António Costa afirma que PS parte para eleições com “o desassossego da vontade”

João Relvas / Lusa

O secretário-geral socialista afirmou hoje que o PS parte para as eleições legislativas não apenas para prestar contas, mas com o desassossego da vontade de fazer mais e melhor, tendo programa e equipa para o executar.

António Costa assumiu esta posição na sessão de apresentação dos cabeças de lista do PS às próximas eleições, que decorreu no Palácio Galveias, em Lisboa, após breves intervenções do professor universitário e deputado Alexandre Quintanilha, “número um” pelo círculo do Porto, e da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que vai encabeçar a lista pela Guarda.

Num breve discurso, o líder socialista defendeu que o seu Governo cumpriu todos os compromissos a que se propôs nesta legislatura, mas não parte para as eleições legislativas “só para prestar contas do que foi feito”.

“Estamos aqui para fazer mais e para podermos fazer melhor. Ao fim destes quatro anos, acompanha-nos também o desassossego da vontade de fazer mais, de responder a novos desafios, que são desafios urgentes, como o desafio das alterações climáticas, o demográfico, das desigualdades e de adaptação às novas tecnologias da sociedade digital”, enumerou.

Para Costa, o PS pretende dar resposta aos objetivos de “dar força” à democracia portuguesa, “com contas certas, valorizando as funções de soberania e investindo cada vez mais na qualidade dos serviços públicos”.

“É com esta vontade e ambição que nós nos apresentamos de consciência e com a vontade desassossegada de fazermos ainda mais e melhor na próxima legislatura. Temos um programa e uma equipa para o executar. Podemos dizer que estamos prontos“, defendeu.

Na sua intervenção, António Costa deixou uma referência aos deputados que não se recandidatam na próxima legislatura, começando por destacar o líder parlamentar socialista, Carlos César.

“Carlos César optou por encerrar a sua atividade político-institucional, não figurando nas listas candidatas à Assembleia da República”, referiu, antes de mencionar o caso de Miranda Calha, que é deputado desde a Assembleia Constituinte de 1975.

Segundo o secretário-geral socialista, as listas de candidatos do PS são um misto de renovação, na ordem dos 56%, e de continuidade.

“No conjunto dos 22 cabeças de lista, 41% não o foram há quatro anos“, apontou António Costa, antes de salientar que o PS respeita a lei da paridade ao apresentar listas em que “um dos géneros tem um peso de 46%”.

No plano político, António Costa destacou a escolha do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, como cabeça de lista do PS pelo círculo fora da Europa, dizendo que se trata de “uma manifestação de confiança” do seu partido num círculo tradicionalmente “menos favorável” aos socialistas.

Na primeira intervenção da sessão, o cabeça de lista do PS pelo Porto, Alexandre Quintanilha, defendeu que o país “precisa de políticas baseadas no conhecimento“.

“Daí o papel fundamental da educação, da ciência e da inovação. São os motores da mudança”, realçou o investigador e professor universitário.

A seguir, numa intervenção com dois minutos, a cabeça de lista socialista pela Guarda, Ana Mendes Godinho, caracterizou esta legislatura como sendo de “quatro anos de mobilização pelos territórios e pelas pessoas”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Só pela profissão, professores "não são grupo de risco"

Graça Freitas reconheceu a importância dos professores "para o funcionamento do país", mas rejeitou considerá-los um grupo de risco esta sexta-feira. Os professores não são considerados um grupo de risco que deva ser integrado entre as …

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …

Portugueses começam a votar nas Presidenciais este domingo. Há 246 mil inscritos

Os portugueses começam a votar já neste domingo, uma semana antes das eleições Presidenciais de 24 de janeiro, no chamado voto antecipado em mobilidade para que se inscreveram mais de 246 mil eleitores. As europeias e …

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …