Dois adolescentes norte-americanos foram presos por matarem 500 mil abelhas

3

Dois adolescentes foram presos no estado norte-americano do Iowa, nos Estados Unidos, acusados de atos de vandalismo que resultaram na morte de meio milhão de abelhas.

Os adolescentes, que têm 12 e 13 anos, são acusados de vandalizar 50 colmeias da fazenda Wild Honey, em Sioux City. Cada um é acusado de três crimes. Para os responsáveis da fazenda, a destruição foi “totalmente propositada”.

“Destruíram completamente o negócio”, disse Justin Engelhardt, um dos sócios do empreendimento, ao jornal local Sioux City Journal. Segundo a BBC, os jovens destruíram cada uma das colmeias, e as abelhas acabaram por congelar.

Segundo os donos, as perdas ultrapassam os 49 mil euros. Engelhardt e a esposa aperceberam-se do ato de vandalismo na propriedade no dia 28 de dezembro, quando foram ao local para remover a neve acumulada em cima das colmeias.

“Eles destruíram tudo o que puderam. Não me parece que nada tenha sido roubado. O objetivo era destruir tudo“, disse Engelhardt.

As perdas do casal chamaram a atenção do país inteiro, tendo a polícia conseguido localizar os adolescentes através de denúncias de pessoas que nada tinham a ver com o caso. Os jovens foram acusados de vários crimes, previstos no Direito norte-americano, entre eles invasão de propriedade privada e vandalismo.

O caso chamou a atenção de vários cidadãos que, conscientes de que as seguradoras não protegem colmeias de abelhas, criaram um fundo solidário online com o objetivo de arrecadar dinheiro suficiente para permitir que o casal recomece o negócio nesta primavera. Até agora, foram arrecadados mais de 24 mil euros.

  ZAP //

3 Comments

  1. Isto para além do dano biológico e ambiental de ter destruído uma tão grande quantidade de abelhas.

    Tinha razão Einstein: a estupidez não tem limites…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.