/

Voluntários do Hospital Dona Estefânia fazem horas extraordinárias para atender crianças ucranianas

O Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, implementou um serviço voluntário de atendimento a crianças ucranianas que fugiram da guerra. Em apenas duas semanas e meia, realizaram-se 30 consultas e já não há vagas até ao final de Abril.

O acesso a estas consultas pode ser feito através do número 967059865.

O atendimento é feito por voluntários do Hospital Dona Estefânia, envolvendo médicos, assistentes e administrativos, que estão “a dar cerca de 10 a 20 horas extraordinárias por mês“, como revela a TSF.

As consultas são feitas com a ajuda de um tradutor e estão a ter grande procura. Em cerca de duas semanas e meia, foram atendidas 30 crianças ucranianas e as marcações estão esgotadas até ao final de Abril.

O serviço “não é viável a longo prazo”, explica à TSF uma das voluntárias do Dona Estefânia, Joana Faustino, salientando que se trata apenas de “um tampão até se encontrar uma solução comunitária para triar estas crianças”.

Joana Faustino nota que têm atendido “situações atípicas”, dando o exemplo de uma menina “que fracturou a perna em Janeiro” e que, “para fugir aos cordões humanitários, teve de tirar o gesso e chegou aqui sem conseguir andar“.

Mas também há outros casos mais comuns, como crianças com diabetes que precisam de manter os tratamentos.

A pediatra Rita Coelho, outra das voluntários, alerta, também através da TSF, que é preciso falar da “problemática da integração” destas crianças e das suas famílias, concluindo que é “um desafio para todos que ainda agora vai começar”.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.