Parte da crosta terrestre está desaparecida (e a resposta pode estar no fundo da terra)

Parte da crosta terrestre foi sendo perdida durante as eras geológicas. De acordo com especialistas, a parte da crosta que deveria datar de 250 milhões a 1,2 mil milhões de anos está desaparecida.

Os geólogos usam o Grand Canyon, um desfiladeiro íngreme esculpido pelo rio Colorado, no estado do Arizona, nos EUA, cujas camadas guardam a história de todas as eras geológicas da Terra.

Este período “perdido” é o que os investigadores chamam de Grande Inconformidade e deve ter ocorrido antes do período Cambriano, quando houve uma explosão da vida na Terra. Entender este lapso no tempo do planeta pode ajudar também a compreender o que aconteceu antes da vida existir em massa.

Tudo indica que agora um grupo de cientistas conseguiu entender este fenómeno. Uma equipa do Centro de Geocronologia de Berkeley acredita que a responsável seja a “Snowball Earth” – ou Terra Bola-de-neve. Os investigadores acreditam que, durante este período, a Terra ficou congelada e rodeada de uma crosta glacial, com capacidades corrosivas muito maiores que as atuais.

Os sedimentos, à medida em que a Terra foi derretendo, foram depositados num grande mar de lama e desceu para as camadas mais profundas das placas tectónicas, motivo pelo qual não estão entre as outras camadas. Isto é, alguns locais “enterraram” este período considerado a quinta era geológica da Terra.

“Eu acredito que temos extraordinárias evidências para acreditar nesta suposição também extraordinária”, acredita o líder do estudo, C. Brenhin Keller.

Os especialistas já comprovaram que o solo terrestre passa por uma maior corrosão em camadas de gelo. O peso da água congelada cria uma pressão maior nas bases molhadas criando o movimento de sedimentos.

Outra evidência está relacionada com o zircónio. Estes metais são usados para calcular a idade da Terra e outras características das rochas, já que se cristalizam e guardam consigo parte dos resíduos que havia há milhões de anos.

Assim, os geólogos perceberam que a sua teoria se encaixa perfeitamente na “reciclagem” de magma que houve no período. Também neste conjunto de zircónio é evidente que os sedimentos estiveram em baixas temperaturas.

Acredita-se que os resíduos da Grande Inconformidade estão enterrados entre 1,9 quilómetro e quase 5 quilómetros abaixo da Terra.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É interessante lembrar que a terra passou por um dilúvio universal e que com o escoamento da água, logo que parou de chover, os sendimentos foram levados para o interior da terra formando os lençóis existentes hoje e ocultando todo aquele período geológico.

RESPONDER

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …

Quase cinco meses depois, a Champions está de volta

A Liga dos Campeões é retomada esta sexta-feira, quase cinco meses depois da suspensão devido à pandemia de covid-19. Suspensa logo depois do jogo Leipzig-Tottenham, disputado a 11 de março, a prova milionária está de regresso …

Segunda vaga de covid-19 pode levar o desemprego aos 17,6%

Caso haja uma segunda vaga da pandemia de covid-19 em Portugal, a consultora EY estima que a taxa de desemprego possa atingir os 17,6% no final do ano. De acordo com a quarta edição do "Caderno …