Diretor do Serviço de Otorrinolaringologia do Sta. Maria apresenta queixa-crime contra sindicato

Leonel Luís, diretor do serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Santa Maria, em Lisboa, entregou ao Ministério Público uma queixa-crime contra a direção do Sindicato dos Médicos da Zona Sul e contra cinco colegas. Em causa está o que o diretor clínico considera ser uma “campanha difamatória”.

O diretor do serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Santa Maria, em Lisboa, entregou no Ministério Público uma queixa-crime por difamação e denúncia caluniosa contra a direção do Sindicato dos Médicos da Zona Sul e contra cinco colegas otorrinolaringologistas.

Na queixa, a que a agência Lusa teve acesso, o médico Leonel Luís considera que a direção do Sindicato divulgou vários comunicados que “representam um atentado” ao seu bom nome, à sua honra e à sua imagem e credibilidade.

O sindicato considerou ilícita a sua nomeação e deu a entender que Leonel Luís foi nomeado “por ajuste direto”, sem ter qualificações suficientes e aludindo a “mecanismos clientelares e comissariado político” nalgumas situações no serviço de otorrino, situação que o diretor considera ser uma campanha difamatória.

“Não pode o queixoso assistir, impávido e sereno, a todo este empreendimento do Sindicato dos Médicos da Zona Sul com vista ao desmoronamento de uma carreira profissional que com tanto esforço tem vindo a construir”, refere a queixa entregue em janeiro ao Ministério Público.

A queixa tem por base comunicados do Sindicato que acabaram por ser divulgados nalguns órgãos de comunicação social. O diretor do serviço de Otorrinolaringologia considera que as afirmações do Sindicato levam os leitores a concluir que a sua nomeação para o cargo “decorreu de um processo ilícito”.

Além disso, Leonel Luís alega que os comunicados exibem que o médico “não tem competências, aptidões, nem qualificações técnicas”, que “impede os colegas de exercer as suas funções” e até que “instalou no seu gabinete uma câmara de vídeo”.

Conclusões estas que “não são retiradas de decorrências lógicas das afirmações dos denunciados, são conclusões textuais do discurso destes”, refere a queixa apresentada ao Ministério Público, acrescentando que são “afirmações falsas e insinuações infundadas”.

Leonel Luís apresenta ainda queixa crime contra cinco colegas otorrinos que interpuseram uma providência cautelar “com vista à suspensão da eficácia da deliberação” quando o diretor foi nomeado para o cargo, tendo o Tribunal Administrativo de Lisboa negado provimento à referida providência cautelar.

O Sindicato dos Médicos da Zona Sul chegou a pedir a intervenção do Presidente da República no caso, pedindo que, “no exercício dos plenos poderes que a Lei atribui ao cargo que exerce na hierarquia do Estado, proceda às diligências necessárias a um rápido e cabal apuramento de eventuais ilegalidades”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …