Comité Judiciário aprovou os dois artigos para destituição de Trump

Michael Reynolds / EPA

Os dois artigos de impeachment foram votados favoravelmente pela maioria Democrata na Câmara de Representantes, por uma margem de 23 votos contra os 17 votos da oposição dos deputados Republicanos.

O Comité Judiciário da Câmara de Representantes dos Estados Unidos aprovou, esta sexta-feira, dois artigos para a destituição do Presidente Donald Trump, acusando-o de abuso de poder e de obstrução ao Congresso.

A votação aconteceu após vários dias de debate intenso sobre a redação dos artigos, com os Democratas a fazerem impor a sua versão acusatória sobre o comportamento de Donald Trump no caso que envolve uma alegada pressão sobre o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy.

Os dois artigos para destituição vão agora ser votados no plenário da Câmara de Representantes, na próxima semana. Se forem aprovados por maioria simples, como tudo indica que acontecerá, pela maioria Democrata na Câmara, os artigos seguem para o Senado, que se constitui como uma espécie de tribunal para julgar as atividades de Donald Trump, logo no início de 2020.

Se 2/3 dos senadores validarem os artigos, o que é improvável por causa da maioria Republicana no Senado, Trump pode ser demitido do cargo de Presidente.

Na versão do artigo que lhe imputa abuso de poder, Trump é acusado de ter ameaçado reter uma ajuda financeira à Ucrânia até que Zelenskiy divulgasse publicamente que iria lançar uma investigação contra a atividade de Hunter Biden, filho de Joe Biden, rival Democrata de Trump na corrida presidencial de 2020, junto de uma empresa da Ucrânia.

Na versão do artigo que imputa obstrução ao Congresso, Trump é acusado de ter procurado dificultar a investigação no caso ucraniano, omitindo documentos e impedindo o depoimento de vários assessores da Casa Branca.

Os Republicanos procuraram, sem sucesso, introduzir emendas nos dois artigos, referindo que a retenção da ajuda financeira, no valor de cerca de 400 milhões de dólares (cerca de 350 milhões de euros) foi justificada por o Presidente exigir ao seu homólogo ucraniano provas reais de combate à corrupção no seu país, como contrapartida pelo contributo norte-americano.

O Presidente colocou em risco a nossa democracia, colocou em risco a nossa segurança nacional”, disse o líder do Comité Judiciário, Jerrold Nadler, quando anunciou os dois artigos de impeachment, no início desta semana, em frente a um retrato do primeiro Presidente dos EUA, George Washington.

“A nossa próxima eleição está em risco (…) por isso devemos agir agora”, disse Nadler, para justificar a decisão das acusações formais contra Donald Trump.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de tarântula pode ser benéfico no tratamento de dores viscerais

Uma equipa de investigadores australianos identificou dois peptídeos do veneno da tarântula, que podem ajudar a aliviar dores em órgãos do sistema digestivo. Há algum tempo que os cientistas investigam a funcionalidade do veneno em doenças, …

Cientistas propõem reciclar beatas de cigarro para fazer tijolos

Os cientistas afirmam que se apenas 2,5% dos tijolos produzidos em todo o mundo, anualmente, incluíssem 1% de beatas, seria possível reciclar todas as pontas de cigarro a nível global. Um grupo de investigadores da Escola …

Taxa de natalidade desce quase um terço em cidade chinesa

As autoridades chinesas reconheceram oficialmente que a taxa de nascimentos em Xinjiang, cidade situada no noroeste da China, desceu quase um terço em 2018, comparada com o ano anterior. De acordo com a CNN, o governo …

Dynetics revela o módulo lunar do programa Artemis (incluindo o interior)

A empresa norte-americana Dynetics revelou, no dia 15 de setembro, um modelo em escala real do módulo lunar especialmente projetado para levar os astronautas da NASA à Lua já em 2024, como parte do programa …

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …