Coelhos podem ajudar a desvendar o mistério do orgasmo feminino

Cientistas acreditam que o orgasmo feminino possa ter evoluído de um mecanismo para estimular a ovulação. Como tal, os coelhos podem ajudar a oferecer uma resposta a este mistério.

O orgasmo feminino continua a ser um mistério para muitos investigadores. Enquanto nos homens o orgasmo é requerido para que haja fertilização, no caso das mulheres não é necessário haver orgasmo para que esta engravide. Ainda que as relações sexuais se tenham transformado em mais do que um meio para procriar, há muitas mulheres que ainda não experienciaram um orgasmo.

várias teorias que tentam explicar a origem do orgasmo feminino. Uma sugere que é uma forma das mulheres se conectarem com os seus parceiros; outra sugere que, como o homem e a mulher partilham uma anatomia sexual, o orgasmo feminino é um subproduto do masculino; há ainda uma outra que sugere que as contrações do orgasmo feminino ajudam na fertilização do esperma.

Um estudo publicado esta segunda-feira na revista Proceedings of the National Academy of Sciences oferece uma outra alternativa. Os investigadores acreditam que o orgasmo feminino possa ter evoluído de um mecanismo para estimular a ovulação.

A Scientific American explica que humanos e grandes macacos são conhecidos por ovular espontaneamente. Contudo, para alguns animais como coelhos e gatos, a ovulação é desencadeada pelo próprio sexo. Os cientistas acreditam que um mecanismo semelhante a este pode ter levado ao desenvolvimento do orgasmo feminino.

Para testar esta ideia, foram realizados testes com coelhos. Alguns deles foram injetados com doses diárias de um medicamento antidepressivo conhecido por causar disfunção sexual em homens e mulheres. Desta forma, a investigadora Mihaela Pavlicev conseguiu perceber que as fêmeas que receberam a medicação tinham 30% menos ovulações do que o habitual.

Isto prova que o medicamento atua no sistema central nervoso dos coelhos, afetando a ovulação. Contudo, há ainda quem se mostre reticente em relação aos resultados. Julie Bakker, especialista em neuroendocrinologia na Universidade de Liège, não participou no estudo, mas defende que uma redução de 30% é muito marginal.

“Seria muito mais convincente se não houvesse ovulação”, disse Bakker.

A cientista explicou ainda que os coelhos não têm orgasmos e que, no caso deste e de outros animais, funciona quase como um interruptor de luz, no qual a estimulação masculina ativa uma reação no cérebro que desencadeia a ovulação.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas. O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra …

Foi um asteróide (e nada mais do que um asteróide) que dizimou os dinossauros

Uma equipa internacional de cientistas acaba de reafirmar que foi um asteróide - e nada mais do que este corpo rochoso - que dizimou os dinossauros da face da Terra há cerca de 66 milhões …

Descoberta classe de objetos bizarros perto do enorme buraco negro da Via Láctea

Astrónomos da Iniciativa Órbitas do Centro Galáctico da UCLA (Universidade da Califórnia) descobriram uma nova classe de objetos bizarros no centro da Via Láctea, não muito longe do buraco negro supermassivo chamado Sagitário A*. "Estes objetos …

David Lynch lança curta-metragem no Netflix em dia de aniversário

O realizador norte-americano lançou no Netflix, esta segunda-feira, uma curta-metragem de 17 minutos. David Lynch lançou, esta segunda-feira, no dia do seu 74.º aniversário, uma curta-metragem de 17 minutos no Netflix, escreve o jornal Público. "What Did …

Dois homens confessam ter roubado (e depois devolvido) quadro de Klimt

A dupla de assaltantes disse que tinha roubado a pintura, em fevereiro de 1997, e que a devolveu "como um presente para a cidade". Dois homens confessaram ter roubado, e logo depois devolvido, a pintura de …

Ozzy Osbourne revela que tem Parkinson

O músico britânico, de 71 anos, revelou, esta terça-feira, que foi diagnosticado com a doença de Parkinson. De acordo com o The Guardian, Ozzy Osbourne fez esta revelação durante uma entrevista no programa Good Morning America, …

Jorja Smith regressa ao NOS Alive em 2020

A cantora britânica é a mais recente confirmação do NOS Alive 2020. O Passeio Marítimo de Algés volta assim a receber Jorja Smith pelo segundo ano consecutivo. “A artista que fez história com um dos concertos …

Confirmada a autenticidade de um raro auto-retrato de Van Gogh

Os principais especialistas holandeses da obra de Van Gogh concluíram que um auto-retrato de 1889 foi realmente pintado pelo artista. A notícia é avançada pelo jornal local holandês Dutch News, que recorda que a autenticidade desta …

Serviço de streaming Disney+ chega a Portugal no verão

O serviço de streaming da Disney chega à Europa a 24 de março. Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria e Suíça serão os primeiros países a receber o Disney+. Em Portugal, a plataforma …

Tal como os cães, lobos bebés também brincam ao "busca" (e surpreendem os cientistas)

Brincar ao "busca" com o seu cão não é tão fácil como parece. É uma habilidade tão avançada que muitos cientistas acreditam que só terá aparecido após milhares de anos de domesticação. No entanto, isto pode …