Descoberto sarcófago de chumbo do século XIV nos terrenos da Notre Dame

1

Stephane De Sakutin / AFP

Ministério da Cultura francês mostrou-se “encantado” com as descobertas.

O processo de reconstrução do pináculo da Catedral de Notre Dame levou os que nela estão envolvidos a uma descoberta surpreendente. Uma escavação arqueológica realizada antes da montagem dos andaimes resultou na descoberta de “importantes vestígios“, nomeadamente um sarcófago do século XIV, anunciou o Ministério da Cultura francês.

Os trabalhos estão a decorrer na zona do transepto, que já tinha sido escavada no século XIX pelo arquiteto francês Eugéne Viollet-le-Duc. No entanto, escaparam-lhe elementos importantes, como várias sepulturas e um sarcófago de chumbo com forma antropomórfica, “totalmente preservado“. As primeiras análises feitas ao material recolhido dataram-no do século XIV, através das suas características, mas também da sua localização, perto do altar. Isto fez os investigadores acreditar que os elementos encontrados pertenciam a um alto dignatário.

Para além destas descobertas, a operação também revelou um fosso sob o atual pavimento da catedral, onde estavam enterrados elementos escultóricos policromos, que pertenciam ao antigo coro alto da catedral, construído por volta de 1230. Viollet-le-Duc já tinha descoberto vários fragmentos, que estão expostos no Museu do Louvre.

“Trata-se portanto de uma descoberta de grande interesse, que pode fornecer novos dados sobre o coro alto e a qualidade da sua decoração pintada” apontou o Ministério da Cultura, organismo que se mostrou “encantado” com as novas descobertas. As escavações arqueológicas são responsabilidade do Instituto Nacional de Pesquisas Arqueológicas Preventivas (INRAP), em parceria com a Direção Regional de Assuntos Culturais.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.