Detetados misteriosos sinais de rádio de galáxia a 1.500 milhões de anos-luz

OzGrav, Swinburne University of Technology

Uma equipa de cientistas do Canadá detetou sinais de rádio provenientes de uma galáxia a 1.500 milhões de anos-luz de distância da Terra.

As rajadas rápidas de rádio, impulsos de energia com duração de apenas alguns milissegundos, são um dos fenómenos mais bizarros do Universo. Estas rajadas foram descobertas pela primeira vez em 2007 e a sua origem continua a ser um autêntico mistério para os cientistas.

Os investigadores do Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment (CHIME) um radiotelescópio do Observatório Astrofísico de Rádio Dominion, na Colúmbia Britânica, Canadá, captaram 13 destes sinais, incluindo um que se repete regularmente. Os sinais detetados são explosões rápidas de rádio (FRBs), que consistem em impulsos rápidos e brilhantes.

Apesar de, ao longo dos anos, terem sido detetadas 60 rajadas rápidas de rádio, esta é apenas a segunda vez na história que é detetado um sinal repetitivo, adianta o Independent. “O repetidor“, como foi batizado, e os outros 12 sinais têm a frequência de rádio mais baixa alguma vez detetada, mas são também os mais brilhantes.

“Até agora, havia apenas um FRB repetido conhecido. Saber que há um outro sugere que pode haver mais por aí. E com mais repetidores e mais fontes disponíveis para estudo, somos capazes de entender esses enigmas cósmicos – de onde vêm e o que os causa”, afirmou Ingrid Stairs, membro do CHIME.

Ainda não há certezas quanto à origem do sinal, o que propicia várias especulações. Desta forma, há teorias que apontam para uma região particularmente turbulenta da galáxia ou uma explosão de estrelas.

Ao The Guardian, o ​​​​​​​professor Avi Loeb, do instituto Harvard-Smithsonian,confessou que está convencido que poderá ser uma transmissão de civilizações alienígenas lançada no espaço e que, para já, não se podem excluir hipóteses. Apesar disso, as causas permanecem desconhecidas.

Os investigadores identificaram 13 explosões no período de três semanas e pelo menos sete apresentavam uma frequência de 400 MHz. No entanto, admite-se que o aparelho tenha deixado passar algumas com uma frequência mais baixa.

“Qualquer que seja a origem destas ondas de rádio, é interessante ver a amplitude de frequência que podem produzir”, afirmou Arun Naidu, investigador da Universidade de McGill.

Os autores do artigo, publicado recentemente na Nature, defendem que a existência de dois sinais repetidos sugere que existirá uma “população substancial” de sinais repetidos, e também ajuda os cientistas a entender o que os diferencia dos sinais únicos, fornecendo mais dados sobre a sua origem.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Toupeira" do Insight está a mover-se novamente

O módulo Insight da agência espacial norte-americana (NASA) usou o seu braço robótico para ajudar a sua sonda de calor, conhecida como "toupeira", a cavar quase 2 centímetros na semana passada. Embora modesto, este movimento …

A maioria das bruxas eram mulheres, porque a caça às bruxas servia para perseguir os fracos

Ao longo da história, "caça às bruxas" sempre foi um termo usado para ridicularizar tudo, desde investigações de agressões sexual a alegações de corrupção. Quando nos referimos a bruxas, geralmente não estamos a falar de mulheres …

Benfica 2 vs 1 Lyon | Merci beaucoup, monsieur Lopes!

O Benfica somou os primeiros três pontos na Liga dos Campeões 19/20, ao bater o Lyon por 2-1 em casa. Os “encarnados” entraram a vencer bem cedo, ameaçaram sucumbir à reacção visitante, mas, a cinco minutos …

Um ano depois do colapso, a ponte de Génova começa a ganhar uma nova vida

Génova está a reconstruir a ponte que, no ano passado, desabou e provocou 43 mortos. O novo projeto vai ter um caminho pedonal e um parque memorial para homenagear as vítimas deste desastre. No dia 14 …

"Capa de invisibilidade". Novo material permite ocultar objetos

A empresa canadiana fabricante de uniformes de camuflagem para militares, HyperStealth Biotechnology, anunciou quatro pedidos de patente, todos relacionados com o Quantum Stealth. O material também é chamado de "capa de invisibilidade". O inventor dos quatro …

Jovem português quer ser o primeiro a dar a volta ao mundo numa moto de 125cc

O jovem português com o recorde de primeiro do mundo a percorrer a América do Sul numa moto de 125 centímetros cúbicos (cc) anunciou hoje que em 2020 tentará registar a mais longa volta ao …

Um grupo de manifestantes cantou o Baby Shark para acalmar um bebé durante um protesto no Líbano

No meio de uma das maiores manifestações do Líbano dos últimos cinco anos, uma mãe avisou os participantes do protesto que o seu filho estava assustado. A reação do grupo de manifestantes foi inesperada. Robin, de …

Tame Impala preparam lançamento de novo álbum

Ao que tudo indica, os Tame Impala preparam-se para lançar um novo álbum ainda este ano. As suspeitas surgem após a banda ter partilhado uma espécie de teaser no seu site oficial. Os Tame Impala divulgaram …

União Europeia favorável a nova extensão do Brexit mas ainda sem resposta para Londres

Os 27 Estados-membros da União Europeia são favoráveis a um novo adiamento do ‘Brexit’, solicitado pelo governo britânico, mas ainda discutem a sua extensão e as conversações prosseguirão no final da semana, revelaram fontes europeias. O …

A maior família do Reino Unido vai crescer. Vem aí o 22º filho

A família Radford, conhecida como a maior do Reino Unido, anunciou através de um vídeo no YouTube que estão à espera do 22.º filho. A família Radford vive em Morecambe, Inglaterra, e anunciou através do seu …