Condenação do cardeal George Pell por pedofilia “é incontestável”

Mazur / catholicchurch.org.uk

O cardeal George Pell

A condenação do cardeal australiano George Pell por pedofilia “é incontestável”, disse esta quinta-feira o procurador do Ministério Público, no segundo dia de análise do recurso apresentado pelo antigo ‘número três’ do Vaticano no Supremo Tribunal de Victoria.

Os advogados do ex-arcebispo de Melbourne e Sydney, de 77 anos, criticaram o veredicto do tribunal de primeira instância, classificando-o de “irracional”, descrevendo os factos dados como provados de “impossíveis”.

George Pell foi condenado em dezembro de 2018 por cinco acusações de abuso sexual a duas crianças do coro em 1996 e 1997. Em março, foi condenado a uma pena de seis anos de prisão. Pell, que foi responsável pelas finanças do Vaticano, foi condenado por abusar sexualmente de duas crianças do coro na Catedral de St. Patrick, em Melbourne, em duas ocasiões, em 1996 e 1997.

Uma das vítimas de Pell morreu de overdose de heroína em 2014, aos 31 anos de idade, aparentemente sem fazer qualquer acusação de abuso. A lei estadual impede que as vítimas de agressão sexual sejam identificadas publicamente.

Uma das principais bases do seu recurso passa por alegar que o veredicto foi “irracional” porque se baseava unicamente no testemunho de uma das vítimas. O ex-arcebispo, que era responsável pelas finanças da Santa Sé e participou na eleição de dois papas, é o mais alto responsável da Igreja Católica condenado por pedofilia.

Na sua sua primeira declaração no tribunal, o procurador Christopher Boyce rejeitou o argumento da defesa de que o testemunho da vítima é “uma fantasia”.

Se fosse esse o caso, teriam sido detetadas falhas, alegou, sublinhando que o júri “legitimamente considerou o queixoso como uma testemunha credível e de confiança”. “Quando examinamos todas as provas, a integridade do veredicto do júri é indiscutível“, concluiu.

O líder da equipa de defesa do cardeal, Bret Walker, elencou na quarta-feira “13 obstáculos sólidos no caminho para a condenação”. Se dois dos três juízes aceitarem os argumentos, o cardeal de 77 anos poderá ser libertado ou submetido a outro processo judicial.

O papado de Francisco tem vivido algum tumulto devido aos abusos sexuais perpetrados por membros da Igreja. Em pouco mais de um ano, o Papa admitiu ter cometido “graves erros” no pior caso de encobrimento do Chile, Pell foi condenado por abuso, um cardeal francês foi condenado por não denunciar um pedófilo e um terceiro cardeal, o ex-líder da Igreja dos EUA, Theodore McCarrick, foi destituído depois de uma investigação do Vaticano que determinou que abusou de crianças e adultos.

Em fevereiro, os presidentes das conferências episcopais de todo o mundo e responsáveis de institutos religiosos e da Cúria Romana reuniram-se no Vaticano, por determinação do Papa, para debater medidas de proteção a menores na Igreja Católica.

Recentemente, o Papa Francisco anunciou legislação mais rigorosa que obriga os sacerdotes e os religiosos a denunciarem suspeitas de abusos sexuais na Igreja, assim como qualquer encobrimento pela hierarquia.

Francisco determinou ainda que todas as dioceses do mundo criem antes de junho de 2020 um sistema acessível a quem quiser fazer uma denúncia, bem como a total proteção e assistência aos denunciantes.

As novas regras são ditadas pelo ‘Motu Proprio’ (documento da iniciativa do próprio Papa) “Vos estis lux mundi” (Vós sois a luz do mundo) e entraram em vigor em 1 de junho.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Itália: Da crise pandémica à crise política. Conte tem agora o voto de confiança dos deputados

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, obteve ontem a confiança dos deputados para se manter no governo, depois da demissão de duas ministras do partido Itália Viva (IV) ter aberto uma crise política, deixando o governante …

"Risco de readmissão é grande". Quase um terço dos infetados voltou ao hospital (e um em cada oito morreu)

De acordo com um estudo recente realizado no Reino Unido, quase um terço das pessoas que tiveram alta de um internamento por problemas de saúde relacionados com a covid-19, em Inglaterra, regressaram ao hospital pela …

Fecho das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública"

O encerramento das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública a ser tomada", perante a existência de um "teto falso" na deteção de novos casos e o aparecimento da variante inglesa, defendeu esta …

"Ato ditatorial" e "humilhação cruel". Mourinho criticado por optar por Gedson em vez de Dele Alli

O ex-futebolista Stan Collymore chamou Mourinho de ditador e criticou o facto de ter deixado Dele Alli de fora dos convocados em detrimento de Gedson Fernandes. Stan Collymore, antigo jogador do Liverpool, criticou José Mourinho pela …

Preços das casas devem descer neste ano (e deixam a banca em risco)

Após se terem aguentado mais ou menos estáveis em 2020, apesar da pandemia de covid-19, os preços das casas devem começar a descer neste ano com o prolongar da crise sanitária. Uma situação que preocupa …

Sem promessas para 2022, Governo admite criar “escalões intermédios” na Função Pública

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, em entrevista ao ECO, rever a tabela salarial da Função Pública e criar “escalões intermédios para as progressões intermédias”. Em entrevista ao jornal …

@AnaMartinsGomes. A gladiadora do Twitter é candidata a Belém

Se há arena onde a candidata socialista a Belém se sente confortável, é o Twitter. Palco de grandes partilhas e encruzilhadas, é inegável que essa rede social marca o caminho da diplomata. Ana Gomes é conhecida …

Rui Rio apela ao Governo por "confinamento a sério" e lembra que este "não existe para ser popular"

Rui Rio desafia o Governo a "impor um confinamento a sério em nome do interesse nacional". Na sua conta no Twitter, o líder do PSD escreve que "um Governo não existe para ser popular mas …

FC Porto ameaça não ir a jogo. Sporting acusa "dragões" de "pressão inaceitável"

O Sporting acusou segunda-feira o FC Porto de estar a "pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga" para que Nuno Mendes e Sporar falhem hoje as meias-finais da Taça da …

Empresas de comércio e serviços propõem suspensão de alguns impostos

Com o novo confinamento geral, a maioria das empresas de comércio e serviços volta a fechar portas. Por isso, pedem-se mais apoios ao Governo, considerando que os já anunciados são insuficientes. Em declarações à rádio Renascença, …