Reino Unido, França, Alemanha e EUA condenam uso do agente neurotóxico

Tribunal Militar de Moscovo / TASS

Sergei Skripal, antigo espião russo recrutado pelos serviços secretos britânicos.

Reino Unido, França, Alemanha e EUA condenam, em conjunto, a utilização do agente neurotóxico contra Sergei Skypal e a filha e falam em “violação do direito internacional”.

Esta quinta-feira, os líderes do Reino Unido, França, Alemanha e EUA repudiaram, em conjunto, a utilização do agente neurotóxico Novichok contra Sergei Skypal e a filha como uma “violação do direito internacional” e uma “ameaça à segurança de todos”.

“Este uso de um agente neurotóxico de grau militar, de um tipo desenvolvido pela Rússia, constitui o primeiro uso ofensivo de um agente neurotóxico na Europa desde a Segunda Guerra Mundial”, consta num comunicado, divulgado esta quinta-feira.

“É um assalto à soberania do Reino Unido e qualquer utilização desse tipo por um Estado é uma clara violação da Convenção sobre Armas Químicas e uma violação do direito internacional. É uma ameaça à segurança de todos nós“, referem ainda.

Em causa está o ataque contra Sergei e Yulia Skypal a 4 de março de 2018 em Salisbury, no Reino Unido, na sequência do qual um agente de policia britânico também foi exposto à substância, permanecendo os três hospitalizados.

O Reino Unido informou os aliados de que era “altamente provável que a Rússia fosse responsável pelo ataque” e estes manifestaram a sua solidariedade.

Concordamos com a avaliação do Reino Unido de que não há nenhuma explicação alternativa plausível, e observamos que a falha da Rússia em responder ao pedido legítimo do governo britânico também contribui para a sua responsabilidade”, afirmam, reiterando o pedido a Moscovo para providenciar informação relacionada com este caso.

“A Rússia deve, em particular, fazer uma publicação total e completa do programa Novichok à Organização para a Proibição de Armas Químicas”, sublinham, apelando ainda a Moscovo para que assuma as suas responsabilidades enquanto membro do Conselho de Segurança da ONU “para defender a paz e a segurança internacionais”.

A Rússia nega qualquer a responsabilidade no ataque, que já mereceu a condenação de vários governos, incluindo o de Portugal, e de dirigentes como os presidentes norte-americano, Donald Trump, e francês, Emmanuel Macron, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

Rússia pondera expulsar diplomatas britânicos

Depois de Theresa May ter anunciado a expulsão de 23 diplomatas russos, também a Rússia tenciona expulsar diplomatas britânicos.

A resposta da Rússia não irá tardar, e, enquanto não há uma decisão definitiva, o porta-voz do governo russo, Sergei Lavrov, afirma que a expulsão de diplomatas deve “definitivamente” acontecer e que está para breve.

Este comunicado do ministro dos Negócios Estrangeiros russo, avança a TSF, surge na sequência da luta política entre os dois países que se despoletou no último mês, devido ao envenenamento do antigo espião russo e da filha.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Idosa de 93 anos recuperou de Covid-19 (e há 6 crianças em estado grave no Dona Estefânia)

Uma mulher de 93 anos que esteve internada em Lisboa, com Covid-19, recuperou da infecção ao cabo de 11 dias. Enquanto isso, há seis crianças com idades entre 4 meses e 17 anos que estão …

"Grande erro" da Europa é não usar máscaras, considera especialista chinês

George Gao, diretor dos Centros de Controlo e Proteção de Doenças da China (CDC), considera que o "grande erro" da Europa no combate à pandemia de covid-19 é o facto de as pessoas não usarem …

Obama critica de Trump. "Cada um de nós deve exigir mais dos nossos líderes"

O ex-Presidente norte-americano, Barack Obama, considerou esta terça-feira que o seu sucessor, Donald Trump, ignorou os avisos sobre os riscos de uma pandemia do novo coronavírus, e recordou o mesmo comportamento quanto às alterações climáticas, …

Covid-19. Hotel cinco estrelas na Austrália vai acolher sem-abrigo

A Austrália vai levar a cabo um projeto piloto que visa retirar das ruas alguns sem-abrigo e transferi-los para hotéis de luxo, protegendo-os assim do novo coronavírus oriundo da China (Covid-19).  O projeto, Hotels With Heart, …

Red Bull equacionou infeção voluntária dos seus pilotos

Um responsável da Red Bull admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária de covid-19, visando ficarem imunes no início da temporada. Helmut Marko …

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …

Portugal tem há cinco dias os mesmos 43 recuperados. DGS e especialistas explicam porquê

Portugal regista, desde o passado dia 27 de abril, os mesmos 43 recuperados da Covid-19, segundo os boletins epidemiológicos diários da Direção-Geral da Saúde. Questionado pela agência Lusa sobre a estagnação no número de altas hospitalares …