/

Descoberto bairro escondido na antiga cidade maia de Tikal

Stephen Houston

Tikal

Uma equipa de arqueólogos encontrou um bairro escondido soterrado perto de Tikal, com fortes semelhanças a antiga cidade de Teotihuacán.

Os arqueólogos sempre olharam para as colinas próximas à antiga cidade maia de Tikal, no Guatemala, como parte da paisagem. No entanto, graças a tecnologia de ponta, uma equipa de investigadores descobriu lá um bairro soterrado.

O bairro apresenta fortes semelhanças com Teotihuacán, uma cidade mesoamericana a cerca de 1.250 quilómetros de distância, escreve o All That’s Interesting.

Através de uma tecnologia conhecida com LiDAR, eles foram capazes de revelar o contorno do bairro subterrâneo. O LiDAR é uma tecnologia ótica de deteção remota que mede propriedades da luz refletida de modo a obter a distância e/ou outra informação a respeito um determinado objeto distante.

Assim como Teotihuacán, que fica perto da atual Cidade do México, o bairro tem um recinto com edifícios nos quatro lados e uma pirâmide no lado leste. Além disso, inclui até as cornijas e terraços encontrados em Teotihuacán. Em vez de calcário, o material favorito dos maias, foi usado gesso de lama nas construções.

Os arqueólogos encontraram também antigos restos humanos com cerâmicas, animais e ossos. Isto sugere que os corpos foram enterrados com ritos funerários — igualmente comuns em Teotihuacán.

“Aquilo que considerávamos colinas naturais, foram na verdade modificadas e conformaram-se com a forma da cidadela — a área que possivelmente era o palácio imperial — em Teotihuacán”, explicou o autor do estudo, Stephen Houston, citado num comunicado da Universidade Brown, nos Estados Unidos.

“Independentemente de quem construiu esta réplica em menor escala e porquê, isto mostra sem dúvida que havia um nível de interação diferente do que se acreditava anteriormente entre Tikal e Teotihuacán”, acrescentou.

Os cientistas sabiam que Tikal e Teotihuacán comunicavam e negociavam, e as elites maias frequentemente iam morar para Teotihuacán. Contudo, não sabiam que a sua relação seria tão intrincada como as novas evidências sugerem.

Houston diz que as evidências sugerem que pessoas de Teotihuacán construíram o bairro depois de conquistar Tikal, em 378 d.C. O bairro poderá ter sido construído numa tentativa de intimidar ou subjugar as pessoas que viviam em Tikal.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.