Âmbar preserva cores de insetos com 99 milhões de anos

(dr) NIGPAS

A natureza é repleta de tons, mas as cores raramente são preservadas no registo fóssil. A maioria das reconstruções tem por base a imaginação dos artistas.

Uma equipa de cientistas do Instituto de Geologia e Paleontologia de Nanjing da Academia Chinesa de Ciências (NIGPAS) desvendou os segredos da verdadeira coloração de insetos com 99 milhões de anos. O artigo científico foi recentemente publicado na Proceedings of the Royal Society B.

As cores oferecem muitas pistas sobre o comportamento e a ecologia dos animais: além de os manter protegidos de predadores, também os ajuda a manter a aparência e a temperatura certa. Compreender a coloração de animais extintos pode ajudar os cientistas a descobrir mais informações sobre os ecossistemas no passado geológico profundo.

Este novo estudo oferece uma nova perspetiva sobre as vidas frequentemente negligenciadas de insetos que coexistiam com os dinossauros nas florestas tropicais do período Cretáceo. Os cientistas analisaram 35 peças de âmbar com insetos preservados de uma mina no norte do Myanmar.

“O âmbar é de meados do Cretáceo, com aproximadamente 99 milhões de anos, e remonta à idade de ouro dos dinossauros. É essencialmente resina produzida por árvores coníferas antigas que cresceram num ambiente de floresta tropical. Os animais e plantas presos nesta resina espessa foram preservados”, explicou Chenyang Cai, professor do NIGPAS e líder da investigação.

O raro conjunto de fósseis inclui vespas-cuco com cores metálicas: uma vespa verde-azulada, outra verde-amarelada, uma terceira com um tom azul-arroxeado e a última com a cor verde na cabeça, no tórax, no abdómen e nas pernas. Em termos de cor, são quase as mesmas das vespas que existem atualmente na natureza.

Segundo o SciTechDaily, a equipa também descobriu espécimes de besouros azuis e roxos e uma mosca verde-escura-metálica. “Vimos milhares de fósseis presos no âmbar, mas a preservação da cor destes espécimes é extraordinária”, disse Diying Huang, co-autor do estudo.

(dr) NIGPAS

O tipo de cor preservado nos fósseis é chamado de cor estrutural. “É causado pela estrutura microscópica da superfície do animal. A nanoestrutura superficial dispersa a luz de comprimentos de onda específicos e produz cores muito intensas. Este mecanismo é responsável por muitas das cores que conhecemos”, explicou Yanhong Pan, especialista em reconstrução de paleocorais.

Os cientistas usaram lâminas de diamante para cortar os exoesqueletos de duas das vespas coloridas e uma amostra de cutícula opaca normal para perceberem se estas eram as verdadeiras cores dos insetos há milhões de anos.

Através da microscopia eletrónica, os cientistas conseguiram mostrar que os fósseis coloridos têm uma nanoestrutura exoesquelética bem preservada que dispersa a luz. A nanoestrutura inalterada dos insetos coloridos sugeria que as cores preservadas em âmbar podem ser as mesmas que as exibidas no Cretáceo.

No entanto, em fósseis que não preservam a cor, as estruturas cuticulares estão seriamente danificadas, explicando a sua aparência castanha ou preta.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …

Quase cinco meses depois, a Champions está de volta

A Liga dos Campeões é retomada esta sexta-feira, quase cinco meses depois da suspensão devido à pandemia de covid-19. Suspensa logo depois do jogo Leipzig-Tottenham, disputado a 11 de março, a prova milionária está de regresso …