Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso “dieselgate”, informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso.

Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em Portugal, 125 mil pessoas ficaram lesadas e continuam sem indemnizações, ao contrário dos Estados Unidos (EUA), Austrália e Alemanha, onde os clientes já foram compensados.

A marca alegou que nenhum cliente terá ficado prejudicado em termos de segurança, capacidade do veículo e/ou preço na revenda. A Deco Proteste alerta para a desigualdade no tratamento de situações semelhantes e num mercado europeu que se quer único, lê-se em comunicado enviado às redações.

A 19 de setembro de 2015, a Volkswagen foi acusada de ter instalado ilegalmente um software nos seus veículos para reduzir artificialmente as emissões de monóxido de azoto durante os testes de emissões.

Embora tenha assumido a sua responsabilidade, o grupo alemão não compensou todos os clientes abrangidos pelo caso “dieselgate”. A Deco Proteste disse que a marca não só enganou os clientes anunciando que os carros tinham baixas emissões, como também “prejudicou o ambiente europeu no seu todo”.

Os clientes da Alemanha foram compensados e, quando questionada pela Deco Prosteste, a Volkswagen respondeu que “a decisão do Tribunal Federal de Justiça em Karlshruhe, em 25 de maio de 2020, baseia-se em fundamentos específicos do direito civil alemão e não altera o entendimento da marca de que os clientes não sofreram qualquer perda ou dano em resultado deste problema”.

O grupo alemão evidenciou, ainda, que “como cada jurisdição é única, com diferentes leis e sistemas jurídicos locais” e que “embora todos os clientes sejam importantes, não podemos e não devemos ignorar as diferenças fundamentais nos sistemas jurídicos das diferentes jurisdições da UE”.

Em comunicado, a Deco Prosteste continuou a lamentar, cinco anos passados, a “falta de respostas e a desigualdade” sublinhada pela marca alemã, dizendo que “é hora de compensar todos os consumidores europeus e não só os alemães”.

A organização portuguesa de defesa do consumidor realçou ainda que “em face desta posição autoritária e discriminatória” não vão desistir e que “as ações judiciais que correm nos demais países europeus – com destaque para Portugal, Espanha, Bélgica e Itália (do grupo Euroconsumers) – continuarão até todos os consumidores serem compensados de forma justa pelo engano de que foram vítimas”.

No total, foram afetados onze milhões de veículos do grupo Volkswagen, sendo que oito milhões se encontram na Europa e 125 mil automóveis em Portugal.

A Deco Proteste escreveu, em comunicado, que “acredita que apenas quando a VW assumir a responsabilidade junto de todas as vítimas europeias poderá fechar o capítulo ‘dieselgate’, virar esta página negra na história da empresa e concentrar-se nos importantes desafios que tem pela frente”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Isto é ‘normal’. Tive uma vez uma subscrição tipo prépago da Orange (fornecedor de telecom) na qual o saldo era vitalício. Quando, depois de um ano e tal venderam o negócio aos alemães T-Mobile da Deutsche Telecom, estes quiseram naturalmente acabar com isso. Na altura eu tinha um saldo que era de 890 euros. Houve quem foi ao tribunal, mas ninguém recebeu nada. Este tipo de empresas está muito por cima das leis e eles podem fazer o que querem. No caso da VW é claro que não este perdeu os genes do terceiro império e quem confia neles devia de estudar a historia

Responder a etter Cancelar resposta

Agência europeia de aviação prepara-se para autorizar regresso do Boeing 737 MAX

A Agência Europeia para Segurança da Aviação (EASA) manifestou hoje intenção de aprovar o regresso da aeronave Boeing 737 MAX aos céus da União Europeia (UE), mas apenas se forem cumpridos requisitos técnicos e de …

Xi Jinping dá os parabéns a Joe Biden pela vitória nas eleições

O Presidente chinês deu os parabéns pela vitória ao Presidente eleito dos Estados Unidos, esta quarta-feira, expressando esperança num espírito de cooperação entre os dois países, para que todos fiquem a ganhar. A China foi uma …

Cristiano Ronaldo é o único português nomeado para os prémios "The Best"

O avançado da Juventus é o único português nomeado para os prémios "The Best", inserido na lista de 11 candidatos na categoria de melhor futebolista de 2020, divulgada hoje pela FIFA. Cristiano Ronaldo reparte a nomeação …

Máscaras descartáveis são de plástico e ameaçam flagelo ambiental. Governo lança campanha de sensibilização

Em plena Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática lançou a campanha “Não Deixes Cair a Máscara”. Por mês, são usadas no país 150 milhões de máscaras. De acordo …

Football Leaks. Julgamento suspenso por 14 dias devido a caso de covid-19

O julgamento do processo Football Leaks foi suspenso por 14 dias, esta quarta-feira, devido à confirmação de um teste com resultado positivo ao novo coronavírus de um familiar de um dos juízes do coletivo. Cerca de …

Morreu El Pibe, Diego Armando Maradona

O antigo internacional argentino Diego Armando Maradona morreu esta quarta-feira aos 60 anos de idade. Foi vítima de uma paragem cardiorrespiratória, avança a imprensa argentina. O estado de saúde do ex-futebolista estava debilitado e, segundo relatos do …

Empresas deixam de estar obrigadas a pôr o código QR nas faturas

A obrigatoriedade de as empresas incorporarem nas faturas o código QR e o código único de documento “traria custos adicionais para as micro pequenas e médias empresas, particularmente na adaptação de sistemas informáticos”. A obrigatoriedade de as …

Bolieiro cita Sá Carneiro e reconhece "exigente missão"

O novo presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, tomou esta terça-feira posse na Assembleia Legislativa Regional e, citando Sá Carneiro, reconheceu a "exigente missão" que tem pela frente. "Medimos os desafios a enfrentar e …

Escócia é o primeiro país a tornar os produtos menstruais gratuitos

Os produtos de higiene íntima feminina vão passar a ser gratuitos na Escócia. A primeira medida do género em todo o mundo entrará em vigor em janeiro e tem o objetivo de combater a “pobreza …

Fenprof diz que a falta de docentes em algumas escolas se resolvia com oferta de horários completos

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) estima que milhares de alunos continuem sem ter todas as aulas por falta de docentes, um problema que acredita que se resolvia com medidas como completar os horários vagos …