A elite do antigo Egito importava macacos de estimação da Índia (e sepultava-os como crianças)

Marta Osypińska

Arqueólogos da Universidade de Varsóvia (Polónia) encontraram no Egito vários esqueletos de macacos, que eram animais de estimação de antigos romanos e egípcios da elite que viveram no país entre o século I e II d.C.

Os restos mortais destes animais foram encontrados num cemitério de animais no antigo porto de Berenice, na costa do Mar Vermelho do Egito, detalha o Ancient Originis.

De acordo com a equipa, estes animais, que datam de há 2.000 anos, foram sepultados com muito cuidado, mostrando que eram animais de estimação muitos queridos.

O jornal britânico Daily Express escreve que alguns dos macacos foram sepultados com as mãos perto da cabeça, tal como crianças a dormir, havendo também registo de um macaco embrulhado num cobertor de lã e de um outro que foi enterrado com grandes quantidades de conchas, que seriam bastante valiosas à luz da época.

A equipa polaca descobriu ainda que os macacos em causa eram importados da Índia (macaco-rhesus) pela elite do Antigo Egito para servirem de animais de estimação, tal como os gatos e cães – eram um sinal de riqueza e de estatuto social.

Esta é uma descoberta única. Até agora, ninguém encontrou macacos indianos em sítios arqueológicos em África. Curiosamente, nem mesmo as antigas fontes escritas mencionavam esta prática”, Marta Osypińska, cientista da Universidade de Varsóvia.

E continuou, citado pelo First News: “Acreditamos que os influentes [romanos e egípcios] que viveram em Berenice, um posto avançado longínquo (…) quiseram tornar o seu tempo agradável na companhia de vários animais. Entres estes, havia também macacos”.

Marta Osypińska

A mesma especialistas sublinha que a importação destes animais não era uma tarefa simples, uma vez que envolvia uma viagem de milhares de quilómetros apenas para satisfazer uma vontade da elite para fins de entretenimento.

“Envolveu o fornecimento de água e alimentos adequados aos animais durante um cruzeiro de algumas semanas pelo Índico e pelo Mar Vermelho. Infelizmente, depois de chegarem a Berenice, os macacos não se conseguiram adaptar e morreram jovens. A sua morte foi provavelmente causada pela falta de frutas frescas e outros nutrientes necessários.

A nova descoberta fornece aos especialistas novas evidências sobre a extensão das redes de comércio romano e grego. O portal Ancient Originis detalha ainda que foi apenas no período Ptolomaico (305 a 30 a.C) que o porto de Berenice que a região começou a comercializar produtos e bens com a Índia.

As trocas começaram porque os Ptolomeus precisavam de elefantes de guerra, que utilizaram nas suas longas batalhas com o Império Império Selêucida. Mais tarde, o comércio entre o Egito e a Índia expandiu-se para as especiarias, têxteis e ouro.

SA, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …