“Clima desértico do Norte de África está a saltar para Portugal”. Especialista avisa para futuro “mais inóspito e violento”

“Os jovens de hoje vão ter um mundo mais complicado, com um clima mais inóspito e mais violento”. O alerta é do presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, Filipe Duarte Santos, que nota também que o “clima desértico” do Norte de África “está a saltar para o Sul da Europa”, nomeadamente para Portugal.

Em entrevista à Rádio Renascença, o especialista em alterações climáticas refere que “há uma coisa na circulação geral da atmosfera chamada a Célula de Hadley, cujo ramo descendente gera os desertos, gera o Saara, e esse ramo descendente está a avançar para Norte”. “O que acontece é que esse clima do Norte de África está a saltar para o Sul da Europa”, explica Filipe Duarte Santos.

E “uma das coisas mais preocupantes para Portugal” é “o avanço de um clima desértico que existe no Norte de África”, acrescenta o presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS).

“Se falarem com as pessoas do Algarve neste momento, sobretudo com a região Leste, a situação não é famosa em termos de escassez de água“, acrescenta, como sinal desse avanço do “clima desértico”, concluindo que “os jovens de hoje vão ter um mundo mais complicado, com um clima mais inóspito e mais violento“.

Numa altura em que se realiza a Conferência da ONU sobre o Clima, em Madrid, Filipe Duarte Santos vinca a importância de conseguirmos reduzir a emissão de gases com efeito de estufa, notando que “quanto mais atrasarmos essa diminuição das emissões globais, maior será o aumento da temperatura”.

“A situação não tem estado a melhorar, porque as emissões de gases com efeito de estufa têm aumentado, em vez de diminuir, a uma média de 1,5% por ano nos últimos 10 anos”, refere.

“As pessoas podem pensar que um grau de aumento da temperatura média da atmosfera à superfície é pouco, mas tem consequências muito grandes, porque a energia necessária para conseguir esse aumento é gigantesca e isso tem consequências, sobretudo, na frequência e intensidade dos fenómenos extremos”, alerta.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, já avisou também que “estamos num buraco profundo e continuamos a cavar“.

Filipe Duarte Santos nota que “há metodologias” que podem reverter a actual tendência e ajudar a salvar o planeta, mas que “exigem um investimento muito considerável“. Esse esforço “não é só dos políticos e dos governantes”, já que todos devemos fazer “um pequeno sacrifício” para fazer “esta transição energética dos combustíveis fósseis para as energias renováveis”, constata o especialista.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sydney. Qualidade do ar perigosa devido a incêndios no leste da Austrália

A qualidade do ar em Sydney atingiu esta terça-feira um nível perigoso devido à densa camada de fumo proveniente dos incêndios florestais, no leste da Austrália, indicou o Departamento de Meteorologia australiano. "Os ventos fracos e …

Governo prevê superavit de 0,2% e crescimento de 2% em 2020

O líder parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” revelou esta terça-feira que o Governo prevê para o próximo ano um excedente orçamental de 0,2% e um crescimento de 2%. José Luís Ferreira, líder parlamentar do Partido …

Meo e Nos vão subir preços de alguns serviços em 2020

Escreve o Jornal de Negócios esta terça-feira que a Meo e a Nos vão atualizar o tarifário de alguns dos seus serviços a partir de 1 de janeiro de 2020. A fatura dos clientes deverá …

Maria e Francisco foram os nomes mais populares em 2019

Maria foi, mais uma vez, o nome feminino mais popular em 2019. João foi atirado para segundo lugar, sendo destronado por Francisco. Dados do Ministério da Justiça, divulgados pela TVI24, revela que, este ano, foram registadas …

Tensão nas eleições da JSD-Porto levam à intervenção da PSP

Rodrigo Passos foi eleito, no sábado, como novo líder da JSD-Porto, substituindo Rosina Ribeiro Pereira, que deixou algumas palavras duras para comentar o que se passou no ato eleitoral. Segundo o Público, Rosina Ribeiro Pereira, eleita …

Livre não aplica sanção a Joacine, mas condena declarações da deputada

O Livre decidiu não aplicar qualquer sanção disciplinar a Joacine Katar Moreira no seguimento do conflito entre Direção e deputada que surgiu após a polémica abstenção num voto no parlamento sobre uma investida israelita na …

Rio alerta para "claro divórcio entre a sociedade portuguesa e os partidos políticos"

O presidente do PSD, Rui Rio, disse ontem, em Paredes, no distrito do Porto, haver "um divórcio entre a sociedade e os partidos", defendendo que só uma maior "abertura" das estruturas às "pessoas" pode inverter …

Megaoperação de combate à pedofilia detém mais de 30 pessoas

Mais de 30 pessoas foram detidas em onze países no âmbito de uma megaoperação de combate à pornografia infantil realizada pela Europol e pela polícia nacional de Espanha, país onde foram presos mais de metade …

Grandes hotéis acusados de ignorar tráfico sexual. Queixa em grupo relata casos de 13 mulheres

Uma ação judicial deu entrada segunda-feira em Columbus, Ohio, nos Estados Unidos (EUA), com vários grandes grupos hoteleiros a serem acusados de lucrar com o tráfico sexual, ignorando os crimes e os danos nas vítimas. Segundo …

Líder da Birmânia, Suu Kyi, vai a Haia defender o país de acusação de genocídio

A líder birmanesa Aung San Suu Kyi decidiu comparecer perante o Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) para defender o seu país da acusação de genocídio contra a minoria muçulmana rohingya, durante uma audiência de três …