O colapso da Ilha de Páscoa está longe de ter sido como pensávamos

(CC0/PD) Wolk9 / Pixabay

Estátuas Moai, na ilha de Páscoa, no Chile

Uma equipa de investigadores descobriu que, afinal, o colapso social na Ilha de Páscoa foi muito mais tarde do que aquilo que se pensava anteriormente.

A Ilha de Páscoa faz parte do território chileno e é conhecida mundialmente pelos seus sítios arqueológicos, que incluem quase 900 enormes estátuas chamadas moais — figuras humanas esculpidas com cabeças gigantes.

Agora, uma equipa de investigadores criou uma nova cronologia da construção de monumentos e reexaminaram as observações escritas dos primeiros visitantes europeus para traçar uma história diferente daquela que se pensava ter sido.

As novas descobertas, documentadas num novo estudo publicado esta semana na revista científica Journal of Archaeological Science, mostram que os descendentes de polinésios que se estabeleceram na Ilha de Páscoa, no século XII, continuaram a construir, manter e usar os monumentos por pelo menos 150 anos para além de 1600.

Anteriormente acreditava-se que esta tinha sido uma altura em que se tinha iniciado o declínio social deste território, explica o Futurity.

“O pensamento comum é que a sociedade que os europeus viram quando apareceram pela primeira vez era uma sociedade que entrou em colapso. A nossa conclusão é que a construção de monumentos e o investimento ainda eram partes importantes das suas vidas quando esses visitantes chegaram”, explicou o autor do estudo, Robert DiNapoli.

Os investigadores chegaram a esta conclusão através de um método de datação pelo radiocarbono de 11 sítios arqueológicos na ilha.

“Imagine construir algo com peças de Lego. Você precisa de fazer isso numa determinada ordem”, começou por explicar DiNapoli. “Estes monumentos também têm uma ordem de montagem necessária, e as datas de radiocarbono das fases anteriores da construção devem vir antes das posteriores”.

Mesmo depois dos primeiros visitantes terem chegado, ainda continuaram a ser construídos os famosos moais. Enquanto viajantes espanhóis e holandeses disseram, em 1720 e 1722, respetivamente, que não havia evidências de decadência social, o explorador britânico James Cook descreveu, em 1774, que a ilha estava em crise, com vários monumentos tombados.

“Quando os europeus chegaram à ilha, há muitos eventos trágicos documentados devido a doenças, assassinatos, invasões de escravos e outros conflitos”, explicou o coautor Carl Lipo. Ainda assim, os habitantes da ilha “seguiram práticas que lhes proporcionaram grande estabilidade e sucesso ao longo de centenas de anos“.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Quem bebe café tem melhor controlo motor e maior nível de atenção, diz estudo

Um investigador da Universidade do Minho (UMinho) concluiu que consumidores de café têm melhor controlo motor, maiores níveis de atenção e alerta e que a cafeína tem "benefícios na aprendizagem e na memória", divulgou esta …

Pas de Deux cósmico. NASA mostra dois buracos negros a distorcer a luz à sua volta

A NASA publicou um vídeo em que mostra um par de buracos negros com milhões de vezes a massa do Sol que executam um pas de deux hipnótico. A visualização da NASA mostra como os buracos …

Inteligência Artificial recriou a voz de Einstein (e é possível fazer-lhe perguntas)

Graças à Inteligência Artificial, os fãs do Nobel da Física Albert Einstein podem agora "falar" com o físico alemão online. Segundo o site IFLScience, a ideia partiu das empresas Aflorithmic e UneeQ, sediadas no Reino Unido …

O SUV BZ4X lança o mote para a nova sub marca de elétricos da Toyota

A Toyota apresentou o primeiro modelo 100% elétrico da BZ, acrónimo de Beyond Zero (além do zero), sub marca da fabricante nipónica dedicada exclusivamente aos elétricos. O SUV BZ4X será o primeiro de uma ofensiva …

A "tele-escola" em 2006: Gisela conta como era

20 de abril de 2020: o regresso da escola à RTP, agora com a designação Estudo Em Casa. Um ano depois desse momento, cruzámo-nos com uma jovem que nasceu em 1994 e que ainda estudou …

O famoso consumo de chá de Jane Austen liga a escritora ao comércio de escravos

O consumo de chá de Jane Austen vai ser submetido a "interrogatório histórico" sobre as suas ligações à escravatura, de acordo com o diretor de um museu dedicado à autora inglesa. A casa da escritora na …

Júri declara ex-polícia Derek Chauvin culpado da morte de George Floyd

Os jurados do julgamento do ex-agente da polícia acusado do homicídio do afro-americano George Floyd chegaram a acordo sobre o veredito esta terça-feira. Derek Chauvin foi considerado culpado. A decisão dos jurados, reunidos desde segunda-feira num …

Lago "assassino" matou cerca de 1.800 pessoas em apenas alguns minutos (e a história pode repetir-se)

A noite de 21 de agosto de 1986 parecia ser igual a outra qualquer. Até que, por volta das 21h30, ouviu-se um barulho muito estranho no Lago Nyos, no noroeste dos Camarões. E em minutos, …

Nigéria. Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade"

O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a …

Esquemas de Wall Street alimentaram a crise de 2008. Está a voltar a acontecer o mesmo

Bancos têm erroneamente relatado dados de rendimento inflacionados que comprometem a integridade dos valores imobiliários resultantes. Foi há mais de 12 anos que foi anunciada a falência do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento …