Pelo menos dez bombas da II Guerra Mundial escondidas em segredo sob Pompeia

Pelo menos dez bombas da II Guerra Mundial estarão sob as fundações de Pompeia, a antiga cidade romana a sul de Nápoles, em Itália, representando um “perigo devastador” para a região, escreve o jornal Il Fatto Quotidiano.

O diário italiano noticia que em agosto de 1943, durante a II Guerra Mundial, as forças aliadas largaram 165 bombas em Pompeia, a antiga cidade romana que ficou em cinzas depois da erupção do Vesúvio em 79 d.C.

Destas 165 bombas, escreve o Il Fatto Quotidiano citando documentos exclusivos do Arquivo Fotográfico Aéreo Nacional, 96 foram localizadas e desativadas, mas restam ainda bombas por detonar. “As outras bombas acabaram numa zona onde ainda não foram feitas escavações. Muitas das bombas foram desativadas ou já tinham explodido. Mas pelo menos 10 desses explosivos ainda estão [em Pompeia]”, pode ler-se.

A existência destas bombas subterrâneas em Pompeia era “um segredo inviolável até então”, afirmou o arqueólogo e professor da Universidade Suor Orsola Benincasa, em Nápoles, Antonio De Simone, que conhece bem as escavações levadas a cabo na área.

“Na minha experiência em Pompeia, encontrei bombas que não estavam indicadas no mapa, sob os nossos pés. Duas. Uma já tinha explodido, estava reduzida a fragmentos. A outra, infelizmente ainda não tinha explodido, estava completamente intacta“, descreveu Antonio De Simone em declarações ao jornal.

“É um risco”, acrescenta Antonio De Simone, dando conta que os especialistas conhecem o problema, mas sabem que este não é fácil de resolver”. As bombas não detonadas, contou o especialista , “estão em áreas do parque arqueológico ainda por escavar”, ao longo de 22 hectares. Tal como recorda o jornal espanhol ABC, o parque tem cerca de 66 hectares, 44 dos quais já foram escavados.

A direção do Parque Arqueológico já reagiu à notícia do Il Fatto, apontando que não há qualquer perigo para os turistas ou para as pessoas que trabalham na região. “Não há nenhum risco para profissionais que trabalham nas escavações ou para os turistas (…) O sítio tem elaborado regularmente um projeto de recuperação, que é levado a cabo por militares. A recuperação da área foi feita metro a metro”, explicou.

A antiga cidade romana foi sepultada sob uma camada espessa de cinzas vulcânicas, juntamente com a maioria dos seus habitantes que não conseguiram escapar de uma das maiores e mais mortíferas erupções vulcânicas da Europa. A erupção do Vesúvio em 79 d.C matou, segundo estimativas dos cientistas, mais 2000 pessoas.

Uma inscrição encontrada em outubro de 2018 sugeriu que Pompeia foi destruída depois do dia 17 de outubro de 79 d.C, apesar de a data tradicional apontar o dia 24 de agosto do mesmo ano. A cidade romana foi redescoberta no século XVI. As escavações começaram 200 anos depois da tragédia e continuam a decorrer nos dias de hoje.

Reconhecida como Património Mundial da UNESCO, Pompeia é uma das atrações turísticas mais procuradas em Itália, recebendo anualmente cerca de 2 500 000 visitantes.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Bombas com 80 anos já estão fora de prazo, segundo afirmação do nosso Ministro da Defesa, em relação as armas de Tancos.
    Pode ser que o Papa no Vaticano possa fazer um milagre???

RESPONDER

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …