Reino Unido, França, Alemanha e EUA condenam uso do agente neurotóxico

Tribunal Militar de Moscovo / TASS

Sergei Skripal, antigo espião russo recrutado pelos serviços secretos britânicos.

Reino Unido, França, Alemanha e EUA condenam, em conjunto, a utilização do agente neurotóxico contra Sergei Skypal e a filha e falam em “violação do direito internacional”.

Esta quinta-feira, os líderes do Reino Unido, França, Alemanha e EUA repudiaram, em conjunto, a utilização do agente neurotóxico Novichok contra Sergei Skypal e a filha como uma “violação do direito internacional” e uma “ameaça à segurança de todos”.

“Este uso de um agente neurotóxico de grau militar, de um tipo desenvolvido pela Rússia, constitui o primeiro uso ofensivo de um agente neurotóxico na Europa desde a Segunda Guerra Mundial”, consta num comunicado, divulgado esta quinta-feira.

“É um assalto à soberania do Reino Unido e qualquer utilização desse tipo por um Estado é uma clara violação da Convenção sobre Armas Químicas e uma violação do direito internacional. É uma ameaça à segurança de todos nós“, referem ainda.

Em causa está o ataque contra Sergei e Yulia Skypal a 4 de março de 2018 em Salisbury, no Reino Unido, na sequência do qual um agente de policia britânico também foi exposto à substância, permanecendo os três hospitalizados.

O Reino Unido informou os aliados de que era “altamente provável que a Rússia fosse responsável pelo ataque” e estes manifestaram a sua solidariedade.

Concordamos com a avaliação do Reino Unido de que não há nenhuma explicação alternativa plausível, e observamos que a falha da Rússia em responder ao pedido legítimo do governo britânico também contribui para a sua responsabilidade”, afirmam, reiterando o pedido a Moscovo para providenciar informação relacionada com este caso.

“A Rússia deve, em particular, fazer uma publicação total e completa do programa Novichok à Organização para a Proibição de Armas Químicas”, sublinham, apelando ainda a Moscovo para que assuma as suas responsabilidades enquanto membro do Conselho de Segurança da ONU “para defender a paz e a segurança internacionais”.

A Rússia nega qualquer a responsabilidade no ataque, que já mereceu a condenação de vários governos, incluindo o de Portugal, e de dirigentes como os presidentes norte-americano, Donald Trump, e francês, Emmanuel Macron, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

Rússia pondera expulsar diplomatas britânicos

Depois de Theresa May ter anunciado a expulsão de 23 diplomatas russos, também a Rússia tenciona expulsar diplomatas britânicos.

A resposta da Rússia não irá tardar, e, enquanto não há uma decisão definitiva, o porta-voz do governo russo, Sergei Lavrov, afirma que a expulsão de diplomatas deve “definitivamente” acontecer e que está para breve.

Este comunicado do ministro dos Negócios Estrangeiros russo, avança a TSF, surge na sequência da luta política entre os dois países que se despoletou no último mês, devido ao envenenamento do antigo espião russo e da filha.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O planeta extrassolar mais próximo da Terra pode ter companhia

Uma equipa internacional de astrofísicos encontrou evidências da existência de um segundo planeta a orbitar Próxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol. Na prática, o mundo extrassolar mais próximo de nós pode ter companhia. …

Uma estrela ajudou a perceber quando é que a Via Láctea devorou outra galáxia

Recentemente, astrónomos descobriram que uma colisão com uma galáxia satélite encheu a Via Láctea de estrelas. Agora, graças a uma única estrela, já é possível perceber quando é que isso aconteceu. A galáxia satélite Gaia-Enceladus foi, …

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …