Coreia do Norte lança “projétil não identificado”

(h) KCNA / YONHAP

A Coreia do Norte lançou um “projétil não identificado” no mar ao largo da sua costa oriental, disseram esta madrugada os militares sul-coreanos. Tanto o Japão como os Estados Unidos já condenaram o lançamento.

A Coreia do Norte lançou um “projétil não identificado” pelas 06h40 (21h40 de segunda-feira em Lisboa), anunciou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul (JCS), que não adiantou mais nenhum detalhe.

O míssil de curto alcance terá sido disparado da província interior de Chagang.

O embaixador norte-coreano nas Nações Unidas, Kim Song, disse que o país tem o “direito legítimo” para testar armas e “fortalecer [as suas] capacidades de defesa”.

Entretanto, o Departamento de Estado norte-americano condenou o lançamento de mísseis da Coreia do Norte, apelando a Pyongyang para que encetasse diálogo.

“Os Estados Unidos condenam o lançamento do míssil”, lê-se numa declaração.

“O lançamento é uma violação de múltiplas resoluções do Conselho de Segurança da ONU e representa uma ameaça para os vizinhos da Coreia do Norte e para a comunidade internacional”, afirmou, apelando a Pyongyang a “dialogar”.

“Ninguém pode negar o nosso direito à autodefesa”, insistiu o Kim Song, pedindo aos Estados Unidos que cessem a “política hostil” contra a Coreia do Norte.

Também o Japão está a intensificar a vigilância sobre a Coreia do Norte, disse esta terça-feira o primeiro-ministro nipónico, horas após o lançamento de um míssil para o mar do Japão.

De acordo com Tóquio, poderia ter sido um míssil balístico, o que violaria as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) impostas ao regime de Pyongyang, proibido de realizar tais testes e que tem sido repetidamente sancionado pelos seus programas de mísseis e nucleares.

O lançamento desta terça-feira ocorre pouco depois de o regime testar dois mísseis balísticos de curto alcance a 15 de setembro e um míssil de cruzeiro dias antes, numa recente série de testes.

“Estamos a intensificar a nossa vigilância e a analisar a situação”, disse o primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga.

Pouco depois do teste de armas desta terça-feira, o embaixador da Coreia do Norte nas Nações Unidas, Kim Song, num discurso perante a Assembleia Geral da ONU defendeu o direito de Pyongyang a desenvolver e testar armamento avançado para salvaguardar a sua segurança face à constante “ameaça” colocada pela Coreia do Sul e pelos Estados Unidos.

“A possível eclosão de uma nova guerra na península coreana foi travada não por causa dos EUA. É porque o nosso Estado está a desenvolver forças dissuasoras fiáveis que podem controlar as forças hostis nas suas tentativas de invasão militar”, argumentou o diplomata norte-coreano.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Liga anuncia empresa para centralização dos direitos televisivos

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, anunciou nesta quinta-feira a constituição de uma empresa para a centralização dos direitos audiovisuais dos campeonatos profissionais. Pedro Proença, que falava durante as cerimónias de …

"Fugir é um ato de cobardia". Paulo Guichard já deixou a prisão

O Supremo Tribunal de Justiça mandou hoje libertar do ex-administrador do BPP Paulo Guichard, no âmbito do pedido de habeas corpus da sua defesa, após ter sido preso a semana passada no aeroporto quando chegava …

Adeus esferovite, olá cogumelos. No futuro, as casas podem ser isoladas com painéis destes fungos

Uma startup britânica quer combater o desperdício na indústria da construção civil ao criar painéis de isolamento a partir de cogumelos. Cada vez que um edifício é construído ou demolido, o lixo e entulho gerados acabam …

"Abel, o que fizeste é uma coisa muito perigosa"

Aviso de uma jornalista, após palavras do treinador português sobre jornalistas no Brasil. Palmeiras está na pior série dos últimos anos. Dia 18 de Setembro: o Palmeiras foi ao terreno da Chapecoense ganhar por 2-0, na …

Príncipe William diz que as "grandes mentes" se devem concentrar em salvar a Terra (e não nas viagens espaciais)

O Príncipe William disse esta quinta-feira que os bilionários envolvidos na corrida do turismo espacial deveriam concentrar-se na resolução dos problemas ambientais que o nosso planeta enfrenta. O Príncipe William criticou Jeff Bezos, a pessoa mais …

Retalhistas alertam para "cocktail explosivo" que pode esvaziar prateleiras no Natal

Atrasos no fabrico e distribuição dos produtos ainda não recuperaram das paragens forçadas pela pandemia. A possibilidade de no Natal algumas prateleiras das grandes superfícies estarem vazias por falta de stocks é um cenário para o …

Rio falha discussão interna sobre Orçamento para 2022. Deputados do PSD criticam a ausência

Deputados do PSD reuniram hoje para debater o Orçamento do Estado para 2022, mas sem a presença de Rui Rio. A ausência foi criticada por alguns elementos sociais-democratas. Ao mesmo tempo em que António Costa esteve …

Foi vacinado com AstraZeneca ou Johnson? Dose de reforço vai ser da Pfizer

A vacinação de reforço já está em curso desde dia 11 de outubro, segunda-feira, junto dos residentes e utentes de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas, como lares, e das pessoas com mais de 65 anos …

Governo proíbe menores de 16 anos de assistirem a tourada

Os menores de 16 anos vão deixar de poder assistir a touradas, decidiu o Governo, nesta quinta-feira. A decisão de aumentar a idade mínima para 16 tem origem num "relatório do Comité dos Direitos da …

Mais 777 novos casos de covid-19 e seis mortes nas últimas 24 horas

Portugal registou na quarta-feira seis mortes devido à covid-19 e 777 novas infeções, de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado nesta quinta-feira. Segundo o boletim epidemiológico, há em Portugal 321 pessoas internadas, …