Conservadores unem-se para derrubar Theresa May

Stephanie Lecocq / Lusa

Theresa May, primeira-ministra britânica

Segundo o The Sunday Times, 40 deputados do Partido Conservador, menos oito do que os necessários, concordaram em assinar uma moção de censura contra a primeira-ministra, Theresa May.

São necessárias 48 assinaturas para que o documento consiga obrigar à realização de novas eleições internas para a liderança do Partido Conservador britânico.

Desde que o seu partido perdeu a maioria absoluta no Parlamento nas eleições gerais realizadas em junho, a primeira ministra britânica Theresa May tem estado sob pressão. Além disso, o governo de May tem sido alvo de insatisfação, devido à forma como estão a decorrer as negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

Os críticos afirmam que, após seis rodadas de conversas de negociação com Bruxelas, foram mínimos os avanços para definir questões essenciais acerca do Brexit.

Na sexta-feira, a UE fez um ultimato de duas semanas ao Reino Unido para esclarecer alguns pontos importantes em relação à sua saída do bloco. Só depois desse esclarecimento, os países-membros poderão dar aval para a segunda etapa de negociações do Brexit, prevista para dezembro, onde serão abordadas as relações comerciais.

Segundo uma reportagem publicada este domingo pelo The Sunday Times, se os britânicos não convencerem Bruxelas, as negociações podem ser congeladas e retomadas apenas em março de 2018.

O negociador europeu do Brexit, Michel Barnier, pediu progressos em relação ao futuro dos direitos dos cidadãos europeus e da fronteira com a Irlanda do Norte, além do acerto financeiro do Brexit – a chamada “conta do divórcio” que deverá ser paga à UE. Estes pontos são as principais exigências de Bruxelas no processo.

Entretanto, uma reportagem publicada pelo Mail on Sunday este domingo revelou uma carta na qual os ministros britânicos do Exterior, Boris Johnson, e do Meio Ambiente, Michael Gove, pressionam May a seguir o chamado “Hard Brexit“, cenário em que nenhum acordo seria feito com Bruxelas até março de 2019, data da saída da UE.

No texto, os ministros à primeira-ministra que “esclareça as mentes” dos ministros do seu gabinete que são a favor de um divórcio mais suave.

O Reino Unido é o primeiro país a iniciar os procedimentos para abandonar a União Europeia, 44 anos depois da sua entrada. O divórcio deve ocorrer a 29 de março de 2019, dois anos após o processo de saída ter sido iniciado, com a ativação do Artigo 50 do Tratado de Lisboa.

ZAP // DW

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Bloco vai reapresentar proposta de criação de juízos especializados em violência doméstica

O Bloco de Esquerda propõe juízos especializados para julgar violência doméstica, anunciou este domingo a coordenadora do partido, Catarina Martins. Este domingo, ao anunciar que o Bloco de Esquerda propõe juízos especializados para julgar violência doméstica, …

ISCEM vai fechar em setembro. Alunos só foram avisados agora

O ISCEM – Instituto Superior de Comunicação Empresarial vai fechar antes do arranque do próximo ano letivo. A escola terá enviado cartas aos alunos, informando-os do encerramento. Depois de não ter sido acreditado institucionalmente pela Agência …

Zidane aponta à saída de Bale. "Se puder ir embora amanhã, melhor"

O futebolista galês Gareth Bale pode deixar o Real Madrid nos próximos dias, disse no sábado o treinador da equipa espanhola, Zinedine Zidane, que o deixou de fora na derrota por 3-1 com o Bayern …

Abel Xavier deixa seleção moçambicana de futebol

Abel Xavier deixa o cargo de selecionador moçambicano após falhar a qualificação para as últimas duas edições da Taça das Nações Africanas. O treinador Abel Xavier vai deixar o comando da seleção moçambicana de futebol, ao …

Quase 800 portugueses vão participar no maior encontro de escuteiros do mundo

Quase 800 jovens portugueses vão participar no 'World Scout Jamboree', o maior encontro de escuteiros do mundo, que vai acontecer nos Estados Unidos, entre 22 de julho e 2 de agosto, informou a Federação Escutista …

Rui Rio acusa PS de copiar propostas e ideias do PSD

Rui Rio acusa os socialistas de copiar as suas propostas na área fiscal e no apoio à natalidade. "Se não estão a copiar, então porque é que não o fizeram nestes quatro anos?", questionou. O presidente …

Nove em cada 10 idosos em tratamento médico sofrem de solidão

Cerca de 91% dos idosos seguidos nos cuidados de saúde primários revelam sentir algum grau de solidão, sendo que um terço reporta mesmo níveis graves, o que interfere com os cuidados, revela uma nova investigação. A …

Juros baixos vão permitir ao Estado poupar mil milhões de euros

A redução nas taxas de juro da dívida pública vai permitir ao Estado poupar, de 2016 até final de 2019, cerca de mil milhões de euros. Só em 2019, o país deverá poupar em juros …

Praia de Fukushima reabre ao público oito anos depois do acidente nuclear

Este fim de semana, e pela primeira vez depois da catástrofe nuclear de Fukushima-1, os japoneses puderam voltar a nadar numa das praias da cidade afetada pelo terramoto e tsunami de 2011. De acordo com o …

"Greve do dia 12 vai ter repercussões muito mais graves do que as do mês de abril"

O sindicato avisa que, além dos combustíveis, a próxima greve vai afetar também o abastecimento às grandes superfícies, à indústria e serviços. O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) ameaça consequências mais graves para …