Não acontecia há 19 anos: uma competição da UEFA sem clubes portugueses

Zamalek SC / Twitter

Jaime Pacheco, treinador do Zamalek SC.

Liga Conferência Europa não contará, nem com Paços de Ferreira, nem com Santa Clara. Liga dos Campeões de 2002/03 não teve equipas lusas – mas essa época terminou com uma conquista europeia do FC Porto.

Quando, daqui a anos, recordarem a primeira edição da Liga Conferência Europa, irão reparar que a fase de grupos desse torneio não teve qualquer clube português.

Finlândia, Israel, Arménia, Estónia, Chipre, Bulgária, Eslováquia, Azerbaijão, Cazaquistão e Gibraltar são alguns dos países que estarão representados na fase de grupos da nova prova da UEFA.

Portugal tinha dois candidatos: Paços de Ferreira e Santa Clara. Os nortenhos superaram a terceira eliminatória da qualificação mas foi derrotado pelo poderoso Tottenham no play-off. Os açorianos ultrapassaram duas eliminatórias mas, também no play-off, perdeu diante do Partizan Belgrado.

Desde 2002/03 que uma competição europeia não tinha qualquer equipa portuguesa na fase de grupos.

O falhanço luso ocorreu na Liga dos Campeões, nessa altura. Naquele verão de 2002, duas equipas poderiam ter chegado à fase de grupos: Sporting e Boavista. Nenhuma conseguiu.

O campeão Sporting foi afastado (2-0 no total) pelo Inter Milão, na terceira e última ronda de qualificação. O Boavista, segundo classificado no campeonato português na época anterior, venceu facilmente o Hibernians na segunda eliminatória mas perdeu (1-0) contra o Auxerre na terceira eliminatória.

Mas, meses depois, já em 2003, quase nenhum adepto português se lembrava disso. Porque essa época 2002/03 terminou com duas equipas portuguesas nas meias-finais da Taça UEFA: FC Porto e Boavista. E o FC Porto venceu mesmo o torneio, ganhando ao Celtic na final.

No extremo oposto, a Liga dos Campeões deste ano: três equipas portuguesas na fase de grupos. Sporting, FC Porto e Benfica repetem o registo de há cinco anos, em 2016/17, quando os três «grandes» também estiveram na fase de grupos da maior competição europeia de clubes.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.