/

Descoberto parente antigo do T. Rex. Tinha o tamanho de uma galinha

(dr) James Robbins

Ilustração do dinossauro Pendraig milnerae

Cientistas descobriram uma espécie de dinossauro que terá sido um parente distante do famoso Tyrannosaurus rex, mas do tamanho de uma galinha.

De acordo com o jornal The Guardian, os restos fossilizados deste dinossauro de pequena dimensão, mas ainda assim temível, foram encontrados numa pedreira em Gales do Sul, região no País de Gales, nos anos 50. Trata-se do terópode mais antigo já encontrado no Reino Unido.

Os cientistas batizaram esta nova espécie de Pendraig milnerae, isto porque “pendraig” significa “dragão chefe” no galês medieval e “milnerae” é uma homenagem à já falecida paleontóloga britânica Angela Milner.

Acredita-se que este dinossauro tenha vivido entre há 200 mil e 215 mil anos, durante o Triássico Superior. Provavelmente tinha um tamanho semelhante ao de uma galinha, mas com uma cauda que chegava a ter cerca de um metro de comprimento.

P. milnerae viveu perto do início da evolução dos dinossauros carnívoros. É claro pelos ossos que temos à disposição que comia carne mas, no início da evolução deste grupo, estes animais eram muito pequenos, em contraste com os famosos dinossauros carnívoros como o T. rex, que evoluíram muito mais tarde”, explicou Stephan Spiekman, investigador do Museu de História Natural e um dos autores do estudo publicado, esta quarta-feira, na revista científica Royal Society Open Science.

Segundo Spiekman, a descoberta desta nova espécie também pode fornecer evidências de um eventual nanismo insular, mas como o espécime encontrado ainda não tinha atingido a idade adulta, não é ainda possível tirar conclusões sobre este aspeto.

“A área onde estes espécimes foram encontrados provavelmente era uma ilha durante o período de tempo em que viveram. Espécies que vivem em ilhas geralmente tendem a tornar-se menores do que as do continente, num fenómeno chamado nanismo insular“, explicou.

“Precisamos de mais evidências de mais espécies para investigar o potencial nanismo insular nesta área durante aquele tempo mas, se pudéssemos prová-lo, seria a ocorrência mais antiga já conhecida deste fenómeno evolutivo”, acrescentou.

Richard Butler, co-autor do estudo e professor de Paleobiologia na Universidade de Birmingham considerou também que esta é uma descoberta “muito emocionante”.

“As descobertas de dinossauros são realmente raras no País de Gales e esta é apenas a terceira espécie de dinossauro conhecida no país. É muito emocionante aprender mais sobre os dinossauros que viveram no Reino Unido durante o Triássico, bem no início da evolução dos dinossauros.”

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.