“Dinossauro Frankenstein” pode ser o elo perdido entre herbívoros e carnívoros

Uma equipa de cientistas acredita ter resolvido o mistério sobre o chamado “dinossauro Frankenstein”, um esqueleto encontrado no Chile, em 2015, que parecia ser composto por partes de espécies diferentes.

Um novo estudo, publicado na Royal Society Journal Biology Letters, sugere que o “dinossauro Frankenstein” é, na verdade, o elo perdido entre os dinossauros herbívoros, tais como o estegossauro, e os dinossauros carnívoros, como o tiranossauro.

A descoberta lança luz sobre a evolução de um grupo de dinossauros conhecidos como ornitísquios.

O Matthew Baron, investigador da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, explica à BBC que a sua pesquisa indica que o “dinossauro Frankenstein” foi um dos primeiros ornitísquios, um grupo que inclui animais mais conhecidos, como os  tricerátops e os estegossauros, e que tem placas ósseas nas costas.

“Não temos ideia nenhuma de como o corpo dos ornitísquios começou a desenvolver-se porque parecem muito diferentes de todos os outros dinossauros. Têm várias características incomuns”, afirma o cientista de Cambridge.

De enigma a elo perdido…

O “dinossauro Frankenstein”, cientificamente chamado Chilesaurus, intrigou os cientistas quando foi descoberto, há dois anos. Tinha as pernas como o brontossauro, os quadris do estegossauro e os braços e o corpo do Tiranossaurus rex.

Os cientistas não sabiam onde posicioná-lo na árvore genealógica de dinossauros. Os paleontólogos sempre acreditaram que o grupo dos ornitísquios não estaria ligado aos outros grupos de dinossauros.

Mas uma revisão dessa árvore genealógica, proposta por Matthew Baron em Março de 2017 na revista Nature, sugere que os ornitísquios estariam mais próximos de carnívoros como o tiranossauro do que se pensava anteriormente.

E foi essa reconfiguração da árvore genealógica que permitiu que o “dinossauro Frankenstein” passasse de enigma a elo perdido.

“Agora que acreditamos que ornitísquios e carnívoros como o tiranossauro estão relacionados, o Chilesaurus fica entre os dois grupos. É uma mistura perfeita, metade a metade”, salienta Matthew Baron, que conclui que “de repente, a nova árvore genealógica faz muito sentido”.

A “árvore de Baron”

Mas a versão alternativa da árvore genealógica do dinossauro, a “árvore de Baron”, é mais do que um simples reajuste. Ela lança luz sobre como grupos diferentes de dinossauros se dividiram e evoluíram por caminhos diferentes, acrescenta o co-autor do estudo, o professor Paul Barrett, do Museu de História Natural de Londres.

BBC

A árvore genealógica dos dinossauros

“O Chilesaurus é um dos mais enigmáticos e intrigantes dinossauros já descobertos. A sua estranha mistura de características coloca-o numa posição-chave na evolução dos dinossauros e ajuda a mostrar como algumas das grandes divisões entre os maiores grupos pode ter ocorrido”, salienta Barrett no site da Universidade de Cambridge.

“Mostra que nos dinossauros com ancas de pássaro, o intestino desenvolveu-se primeiro e as mandíbulas evoluíram mais tarde – preenche a lacuna perfeitamente, acrescenta Baron no mesmo site.

Este investigador acredita que a divisão “parece ter acontecido por causa de uma mudança na dieta do Chilesaurus“. “Parece que se tornou mais vantajoso para alguns dos dinossauros carnívoros começarem a comer plantas, possivelmente até por necessidade”, acrescenta.

Barrett e Baron acreditam que a árvore reconfigurada poderá vir a substituir a actual árvore genealógica, que resiste ao teste do tempo há mais de 130 anos.

E, embora a “árvore de Baron” seja alvo de muita polémica e de muitas críticas, se o investigador conseguir acrescentar novos exemplos que suavizem a relação entre os diferentes grupos de dinossauros, é possível que a sua aceitação aumente.

Baron acredita que resgatar o Chilesaurus do estatuto de “Frankenstein” pode ser a primeira de uma série de rearranjos.

“Este é um bom passo na direcção do meu objectivo principal, que é tentar definir de vez a linhagem do ornitísquio, porque acredito que passamos demasiado tempo a ignorar e sem entender este grupo importante”, afirma.

O investigador tem esperança de que se venha a “chegar a um consenso” relativamente ao que defende ser “o modelo correcto”.

ZAP // BBC / SciNews

 

PARTILHAR

RESPONDER

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …