“Descoberta misteriosa”. Bíblia do tamanho de uma moeda descoberta em sala secreta de biblioteca britânica

Biblioteca já manifestou a sua disponibilidade para receber visitantes que estejam interessados em consultar a obra e, assim, recolher mais informações sobre a sua possível origem.

O confinamento provocado pela pandemia da covid-19 deixou milhões de pessoas circunscritas às suas casas e a maioria dos espaços públicos vazios, longe da azáfama que anteriormente os caracterizava. As bibliotecas não foram exceção e o tempo em que permaneceram encerradas permitiu a descoberta de exemplares raros e que há muito se julgavam perdidos.

Por exemplo, uma miniatura da Bíblia apareceu na Biblioteca Central de Leeds, localizada na maior cidade do condado de West Yorkshire, durante este mesmo período. O pequeno livro sagrado inclui tanto o antigo como o novo testamento e foi impresso em 876 páginas no que correspondia ao tamanho de selo. No entanto, ninguém sabe de onde veio o tesouro miniatura.

Com apenas 50 milímetros 35 milímetros, cerca do tamanho de uma moeda de duas libras do Reino Unido, estima-se que a bíblia tenha sido impressa em 1911. De acordo com um relatório do Daily Mail, Rhian Isaac, bibliotecário sénior de colecções especiais da Biblioteca Central de Leeds, disse que ninguém tem a certeza de onde veio o livro, com 876 páginas: “é um pouco misterioso, na verdade“.

Um artigo do site Biblio.com aponta que cerca de 200 livros em miniatura sobreviveram desde o século XVI, incluindo “46 bíblias”. Em 1819, William Pickering (1796-1854) começou a produzir em massa livros miniatura, pelo que pouco depois as editoras concorrentes começaram a publicar também milhares de miniaturas. De acordo com o livro de Doris Varner Welsh de 1987 The History of Miniature Books, na última metade do século XIX, a imperatriz Eugenie, esposa de Napoleão III , possuía uma coleção de livros em miniatura que, segundo consta, continha “entre 1800 e 2000 volumes”.

A pequena Bíblia descoberta em Leeds foi um dos 3.000 curiosos artefactos redescobertos durante os confinamentos da covid-19, com a maior parte dos quais a terem sido doados, acredita-se. Desta forma, as origens da Bíblia em miniatura de Leeds permanecem envoltas em mistério.

Também entre as descobertas estava uma cópia de 1497 da Crónica de Nuremberga, aponta o Ancient Origins. Esta enciclopédia altamente ilustrada da história mundial não só inclui um guia de cidades antigas cristãs e seculares, como apresenta uma série de criaturas mitológicas de todo o mundo.

Os bibliotecários esperam agora que a minúscula Bíblia em Leeds, e todos os outros artigos encontrados com ela, sejam apreciados por todos os visitantes e não apenas por académicos e investigadores.

A biblioteca anunciou que após um contacto telefónico a manifestar interesse em visitar o espaço, os funcionários podem expôr os exemplares e mostrá-los a grupos. O bibliotecário Rhian Isaac lembra  também que os livros foram feitos “para leitura” e que encorajam as pessoas a entrar para os ver, em vez de os fecharem à chave.

Esta oferta ao público não se destina apenas a mostrar o livro e atrair novas receitas turísticas: os funcionários da biblioteca esperam ainda que alguém possa aparecer com informações sobre a origem da livra Bíblia miniatura.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.