Descoberto fóssil de macaco que viveu há 4,2 milhões de anos no Quénia

(dr) Carol Ward

O sítio paleontológico de Kanapoi, no Quénia

Uma equipa internacional de investigadores descobriu restos fósseis de um pequeno macaco que viveu no Quénia há 4,2 milhões de anos.

Os responsáveis pela investigação, que será publicada na revista Journal of Human Evolution, são cientistas do Museu Nacional do Quénia e das universidades de Arkansas, Missouri e Duke, nos Estados Unidos.

Segundo a agência EFE, este novo macaco de pequeno tamanho, Nanopithecus browni, teria o mesmo tamanho que o atual talapoim, a menor espécie de macaco vivo do Mundo.

Estes macacos pesam entre 900 gramas e 1,4 quilogramas e fazem parte de um grupo de macacos chamado guenon; o talapoim vive na África central e ocidental e está confinado às florestas tropicais.

Num comunicado de imprensa divulgado pela Universidade de Arkansas, os investigadores referem que os restos fósseis do pequeno macaco foram encontrados no lado leste do continente, no sítio paleontológico de Kanapoi.

De acordo com o mesmo documento, o habitat daquela zona era seco, coberto de pradarias e bosques abertos, um lugar muito diferente das florestas tropicais dos Camarões e do Gabão no Centro-Oeste de África.

Os cientistas referem que foi em Kanapoi que foram encontrados os restos de alguns dos primeiros antepassados humanos, Australopithecus anamensis, que tinham vivido junto dos Nanopithecus browni.

(dr) Carol Ward

A comparação de tamanho entre o guenon (Allenopithecus), à esquerda, com o Nanopithecus browni, ao centro, e um gato doméstico

Citados pela EFE, os investigadores referem que este macaco é o segundo guenon mais antigo encontrado até hoje – os restos fósseis dos mais antigos foram encontrados há uma década na Península Arábica.

A sua datação, combinada com um habitat tão diferente e tão distante dos talapoines modernos, sugere uma evolução muito mais complexa dos macacos guenon do que se pensava anteriormente, de acordo com o estudo.

Além disso, este “enigmático” novo membro da família revela que o seu nanismo surgiu há muito mais tempo do que os cientistas suspeitavam e pode ter ocorrido mais de uma vez, e em habitats muito diferentes, talvez por diferentes razões.

“A descoberta do Nanopithecus browni reafirma a contribuição do Quénia para a compreensão da evolução e da diversidade da fauna do Plioceno e os contextos ambientais em que viviam”, disse Frederick Kyalo, um dos autores.

O nome Nanopithecus browni é uma homenagem ao falecido Francis Brown, investigador da Universidade de Utah, pela sua contribuição para a compreensão da história geológica da bacia de Omo-Turkana, na qual está localizado o depósito de Kanapoi.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Claro ZAP, o talapoim é o mais pequeno macaco do Velho Mundo (Africa, Europa e Asia).
    O Sagui-Pigmeu (Cebuella pygmaea) é que é a menor espécie de macaco do mundo (encontrado na Floresta Amazônica, no noroeste do Brasil e em áreas da Colômbia e Equador, )

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …