Afinal, comer muitos ovos não aumenta o colesterol e não faz mal ao coração

O consumo de ovos não está, afinal, relacionado com o aumento do risco cardiovascular, nem tão pouco contribui para o aumento do chamado “mau” colesterol. É a conclusão de uma nova investigação que contraria as recomendações para o consumo moderado de ovos que são feitas um pouco globalmente.

A investigação realizada por cientistas da Universidade de Sidney, na Austrália, conclui que comer até 12 ovos por semana não aumenta os riscos cardiovasculares em pessoas com pré-diabetes ou diabetes tipo 2.

Na pesquisa, que foi publicada no American Journal of Clinical Nutrition, analisaram-se os efeitos para a saúde do consumo de 12 ovos por semana durante um ano, alargando o período de outra investigação que tinha tido as mesmas conclusões e que se tinha desenrolado durante três meses.

No primeiro estudo, os participantes foram divididos em dois grupos, um consumindo 12 ovos por semana e outro consumindo menos de dois ovos por semana, e todos com a missão de manterem o mesmo peso corporal. Os investigadores não detectaram alterações nos respectivos marcadores de risco cardiovascular ao fim de três meses.

Esses mesmos participantes foram depois desafiados a enveredarem por uma dieta para perda de peso durante mais três meses, mantendo o mesmo consumo de ovos. Durante mais seis meses, completando um ano de investigação, os participantes mantiveram a dieta de alto ou baixo consumo de ovos, sendo acompanhados pelos investigadores.

Nenhum dos grupos revelou, em qualquer momento, mudanças em termos de riscos cardiovasculares, conseguindo perdas de peso equivalentes, independentemente de consumirem mais ou menos ovos.

A investigação teve em conta dados como o colesterol, os níveis de açúcar e a pressão arterial, não notando diferenças significativas entre o elevado ou o menor consumo de ovos.

“Apesar dos diferentes conselhos em torno dos níveis de segurança do consumo de ovos para as pessoas com pré-diabetes e diabetes tipo 2, a nossa pesquisa indica que as pessoas não precisam de se abster de comer ovos se estes forem parte de uma dieta saudável”, constata o investigador Nick Fuller, que liderou o estudo, em declarações ao Live Science.

Fuller destaca que uma “dieta saudável” recomenda “a substituição de gorduras saturadas (como a manteiga) por gorduras monoinsaturadas e polinsaturadas (tais como o abacate e o azeite)”.

“Enquanto os ovos são eles próprios ricos em colesterol dietético – e as pessoas com diabetes tipo 2 tendem a ter níveis superiores do colesterol “mau” da lipoproteína de baixa densidade (LDL) -, este estudo suporta pesquisas já existentes que mostram que o consumo de ovos tem poucos efeitos nos níveis do colesterol no sangue das pessoas que os consomem”, afiança ainda o investigador.

Fuller realça que os resultados da pesquisa são relevantes porque os ovos podem contribuir até para a saúde das pessoas.

“Os ovos são uma fonte de proteínas e de micro-nutrientes que podem apoiar uma série de factores dietéticos e de saúde, incluindo ajudar a regular a ingestão de gordura e de hidratos de carbono, a saúde dos olhos e do coração, vasos sanguíneos saudáveis e gravidezes saudáveis”, conclui o cientista da Universidade de Sidney.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Há sempre algum inteligente a descobrir a pólvora. A vir desdizer o que todos andam a dizer há décadas. Sobretudo com estudos de 3 meses!.. Não.. Não faz mal ao coração. Só estoira com o figadeira.

  2. Shocking (not). Já se sabia há muito isto, os vegetarianos estao a prejudicar a propria saude e mais grave a saude dos filhos ao imporem-lhes uma nutricao desiquilibrada e insuficiente, pior que isso com o apoio do BE nas cantinas das escolas

  3. E claro, os especialistas que andaram anos e anos a alertar para o perigo do ovo, a prejudicar e a enganar as pessoas, desaconselhando um alimento altamente nutritivo, por ignorância ou até por malícia, não lhes vai acontecer nada, vão continuar com os seus curriculozinhos intocáveis.

  4. A classe médica e muitos doutorados em cultura de vida servem pequenas doses de informação, e portanto se eu quiser ter ovos no supermercado irei gritar bem alto aos canais de informação e a todos que eles (os ovos) não fazem muito bem a saúde, coisa e tal, e assim elimino logo metade da concorrência e o preço mantem-se por baixo. Felizmente a inteligência não foi distribuída igual por todos, e ainda bem, senão a formiga já tinha extinto o bicho Homem.

  5. lol 1 estudo que diz o que vocês gostam de ouvir e vocês ficam todos contentes =P Não sejam crentes. Primeiro, o que o estudo diz é que um grupo não é pior do que outro, isso não quer dizer que sejam ambos bons. Têm que ler nas entrelinhas ;] E segundo por o pessoal em dieta de perda de peso se calhar teve mais impacto do que os ovos. Onde está o grupo de controlo? Leiam o estudo e nao se aventurem demais com 1 notícia

  6. Afinal este estudo foi financiado pela Australian Egg Corporation Heheh Vejam o estudo completo (DOI 10.1093) e leiam logo na primeira página. Não sejam fantoches das industrias, pensem por vocês mesmos.

RESPONDER

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

O principal opositor do Kremlin chegou, este domingo, a uma zona a cerca de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um …

Já chegou o voo de repatriamento com 300 passageiros vindos do Brasil

O voo de repatriamento vindo do Brasil chegou, este domingo de manhã, ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, com cerca de 300 passageiros. De acordo com a RTP, o voo de repatriamento vindo de São Paulo, …