensei eu…
    Quando cheguei ao fim raciocinei: Falam em ministro que desmente a proposta pedida, falam em Paulo Caetano amigo de Pedro Passos Coelho, falam de Ângelo Correia…
    Afinal… é mais do mesmo. Obrigado. Estou servido.

  2. Eu também sei onde está o petroleo e vendo o mapa mais barato, só 1 milhão… É comprar é comprar que é o Zé a pagar.
    Cambada de um lado e de outro…

RESPONDER

DiCaprio explica como reverter a crise climática

Ice on Fire é um documentário HBO produzido e narrado pelo ator norte-americano Leonardo DiCaprio que retrata a atual crise climática. A grande produção foi discutida esta segunda-feira em Lisboa, onde se falou do contexto …

Descoberto fóssil de macaco que viveu há 4,2 milhões de anos no Quénia

Uma equipa internacional de investigadores descobriu restos fósseis de um pequeno macaco que viveu no Quénia há 4,2 milhões de anos. Os responsáveis pela investigação, que será publicada na revista Journal of Human Evolution, são cientistas …

Air France acusada de negligência no desastre do voo Rio de Janeiro-Paris

A justiça francesa acusou a Air France de negligência, na sequência da investigação ao acidente aéreo do voo Rio de Janeiro-Paris, que causou 228 mortos em 2009, confirmou esta quarta-feira a AFP. O Ministério Público considerou …

Governo "está preparado” para eventual greve dos camionistas

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, disse esta quarta-feira que “não perdeu as esperanças no esforço de conversação” com os representantes dos camionistas, mas garantiu que “o Governo está preparado para o que vier …

Carga misteriosa e contradições nos passageiros. Revelados novos dados sobre o MH370

A França é o único país que continua a investigar o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines em Março de 2014. E emergem novos dados sobre o que apuraram os magistrados envolvidos no caso, …

Foi avistada uma alforreca gigante no Reino Unido

A alforreca gigante, a maior alguma vez encontrada em águas britânicas, foi avistada na Cornualha, no Reino Unido, no sábado, por uma bióloga e repórter da BBC. Segundo o Washington Post, a criatura foi avistada, no …

Montepio condenado a ressarcir cliente que culpou de ataque informático

O Tribunal da Relação de Guimarães condenou o banco Montepio a pagar a uma cliente de Barcelos os 28.596 euros que em quatro dias foram retirados da sua conta, na sequência de ataque informático. Por acórdão …

Crew Dragon. Já se sabe o que causou a misteriosa explosão da nave da SpaceX

A NASA e a SpaceX explicaram, finalmente, o motivo da explosão da nave espacial Crew Dragon. Apesar de terem sido divulgadas imagens da explosão, nenhuma das agências explicou as razões do desastre. As imagens da nave …

Turistas britânicos encorajados a afixar cartazes de Maddie durante as férias

Turistas britânicos com viagens marcadas para o estrangeiro estão a ser encorajados a levar cartazes de Madeleine McCann pela campanha oficial lançada pelos pais para encontrar a criança inglesa desaparecida em Portugal em 2007. “Vai de …

Crianças preferem ser YouTubers do que astronautas

A maioria das crianças entrevistadas prefere mais ser YouTuber do que ser astronauta. De uma lista de cinco profissões, a de cosmonauta foi a menos escolhida entre crianças americanas e britânicas. Há 50 anos, a ida …