Degelo é alerta “apocalíptico” para novo evento de extinção em massa na Terra

-

As razões daquele que é considerado o pior evento de extinção em massa da Terra, que ocorreu há 250 milhões de anos, não estão totalmente esclarecidas, mas um novo estudo reforça o papel do aquecimento global nesse acontecimento e alerta para os riscos de voltar a suceder o mesmo, na nossa era.

Há várias teorias sobre o que provocou o grande evento de extinção em massa que aniquilou cerca de 90% das espécies da Terra, há 250 milhões de anos, passando pela queda de um meteorito até mega-erupções vulcânicas.

Mas uma nova investigação levada a cabo por cientistas de Canadá, Itália, Alemanha e EUA apurou que afinal, foi tudo culpa do aquecimento global.

Este estudo publicado no jornal Palaeoworld salienta que, na altura, durante o chamado período Permiano, o aquecimento global generalizado do planeta levou as temperaturas médias a chegarem aos 29 graus centígrados, enquanto actualmente, rondam os 15 graus.

Esta pesquisa considera que erupções vulcânicas verificadas no fim do Permiano provocaram o aumento do dióxido de carbono no ar, o que levou ao aumento das temperaturas em 8 graus centígrados.

Isto provocou que grandes quantidades de metano que se encontravam no permafrost, ou pergelissolo, ou seja, o tipo de solo permanentemente gelado que se encontra no Ártico, e no leito do mar se fundissem, provocando o aumento das temperaturas até níveis “letais para a maioria da vida na terra e nos oceanos”, consideram os investigadores.

“Com base em medições de gases presos na calcite [mineral] biogénica e abiogénica, a libertação de metano (de 3%-14% do total C) do permafrost e do metano hidratado [o seu estado gelado] dos sedimentos marinhos é considerada a última fonte e causa da mudança dramática para a vida do aquecimento global” que se observou no fim do período Permiano, atesta-se no estudo.

“O aquecimento global despoletado pela libertação massiva de dióxido de carbono pode ser catastrófico, mas a libertação de metano hidratado pode ser apocalíptica“, consideram os mesmos cientistas.

Isto significa que se a emissão de dióxido de carbono cumpriu um papel importante no grande evento de extinção em massa, foi o degelo que deveras, foi protagonista para aquele desfecho, conclui esta pesquisa.

Os cientistas concluem, deste modo, que a história do fim do Permiano “abarca uma importante lição para a humanidade“, especialmente no capítulo das emissões de gases com efeitos de estufa, do aquecimento global e das alterações climáticas, assuntos que nos são tão caros na actualidade.

E se há cientistas que encaram esta investigação intitulada “Hidrato de Metano: a causa fatal da maior extinção em massa da Terra” como demasiado fatalista, há também quem reconheça que estamos perante uma “ameaça muito real e muito séria” e que “tem sido desvalorizada pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas”, como reconhece o professor Peter Wadhams, director do Grupo de Física do Oceano Polar da Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

Em declarações ao jornal The Independent, Wadhams considera que “se houver uma libertação grande de metano, que é agora possível devido à instabilidade dos hidratos de metano por baixo dos sedimentos continentais árcticos, isso poderá, facilmente, dar origem a um impulso muito grande” nos níveis de temperatura do planeta, com as inerentes consequências indesejadas em termos de aquecimento global.

Com “uma libertação de 50 giga-toneladas, cerca de 8% do metano hidratado”, verificar-se-ia uma subida imediata de “0,6° C de aquecimento global, o que é de facto um muito grande impulso”, alerta Wadhams.

Sérios avisos que não podem deixar a comunidade científica, nem os governos mundiais indiferentes, tanto mais quando o gelo nos pólos atingiu o valor mais baixo de sempre, desde que há registos.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Não é um quasar. Astrónomos descobrem galáxia com radiação UV intensa

Cientistas descobriram uma galáxia jovem que brilha em comprimentos de onda ultravioleta, de maneira tão brilhante quanto um quasar. Uma equipa de cientistas descobriu a galáxia BOSS-EUVLG1, com a ajuda do Gran Telescopio Canarias de La …

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …