Coca-Cola vai lançar a primeira garrafa feita de plástico 100% reciclado

A Coca-Cola vai começar a vender os seus refrigerantes em garrafas feitas de material plástico 100% reciclado. A garantia foi feita pela empresa e tem o objetivo de combater o desperdício de plástico e reduzir as emissões de carbono.

A nova garrafa vai ser lançada este mês, terá cerca de 39 ml de refrigerante e será vendida por cerca de 1,59 dólares. Vai ser produzida para a Coca-Cola normal, Coca-Cola Diet e Coca-Cola Zero Açúcar e Sabores, mas para já só estará disponível nos EUA, mais concretamente nos estados da Flórida e Califórnia.

Com a novidade, a Coca-Cola espera alcançar consumidores mais jovens – com menos de 25 anos – que estão cada vez mais preocupados com o ambiente e procuram embalagens sustentáveis nos produtos que compram. ​​

“Temos ouvido os consumidores e estes têm dito que querem algo mais fácil de consumir”, disse Alpa Sutaria, diretora geral de sustentabilidade da Coca-Cola, à CNN. “Aproveitamos para fazer uma garrafa com plástico 100% reciclável”, explicou, justificando a decisão da empresa.

Com sede em Atlanta, na Geórgia, a empresa revelou que as novas garrafas recicladas poderiam ajudar a reduzir o uso de plástico em mais de 20% na América do Norte, comparativamente com os dados registados em 2018.

“É uma oportunidade única de fazer a diferença na crise global do plástico”, afirmou Alpa Sutaria.

A responsável frisa que desenvolver a nova embalagem foi um “trabalho de amor e grande inovação” para a Coca-Cola. O plástico reciclado é limpo, triturado e transformado em flocos semelhantes a grãos antes de ser transformado numa nova garrafa.

Nos últimos anos, a Coca-Cola tem sido duramente criticada por contribuir ativamente para o lixo plástico. No ano passado, a empresa foi nomeada como sendo o maior poluidor de plástico do mundo pela empresa ambiental Break Free From Plastic. Os seus logótipos e marcas foram encontrados em 13.834 peças de plástico em 51 países, muitas vezes descartados em espaços públicos como parques e praias.

Desta forma, em 2018, a Coca-Cola anunciou a iniciativa “Mundo sem Resíduos” com o objetivo de, até 2030, recolher e reciclar uma garrafa ou lata para cada uma que vendesse. Segundo Sutaria, a nova garrafa é um “grande passo nessa direção”.

A multinacional não é o única empresa com o objetivo de reduzir a poluição. A Nestlé também anunciou no ano passado que está a gastar cerca de 2 mil milhões de dólares em iniciativas semelhantes.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …

Reino Unido quer reconhecer animais como seres com sentimentos

O Governo britânico anunciou um amplo plano de defesa dos animais que inclui medidas como o reconhecimento dos animais como seres com sentimentos, a proibição da exportação de animais vivos e da importação de troféus …

PAN rejeita "via verde" para o Governo (e admite travar próximo Orçamento "se necessário")

O PAN não pretende oferecer “uma via verde para o Governo fazer o que bem entender” e admite mesmo travar o Orçamento de Estado "se for necessário". As palavras são da presidente do Grupo Parlamentar do …

Bloco quer administração da RTP nomeada pela Assembleia da República

O Bloco de Esquerda fez várias propostas à revisão do contrato de concessão do serviço público de rádio e televisão. Do lado dos trabalhadores da RTP, a proposta foi arrasada. O Governo colocou em consulta pública, …

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …

Pedro Nuno Santos garante que investimento público em redes de nova geração vai avançar

Pedro Nuno Santos garantiu, na quinta-feira, que o “investimento público” em redes de comunicações eletrónicas “vai avançar”, de forma a levar conectividade às regiões do país onde as redes das operadoras privadas não chegam. O ministro …