Descoberto fóssil de macaco que viveu há 4,2 milhões de anos no Quénia

(dr) Carol Ward

O sítio paleontológico de Kanapoi, no Quénia

Uma equipa internacional de investigadores descobriu restos fósseis de um pequeno macaco que viveu no Quénia há 4,2 milhões de anos.

Os responsáveis pela investigação, que será publicada na revista Journal of Human Evolution, são cientistas do Museu Nacional do Quénia e das universidades de Arkansas, Missouri e Duke, nos Estados Unidos.

Segundo a agência EFE, este novo macaco de pequeno tamanho, Nanopithecus browni, teria o mesmo tamanho que o atual talapoim, a menor espécie de macaco vivo do Mundo.

Estes macacos pesam entre 900 gramas e 1,4 quilogramas e fazem parte de um grupo de macacos chamado guenon; o talapoim vive na África central e ocidental e está confinado às florestas tropicais.

Num comunicado de imprensa divulgado pela Universidade de Arkansas, os investigadores referem que os restos fósseis do pequeno macaco foram encontrados no lado leste do continente, no sítio paleontológico de Kanapoi.

De acordo com o mesmo documento, o habitat daquela zona era seco, coberto de pradarias e bosques abertos, um lugar muito diferente das florestas tropicais dos Camarões e do Gabão no Centro-Oeste de África.

Os cientistas referem que foi em Kanapoi que foram encontrados os restos de alguns dos primeiros antepassados humanos, Australopithecus anamensis, que tinham vivido junto dos Nanopithecus browni.

(dr) Carol Ward

A comparação de tamanho entre o guenon (Allenopithecus), à esquerda, com o Nanopithecus browni, ao centro, e um gato doméstico

Citados pela EFE, os investigadores referem que este macaco é o segundo guenon mais antigo encontrado até hoje – os restos fósseis dos mais antigos foram encontrados há uma década na Península Arábica.

A sua datação, combinada com um habitat tão diferente e tão distante dos talapoines modernos, sugere uma evolução muito mais complexa dos macacos guenon do que se pensava anteriormente, de acordo com o estudo.

Além disso, este “enigmático” novo membro da família revela que o seu nanismo surgiu há muito mais tempo do que os cientistas suspeitavam e pode ter ocorrido mais de uma vez, e em habitats muito diferentes, talvez por diferentes razões.

“A descoberta do Nanopithecus browni reafirma a contribuição do Quénia para a compreensão da evolução e da diversidade da fauna do Plioceno e os contextos ambientais em que viviam”, disse Frederick Kyalo, um dos autores.

O nome Nanopithecus browni é uma homenagem ao falecido Francis Brown, investigador da Universidade de Utah, pela sua contribuição para a compreensão da história geológica da bacia de Omo-Turkana, na qual está localizado o depósito de Kanapoi.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Claro ZAP, o talapoim é o mais pequeno macaco do Velho Mundo (Africa, Europa e Asia).
    O Sagui-Pigmeu (Cebuella pygmaea) é que é a menor espécie de macaco do mundo (encontrado na Floresta Amazônica, no noroeste do Brasil e em áreas da Colômbia e Equador, )

RESPONDER

Vénus paleolítica com mais de 20.000 anos descoberta no norte de França

Uma Vénus do Paleolítico esculpida há 23 mil anos foi encontrada no campo arqueológico de Renancourt, perto de Amiens, no norte de França. A descoberta remonta a julho passado e foi agora anunciada em comunicado pelo …

Chumbados projetos de lei para proteger vítimas de violência doméstica

Reconhecimento das crianças em contexto de violência doméstica, declarações para memória futura das vítimas e criação de subsídio para quem é obrigado a abandonar o lar foram os temas em discussão. Os projetos de lei do …

Ferro repreende Ventura no Parlamento. Deputado pede audiência urgente a Marcelo

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, fez esta quinta-feira uma advertência ao deputado do Chega por utilizar com “demasiada facilidade” as palavras “vergonha” e “vergonhoso” nas suas intervenções no parlamento. André Ventura intervinha no …

Consumo moderado de álcool pode estar associado a um maior risco de cancro

Um novo estudo sugere que até mesmo o consumo leve ou moderado de álcool pode estar associado a um maior risco de cancro. No entanto, as conclusões não são consensuais na comunidade científica. Nem só o …

Fim da guerra comercial à vista. Estados Unidos e China chegam a acordo

Falta apenas a assinatura do presidente dos Estados Unidos para que o entendimento possa pôr um ponto final na guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. De acordo com a Bloomberg, os negociadores …

Recuperados seis dos oito corpos das vítimas de erupção de vulcão na Nova Zelândia

Uma equipa militar neozelandesa recuperou esta sexta-feira seis dos oito corpos dos turistas que permaneciam desaparecidos após a erupção, na segunda-feira, do vulcão Whakaari, numa ilha desabitada da Nova Zelândia. A operação, que envolveu oito membros …

Plantas também "gritam" quando estão sob stress

À semelhança do que acontece com o Homem, algumas plantas também podem "gritar" quando enfrentam situações de stress, como a falta de água ou o corte do seu caule, concluíram cientistas da Universidade de Tel …

ESA declara guerra ao lixo espacial com um robô de quatro braços

https://vimeo.com/379011028 A Agência Espacial Europeia (ESA) acaba de assinar um contrato com a startup suíça ClearSpace para levar a cabo tarefas de limpeza de lixo orbital. Em comunicado, a agência espacial aponta que a empresa vai …

O "Asteróide do Apocalipse" está a cuspir rochas para o Espaço

A sonda OSIRIS-REx da NASA chegou ao Bennu, o "Asteróide do Apocalipse", em dezembro de 2018 e, apenas uma semana depois, descobriu algo incomum: o asteróide estava a lançar partículas para o Espaço. A câmara de …

Projeções dão vitória esmagadora de Boris Johnson

O partido Conservador venceu as eleições legislativas no Reino Unido com uma maioria absoluta de 368 deputados, segundo uma sondagem comum divulgada hoje pelas três estações televisivas britânicas BBC, ITV e Sky, segundo a qual …