Em 2014, em média 4 mulheres foram assassinadas por mês

European Parliament / Flickr

-

Este ano foram assassinadas, em média, quatro mulheres por mês em Portugal no contexto de relações de intimidade, segundo dados que revelam um aumento destes crimes em relação ao ano anterior.

Os dados do relatório anual do Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA), da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), dão conta da morte violenta de 40 mulheres, na sua maioria às mãos de atuais ou ex- companheiros, adiantando que outras 46 seis escaparam a tentativas de homicídio.

Estes números representam “um aumento significativo” de mortes em relação a 2013, quando tinham sido assassinadas 37 mulheres na totalidade do ano, segundo o estudo, que sintetiza os femicídios e as tentativas de femicídio ocorridas em Portugal e noticiadas pela imprensa entre 1 de janeiro e 30 de novembro deste ano.

Entre as 40 mortes, o grupo mais expressivo é o das mulheres que mantêm ou mantiveram uma relação íntima com os homicidas, que representam 82% das mortes (33 mulheres).

Em 57% dos casos (23 mulheres) eram conhecidos relatos de violência doméstica.

Os restantes sete homicídios ocorreram no contexto de relações familiares.

O OMA fez ainda uma análise comparativa dos homicídios de mulheres na última década, concluindo que se tem registado em Portugal uma média anual de 40 assassínios de mulheres em relações de intimidade.

Dos 396 homicídios registados pelo OMA na última década, 336 ocorreram neste contexto (85%).

“Se não podemos concluir no sentido do aumento na ocorrência deste tipo de crime, também não podemos inferir que o mesmo diminuiu. A conclusão é que, não obstante o seu maior conhecimento e maior visibilidade, não fomos ainda capazes de diminuir as taxas de prevalência da forma mais letal de violência contra as mulheres nas relações de intimidade”, adianta o estudo.

O ciúme, o não aceitar do fim da relação, a violência doméstica ou ainda os chamados motivos passionais estão entre os principais razões dos crimes, que ocorrem na sua grande maioria em casa (75%) e com recurso a arma branca (35%) ou arma de fogo (32%).

A violência contra mulheres ocorre em todas as faixas etárias, mas o estudo constata que é entre as mulheres com mais de 36 anos, empregadas (34%) e reformadas (16%), que mais homicídios se registam.

Em 19% dos homicídios corriam nos tribunais processos-crime por violência doméstica e em 3% das situações tinha já existido decisão judicial.

Em 70% das situações não existia informação relativamente à existência de queixa-crime, e em 8% dos casos, embora a situação de violência doméstica fosse conhecida, não existia denúncia e a vítima nunca quis denunciar.

O mês de novembro revelou-se, segundo o OMA, como “o mais fatídico” do ano, tendo sido contabilizadas seis mortes de mulheres no contexto de relações de intimidade ou familiares privilegiadas, acima da média mensal de quatro mulheres registada ao longo do ano.

Setúbal foi o distrito que registou mais homicídios de mulheres (7) seguido dos distritos de Lisboa (5) e Porto (4), Coimbra, Santarém, Vila Real e Viseu (3 cada distrito).

Por concelhos, foi o Seixal, distrito de Setúbal, que contabilizou o maior número mortes, num total de quatro mulheres assassinadas, logo seguido pelo concelho de Soure, distrito de Coimbra, que registou três mortes neste contexto.

O estudo contabilizou ainda desde 2012 a existência de 229 filhos de mulheres vítimas de homicídio ou tentativa de homicídio, sendo que destes 122 ficaram órfãos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal dos Estados Unidos confirma 18 anos de prisão para familiares de Maduro

Um tribunal de apelação de Nova Iorque ratificou a condenação a 18 anos de prisão de dois familiares do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por conspiração para enviar droga para os Estados Unidos. "Fica ordenado, julgado …

Ana Gomes espera "verdadeiro Portugal Leaks" com Rui Pinto a colaborar com a justiça

A antiga eurodeputada Ana Gomes considerou que “é um verdadeiro Portugal Leaks” que se pode esperar a partir de agora, depois de Rui Pinto aceitar colaborar com a justiça portuguesa. O criador do Football Leaks e …

Exames nacionais adiados. Terceiro período arranca a 14 de abril (mas à distância)

Esta quinta-feira, António Costa falou ao país para anunciar que o 3.º período irá recomeçar no dia 14 de abril, mas sem aulas presenciais. Os exames nacionais do ensino secundário foram adiados para julho e …

TAP. Estado equaciona reformas antecipadas sem penalizações

O Jornal Económico escreve esta quinta-feira que o Estado pondera avançar com reformas antecipadas sem penalizações na TAP, visando assim diminuir o impacto da pandemia de covid-19 na companhia aérea portuguesa. Apesar de a empresa ter …

Santa Maria ganha 40 camas para os cuidados intensivos

A maior unidade hospitalar do país reforçou capacidade dos Cuidados Intensivos para os doentes infetados, passando das atuais 80 camas para cerca de 120. O Hospital Santa Maria, em Lisboa, vai quadruplicar a sua capacidade …

"Isto é criminoso". Estivadores dizem que há risco de portos pararem

"Da forma como estamos a trabalhar nos portos, corremos o risco de todo o contingente ficar parado, porque não há nenhum cuidado em termos de criar equipas rotativas", garantiu o líder sindical. O presidente do Sindicato …

Demitiu-se o diretor do serviço de cirurgia e transplantação do Curry Cabral

Américo Martins demitiu-se esta quarta-feira por ter visto impedida a proposta de reorganização com circuitos independentes no hospital. O diretor do Serviço de Cirurgia Geral e Transplantação do Hospital Curry Cabral, Américo Martins, demitiu-se esta quarta-feira …

Bancos impedidos de cobrar comissões por operações digitais. Acesso a jogos online limitados

Os bancos vão ficar impedidos de cobrar comissões por operações de pagamento através de plataformas digitais dos prestadores de serviços, segundo uma proposta do PEV com alterações do PS aprovada no Parlamento. O projeto de lei …

Pessoas assintomáticas devem usar máscara, diz Centro Europeu de Controlo de Doenças

Num relatório divulgado na quarta-feira, o Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) referiu que as máscaras podem reduzir a propagação do novo coronavírus de pessoas assintomáticas, recomendando a sua utilização. De acordo com o Público, …

Portugal ultrapassa as 400 vítimas mortais. Cordão sanitário em Castro Daire equacionado

Portugal regista esta quinta-feira 409 mortos associados à covid-19, mais 29 do que na quarta-feira, e 13.956 infetados (mais 815), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Trata-se de um aumento de 6% …