Confrontos violentos e atropelamento em Reguengos de Monsaraz (com a GNR a ver sem fazer nada)

23

Um homem foi atropelado na sequência de confrontos violentos junto à esplanada de um café, na sexta-feira à noite, em Reguengos de Monsaraz, Évora. As imagens divulgadas nas redes sociais mostram dois militares da GNR a assistirem a tudo sem fazerem nada.

Dois grupos de pessoas envolveram-se em confrontos junto a um café em Reguengos de Monsaraz, com trocas de agressões e cadeiras e mesas arremessadas pelo ar.

Um dos jovens presentes acabou mesmo por ser atropelado, mas só terá sofrido ferimentos ligeiros, como apurou a Lusa.

No momento das agressões, havia dois militares da GNR no local, como mostram as imagens divulgadas. Mas nada fizeram para imporem a ordem.

“A passividade por parte dos que têm como missão “garantir a segurança interna” é chocante“, lamenta o utilizador do Twitter João Mateus, salientando que o que aconteceu em Reguengos é “muito triste”.

Fonte da GNR confirmou à Lusa que não houve detidos, nem pessoas identificadas na sequência dos desacatos que ocorreram por volta das 22:30 horas de sexta-feira.

A Polícia Judiciária (PJ) foi chamada ao local e vai investigar o caso, segundo apurou a Lusa junto da GNR. A SIC Notícias reforço que o caso de atropelamento configura “um crime na forma tentada”, o que justifica a intervenção da PJ.

Segundo a GNR, a viatura envolvida no atropelamento, conduzida por um homem, foi encontrada posteriormente, sem o condutor. O veículo e um outro, de pessoas alegadamente envolvidas na ocorrência, foram apreendidos.

  ZAP // Lusa

23 Comments

  1. Ahhh grande herói, só sai do carro quando chegam os amigos …… Está visto, é só mais um monte de lixo gerado por esta sociedade podre, um covarde da pior espécie…… Não saiu do carro até sentir as costas quentes, depois até a t-shirt tira, grande heroi. …..no lugar dele cobriria a cara de merda, tal a vergonha que é este vídeo….. Mas tenho a certeza que a inteligência do neandertal não chegará para tanto. Um tirinho nas rótulas resolveria este e muitíssimo outros problemas no futuro

    • Estás a falar dos inúteis dos bófias, não?.. Não sejas assim… Os chuis não têm mãos a medir com tanta multa pra passar à malta sem máscara e a sair de casa sem autorização.

      • Inúteis ??!!Um policia que caso desse uns tiros para o ar para dispersar o pessoal teria de de se submeter a um inquérito interminável e possível suspensão, um Policia que se bater em alguém é logo considerado agressão, um policia que caso neutralizasse um agressor com técnicas diferentes do que beijos e abraços é logo considerado abuso de autoridade, um policia que caso se envolvesse no que me parece ser uma rixa de determinada etnia da qual não se pode falar, seria logo considerado racista, A passividade deles parece-me a forma sensata de atuar. É muito lindo defender causas de outros países, enxovalhar a nossa policia ou enaltecer ladrões apenas por serem pretos e porque é “in” defender as minorias. É bom que se habituem a passividade policial que é mais do que o resultado de uma sociedade débil que defende causas sem nexo.

        • Claro, só querem receber o ordenado e chular brutalmente a sociedade com um subsidio de rsico que é muito mais do que muitas pensões de velhice!
          Inacreditável!

      • Se eles tivessem tomado atitudes decentes, ele não tinha atropelado ninguém e tu agora estarias aqui a contestar a atitude da polícia com acusações de brutalidade.

        Desculpa que te diga, por muito que custe ouvir, temos a polícia e a sociedade que quisemos.
        Ao tirar força a polícia, tiramos-lhes a autoridade e respeito.
        Este é o resultado ;-/

    • Luís Miguel Sá e Sousa perfeito! São um lixo de gente que vive à conta de quem trabalha. Não valem nada!

  2. Pois, há muito que a principal função da PSP e a GNR parece ser fiscalizar e multar, por tudo e por nada. Nessas situações, os agentes de autoridade raramente são passivos, sendo até muitas vezes exageradamente diligentes e zelosos.
    A autoridade transformou-se em pouco mais do que isto: um braço armado do governo para sacar mais uns trocos ao povo, dinheiro esse que servirá depois para distribuir pelos do costume…

  3. !Um policia que caso desse uns tiros para o ar para dispersar o pessoal teria de de se submeter a um inquérito interminável e possível suspensão, um Policia que se bater em alguém é logo considerado agressão, um policia que caso neutralizasse um agressor com técnicas diferentes do que beijos e abraços é logo considerado abuso de autoridade, um policia que caso se envolvesse no que me parece ser uma rixa de determinada etnia da qual não se pode falar, seria logo considerado racista, A passividade deles parece-me a forma sensata de atuar. É muito lindo defender causas de outros países, enxovalhar a nossa policia ou enaltecer ladrões apenas por serem pretos e porque é “in” defender as minorias. É bom que se habituem a passividade policial que é mais do que o resultado de uma sociedade débil que defende causas sem nexo.

  4. Nem podiam intervir . O ministro ainda vinha a caminho , para dar a ordem , de atuação .
    Mas como tem medo de ser investigado , caso venha em excesso de velocidade , acabou a GNR ,
    por ver e calar . Era já muito tarde , e não havia luz para escrever , ou antes luz havia , os candeeiros
    estavam acesos , o que não havia era lápis ou caneta !!!
    Ia dar cá , uma travalhera …
    Cuidem-se , agora , vejo da minha casa , decorre uma festa na rua , no jardim , uma festa com mais de 20 , …..todos sem mascara e agarrados uns e umas , aos outros , e se açguem , chamar as autoridades , a cerca de 500 metros , não vão aparecer , não tem ou agentes ou viaturas , para intervir ….

  5. Olhas as Marias ofendidas…se não querem pretos aqui façam o referendo para mandar todos embora e tambem os países africanos que andam la os portugas a viverem princepescamente, bazem pronto se é os pretos quer vão acabar com o vossos países mesmo sem ter can tropas e policia como voces estão lá em Africa em peso que façam o referendo do ida e volta simples

  6. Mais um caso com ciganos num país onde os governantes nos impõem cada vez mais quer a nós, quer às autoridades uma submissão a grupos ou etnias desordeiras e racistas, é por isso que cada vez irá haver mais portugueses a gritar, CHEGA!

  7. Ahah. Ganda faroeste. Se a gnr fizesse alguma coisa era xenófobo, racista, supremacista, fascista, opressora… assim tá bom. Temos o que merecemos

  8. A atitude dos agentes é o reflexo do desgoverno total do MAI. Mas algum agente está para se colocar em risco com um ministro que apenas os pune, em nada os defende e cujos exemplos são criminosos?

  9. Por causa de uma falta de disciplina e educação, gerou-se aqui uma discussão virada para o racismo mutuo, o restaurante estava a servir o jantar, o que estava dentro da lei, os que fizeram os distúrbios queriam comprar bebidas alcoólicas mesmo sabendo que era proibido, na minha opinião foram lá mesmo para fazer a desordem, claro que as autoridades podiam fazer alguma coisa, até porque havia alguém a filmar, se os agentes estivessem do lado dos agredidos podiam sempre atuar em defesa própria, mas não o fizeram, e é isso que tem que ser averiguado, será que não tem bons treinadores? se querem eu vou-os treinar, até porque eu sou neutral.

  10. Claramente o indivíduo em causa cometeu um infração ao arrancar sem sinalizar o início da marcha com um pisca.

  11. Estão mais interessados em quem transporta as vacinas, se a GNR se a PSP…Ah, e no subsídio de risco (que risco se corre ao passar multas a quem não tem máscara?). Se têm medo da minoria étnica que provocou aquilo, que vão trabalhar num emprego em que se trabalha…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.