Descoberta surpreendente ajuda a decifrar história da cidade bíblica Judeia

Universidade de Haifa

Laje de pedra com inscrição sobre Judeia está exposta ao público na Biblioteca da Universidade de Haifa, em Israel.

Laje de pedra com inscrição sobre Judeia está exposta ao público na Biblioteca da Universidade de Haifa, em Israel.

Uma equipa de arqueólogos israelita fez uma surpreendente descoberta no fundo do mar, num local histórico identificado como Tel Dor, a sul da cidade de Haifa, em Israel. Trata-se de uma pedra que ajuda a perceber a história da Judeia na era bíblica.

Esta laje de pedra, com quase 600 quilos, foi encontrada no fundo do mar em Tel Dor, uma Reserva Natural que se situa no local onde era a antiga cidade bíblica de Dor e que tem sido alvo de investigações nos últimos anos.

Dois estudantes do Laboratório de Arqueologia da Universidade de Haifa – Ehud Arkin-Shalev e Michelle Kreiser – depararam-se com a pedra, quando faziam trabalhos na zona.

A laje, que já foi retirada do mar, para não sofrer desgaste nem ser danificada, contém uma inscrição em Grego antigo que já foi parcialmente decifrada pelos investigadores.

A grande revelação deste documento histórico, datado do Século II d.C., é o nome do governador romano da Judeia, Gargilius Antiques, no período em que se deu a chamada “revolta de Bar Kokhba”, um dos grandes momentos da história judaica.

O líder judaico Simão bar Kokhba liderou, em 132 d.C., uma revolta falhada e sangrenta contra os romanos.

“Imediatamente a seguir à revolta Bar Kokhba, os romanos decidiram abolir a província da Judeia e obliterar qualquer menção ao seu nome. A província foi unida com a Síria para formar uma província única chamada Síria-Palestina“, relata, numa nota da Universidade de Haifa, o arqueólogo Assaf Yasur-Landau que liderou a investigação.

“Por isso, o que temos aqui é uma inscrição datada de antes da Judeia deixar de existir como uma província sob esse nome”, diz Yasur-Landau.

A inscrição revela também a Judeia como a província envolvida na referida revolta, o que não era conhecido até agora.

“Esta é apenas a segunda vez que o nome Judeia apareceu numa inscrição do período romano”, considera ainda Yasur-Landau, sublinhando a qualidade rara e extraordinária da descoberta.

“A pedra formou, provavelmente, a base de uma escultura do período romano. Tanto quanto sabemos, é a mais longa inscrição encontrada debaixo de água em Israel”, diz o arqueólogo.

A Universidade de Haifa lembra que, há cerca de 70 anos, tinha sido encontrado o nome de Antiquus numa outra inscrição, mas sem qualquer referência à Judeia. Havia assim, dúvidas se ele teria sido o governador desta província ou da Síria.

Esta nova descoberta desfaz todas as dúvidas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O Ultima Thule é uma cápsula do tempo

Os dados recolhidos pela missão da NASA New Horizons permitiu aos cientistas publicar os resultados iniciais da sua exploração do 2014 MU69 - conhecido como Ultima Thule. O asteróide é um objeto que está localizado na …

Um debate, cinco candidatos e uma disputa renhida pelo campeonato da manipulação

O último debate televisivo antes das eleições europeias, que se realizam no próximo domingo, foi marcado pela mais recente sondagem que dá uma vitória expressiva aos socialistas com 33% das intenções dos votos. Pedro Rangel …

Propostas de lei polémicas incentivam o estudo da Bíblia em escolas norte-americanas

O número crescente de estados norte-americanos têm vindo a discutir projetos de lei que permitem, incentivem e, em alguns casos, exigem que as escolas públicas ofereçam aos alunos aulas sobre a Bíblia. Só este ano, pelo …

A rainha Isabel II está à procura de um gestor de redes sociais

A rainha Isabel II está à procura de um especialista em comunicação para gerir as suas redes sociais. O salário, que pode variar consoante a experiência do candidato, ronda as 30.000 libras anuais, cerca de …

Problemas de sono nos adolescentes podem ser resolvidos com menos ecrãs à noite

Os problemas de sono nos adolescentes podem ser revertidos em apenas uma semana limitando a utilização à noite de ecrãs emissores de luz como os dos telemóveis, tablets e computadores, defendeu hoje a Sociedade Europeia …

Suspeitas de dados falsos levam PJ a fazer buscas no Hospital de Cascais

A Procuradoria-Geral da República confirmou esta segunda-feira a realização de diligências de investigação no Hospital de Cascais no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Sintra. “Confirma-se a realização …

Descoberto a obra mais antiga de Michelangelo. Foi desenhada aos 12 anos

O desenho de um homem sentado, possuído por um colecionador britânico, é a obra mais antiga conservada do génio italiano Michelangelo. De acordo com Timothy Clifford, um especialista sobre o Renascimento italiano, que falou com o …

O quilograma mudou e já é igual para humanos ou extraterrestres

Tal como anunciado em novembro passado e em prol da precisão científica, a definição de quilograma foi atualizada nesta segunda-feira, 20 de maio, data em que se celebra o Dia Mundial da Metrologia. A alteração …

Reserva Especial de Maputo salva elefante bebé. É alimentada a biberão

Dar leite de biberão a uma elefante bebé não estava nos planos de Graeme Madsen, mas passou a fazer parte da rotina diária dele desde há 10 dias na Reserva Especial de Maputo (REM). A cria …

Encher um depósito de gasolina custa mais 10 euros do que em janeiro

Os preços dos combustíveis sobem nesta segunda-feira, numa altura em que encher um depósito de gasolina custa mais 10 do que em janeiro. No caso do gasóleo, a diferença comparativamente ao início do ano é …