Covid-19. Brasil com mais mortes numa semana do que 63 países juntos durante toda a pandemia

António Lacerda / EPA

A BBC escreve que o Brasil, que tem cerca de 212 milhões de habitantes, registou mais mortes por covid-19 numa semana do que 63 outros países juntos durante toda a pandemia, tendo este grupo um total de 634 milhões de residentes.

Foi a semana passada, entre 14 e 20 de dezembro, que o Brasil atingiu um novo máximo no que respeita a mortes relacionadas com o SARS-COV-2: 5.233 óbitos.

De acordo com a emissora britânica, este total de óbitos registado pelo Brasil é superior à soma de mortes registadas desde janeiro em 63 países cujos dados foram combinados, entre os quais a Tailândia, Islândia, Vietname, Uruguai, Taiwan, CubaBotsuana, Gabão, Nova Zelândia, Singapura e Estónia.

O mais populoso entre estes países, o Vietname, tem 97 milhões de habitante e 35 mortes por covid-19 em 2020, enquanto o Brasil, com 212 milhões de habitantes, regista 189 mil óbitos decorrentes da doença no mesmo período de tempo.

As 5.233 mortes registadas no Brasil entre 14 e 20 de dezembro representam quase o dobro de óbitos registado pelo Japão, que tem 126 milhões de habitantes, durante toda a pandemia de covid-19 (2.877).

A BBC dá ainda conta que é também possível comparar o número de dados registados entre vários países, dando conta, contudo, que estes dados podem conter distorções, uma vez que nem todos os países estão a levar a cabo testes em massa.

O Brasil, por exemplo, carece da falta de testes de diagnóstico.

Numa semana, a nação brasileira registou 333 mil casos, um recorde desde o início da pandemia que é superior à soma de casos notificados em 76 países.

Pandemia já matou 1.718.209 pessoas no mundo

A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 1.718.209 no mundo desde que a OMS relatou o início da doença em dezembro de 2019, na China, segundo o levantamento realizado esta quarta-feira pela agência de notícias AFP às 11:00.

Mais de 77.992.300 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da epidemia, dos quais pelo menos 49.481.100 pessoas já foram consideradas curadas. Esse número de casos diagnosticados, no entanto, reflete apenas uma fração do número real de infeções. Alguns países testam apenas os casos graves, outros priorizam o teste para rastreamento e muitos países pobres têm capacidade limitada de teste.

Na terça-feira, 14.037 novas mortes e 686.758 novos casos foram identificados em todo o mundo. Os países que registaram mais mortes novas nos levantamentos mais recentes são os Estados Unidos com 3.030 novas mortes, Brasil (968) e Alemanha (962).

Os Estados Unidos são o país mais afetado em termos de mortes e casos, com 322.849 mortes para 18.237.190 casos, segundo o levantamento realizado pela Universidade Johns Hopkins. Pelo menos 6.298.082 pessoas foram declaradas curadas no país.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 188.259 mortes e 7.318.821 casos, a Índia com 146.444 óbitos (10.099.066 casos), o México com 119.495 mortes (1.338.426 casos) e a Itália com 69.842 óbitos (1.977.370 casos).

ZAP // Lusa / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …