Criar humanos “perfeitos” e “em série” era um dos objetivos de Jeffrey Epstein, acusado de tráfico sexual de menores

Rovena Rosa/ Agência Brasil

O multimilionário Jeffrey Epstein, acusado de tráfico sexual de menores, violação e abuso sexual de um número ainda não determinado de vítimas, queria criar uma espécie de nova raça humana disseminando o seu ADN através da procriação “em série” com mulheres que levaria para o seu terreno no Novo México.

Jeffrey Epstein falou a várias pessoas sobre o caso e quatro delas contaram ao New York Times que este mantinha conversas com cientistas sobre o seu sonho e sobre o fascínio com o “transhumanismo”: o aperfeiçoamento da espécie humana através da tecnologia, da engenharia genética e da inteligência artificial, revelou o Expresso na quarta-feira.

O interesse de Jeffrey Epstein em ciência no geral é conhecido. O diário norte-americano elencou vários episódios em que o ex-investidor organizou festas, incluindo em ilhas que detinha, especialmente para alguns dos seus cientistas preferidos, a quem prometia financiamento para programas de investigação em troca de conselhos que o pudessem ajudar a reproduzir-se múltiplas vezes e, assim, criar uma raça superior.

No início dos anos 2000, contou a alguns cientistas, e a amigos do ramo da banca de investimento, sobre a intenção de utilizar a sua mansão como base para a experiência de inseminar mulheres com o seu esperma, de acordo com dois cientistas e um consultor que o ouviram na altura.

De acordo com o Expresso, Jeffrey Epstein não fazia muito segredo do seu objetivo. O consultor disse ao New York Times que o multimilionário falava do plano a muitos homens de negócios. Um dos cientistas referiu que o mesmo partilhou estas ideias à mesa de um jantar na sua casa, em Nova Iorque.

Jaron Lanier, considerado o pai da realidade virtual, disse que, num desses jantares, Jeffrey Epstein disse a uma cientista (que se apresentou como sendo da NASA) que o plano era ter 20 mulheres em gestação de cada vez. Essas festas serviam para procurar mulheres bonitas e com carreiras, e convencê-las a terem filhos seus.

Os críticos do “transhumanismo” consideram esta ala da ciência uma espécie de eugenia dos tempos modernos, um campo onde, através da modificação genética, pode criar-se seres sem doenças, com altos níveis de inteligência ou sem imperfeições físicas.

Em 2011, uma associação de solidariedade social criada por Jeffrey Epstein doou 20 mil dólares à Worldwide Transhumanist Association, hoje Humanity Plus. Na Internet, o grupo diz querer “influenciar profundamente uma nova geração de pensadores que não tenha medo de levar a Humanidade ao próximo nível”.

Mais 100 mil dólares foram doados para pagar pelo salário de Ben Goertzel, vice-presidente da Humanity Plus. Agora, este diz não querer falar de Jeffrey Epstein de todo. “As coisas que leio são profundamente perturbadoras e vão muito além das manias que eu achava que ele tinha”, comentou por e-mail, ao New York Times.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …

O Dr. House português diz que 90% dos médicos só fazem "fantochadas"

É conhecido como o Dr. House português, numa referência à série televisiva norte-americana, pela forma como faz diagnósticos certeiros. E Vítor Brotas que trabalha no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, admite que é "um médico …

Homem morre após ataque de vespas asiáticas. É a segunda morte por picadas de insecto em 2 dias

Um homem de 79 anos de idade morreu nesta sexta-feira em Oliveira do Bairro, Aveiro, após ter sido atacado por vespas asiáticas. Dois dias antes, outro homem de 50 anos faleceu na região da Beira …

Polícia antimotim dispersa manifestantes em Hong Kong com gás lacrimogéneo

A polícia antimotim de Hong Kong carregou hoje com gás lacrimogéneo sobre manifestantes que tinham erigido uma barricada no bairro de Kwun Tong, no Este da antiga colónia britânica. Embora os protestos tenham decorrido de forma …

Eleições. CDU vai manter campanha clássica, mas dispensa o "lombo assado"

O chefe do maior partido da Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta comunistas e ecologistas, assumiu enfado com carne assada nas jornadas e ações de esclarecimento pelo país, mas garante uma campanha eleitoral nos cânones …

Bloco quer mais funcionários públicos e quotas por raça nas universidades

O BE afirma, no programa eleitoral disponibilizado hoje na íntegra, que "é o partido que quer e pode impedir uma maioria absoluta", um resultado nas eleições legislativas que faria Portugal "voltar ao passado da arrogância …

Balas com defeito que encravam armas. PSP confirma, mas diz que não é um problema

A Polícia de Segurança Pública (PSP) confirma que estão a ser utilizadas algumas balas com defeito que até encravam as armas, nos treinos dos candidatos a agentes na Escola Prática de Polícia. Mas garante que …