Desmantelada rede criminosa ligada à imigração ilegal para a Europa

A polícia italiana deteve hoje 19 pessoas de uma rede criminosa dedicada ao tráfico e transporte ilegal de migrantes do Afeganistão, Irão, Iraque e Paquistão para a Itália e, posteriormente, para o norte da Europa, noticiou a agência AP.

A investigação, liderada por procuradores em Catania, Sicília, desmantelou uma rede criminosa que envolvia a utilização de veleiros alugados ou furtados que transportavam migrantes via Turquia e Grécia até Itália.

Uma vez em Itália, alguns dos migrantes viajavam para norte, até à fronteira de Itália com a França, onde depois operavam veículos de contrabandistas que os levavam até território francês, num esquema que tinha a sua logística montada nas cidades fronteiriças, indica um comunicado da polícia transalpina.

Os detidos incluem cidadãos curdos iraquianos, afegãos e italianos, adiantou a polícia.

Uma das supostas bases da rede estava em Bari, no sul da Itália, onde documentos falsos foram emitidos indicando que os migrantes tinham moradia e um certificado de autorização de residência.

Outras bases da rede criminosa estavam sediadas em Milão e Turim, no norte da Itália, bem como na cidade de Ventimiglia, perto da fronteira com a França.

Outros suspeitos envolvidos no esquema falsificaram contratos de trabalho para que os migrantes pudessem solicitar permissão para residir na Itália, revelaram ainda as autoridades.

A investigação iniciou-se em 2018, desencadeada pela chegada de 10 embarcações perto da cidade de Siracusa, no leste da Sicília.

Os barcos partiam da Turquia e da Grécia no Mediterrâneo Oriental, e não da Líbia, de onde durante anos a maioria das centenas de milhares de migrantes partia para rumo a Itália em navios de traficantes que ofereciam pouca segurança no mar.

A investigação recolheu também provas de atividades de uma rede formada por italianos e cidadãos estrangeiros, a maioria deles com autorizações de residência concedidas por motivos de proteção internacional, informou a polícia italiana.

O ‘modus operandi’ visava facilitar a entrada, permanência e trânsito em direção ao norte da Europa de migrantes vindos do Irão, Iraque, Afeganistão e Paquistão.

Um dos detidos, confessou à polícia, que estava prestes a transportar migrantes da estação ferroviária de Ventimiglia para a França, um dos países de destino preferencial dos migrantes.

Os “capitães” que eram contratados para levarem os migrantes de barco para a Sicília recebiam cerca de 800 euros por travessia, enquanto os migrantes pagavam, cada um, cerca de 6.000 para serem transportados ilegalmente da Ásia, via Turquia e Grécia, para a Itália, precisaram as autoridades transalpinas.

Esta rede criminosa, agora desmantelada pelas autoridades italianas, era um “elo essencial de conexão com grupos criminosos ativos na Turquia e na Grécia”, explicou ainda a polícia.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Então não são refugiados afinal, essas pobres almas? Esses coitados que só anseiam por se integrar e viver segundo as nossas leis e costumes? Que fogem de países em guerra, países esses que fazem todos fronteira com a Itália e Grécia, e por isso é que fogem todos para lá?

RESPONDER

StayAway Covid só enviou 2.708 alertas de contágio. 60% já desinstalaram a app

Apenas 39% das quase três milhões de pessoas que instalaram a StayAway Covid é que a continuam a usar. A app só enviou 2.708 alertas de contágio. A StayAway Covid, a aplicação móvel criada para rastrear …

DGS define quais os cancros que não podem ficar por operar. Hospital de campanha fechado por falta de profissionais

Até ao final do mês os hospitais vão ter como foco a prestação de cuidados intensivos, podendo deixar de assegurar a atividade programada. A oncologia é uma área vital e os polos do Instituto Português …

"Vão fechar o Tozé". Mayan corta o cabelo (e alerta para dificuldades dos pequenos empresários)

O candidato presidencial Tiago Mayan Gonçalves foi esta quinta-feira cortar o cabelo a um barbeiro, no Porto, para alertar para as dificuldades decorrentes do encerramento desta atividade a partir de sexta-feira no âmbito do …

ERC cancela debates de Vitorino Silva com todos os candidatos no Porto Canal

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) cancelou os debates de Vitorino Silva com todos os candidatos presidenciais no Porto Canal, na sequência da queixa apresentada pelo PCP à Comissão Nacional de Eleições (CNE). Esta …

Bancos contestam lei da banca (mas Deco aplaude). Centeno admite ajustar medidas

O Banco de Portugal (BdP) quer alterar o Código da Atividade Bancária (CAB). Se por um lado, os bancos contestam algumas das normas, por outro, outras entidades, como a Deco, aplaudem as medidas. A consulta pública …

Mulher com covid-19 em coma e ventilada conseguiu o "milagre" de dar à luz

Em outubro de 2020, Elisângela Neves, de 31 anos, foi infetada com covid-19 quase morreu. A mulher estava grávida de 27 semanas, mas precisou de ser ventilada e ligada a uma máquina que respirou por …

Mais de 95% dos vacinados do São João apresentaram anticorpos em 15 dias

Entre 95 a 97% dos profissionais de saúde vacinados contra a covid-19 no Hospital de São João, no Porto, apresentaram, 15 dias após a primeira toma, anticorpos que conduzem à imunidade, revelou esta quinta-feira o …

É mais "um conjunto de meias medidas". Governo criticado por manter escolas e universidades abertas

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de covid-19 entraram esta sexta-feira em vigor. No entanto, as exceções decididas pelo Governo relativamente ao novo confinamento têm sido alvo de duras …

Berlusconi hospitalizado no Mónaco com problemas cardíacos

Silvio Berlusconi, antigo primeiro ministro italiano, está hospitalizado no Mónaco, depois de ter sofrido uma arritmia cardíaca. O ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, está hospitalizado desde segunda-feira no Mónaco, após sofrer um problema cardíaco, explicou esta quinta-feira …

Depois do Reino Unido, Angola suspende voos para Portugal. Santos Silva quer saber o motivo

O Reino Unido decidiu, esta quinta-feira, suspender as ligações aéreas de Portugal para Inglaterra para tentar impedir a entrada da estirpe brasileira do SARS-CoV-2. Angola tomou a mesma decisão e o Ministério dos Negócios Estrangeiros …